Capítulo 19

1K 71 31

          ( Música da mídia é só pra acompanhar a leitura, Boa leitura)

             O Daryl segura o braço do homem e começa a falar.

Daryl: Se eu fosse você não encostaria um dedo nela.- fala ameaçando ele.

Homem: E o que vai fazer Daryl, você não é nada perto de mim.- fala olhando nos olhos dele.

Daryl: Não estou falando de mim e sim dela.- aponta pra mim- Tu não queira mexer com ela.

"Merda ele vai contar o meu segredo."-penso.

Eu: Daryl.- falo baixo.

Daryl: Ela é a Aléxia Ortega Costa, a filha do Santiago Costa.- bato minha mão na minha testa.

Eu: Merda!- derrepente vejo ele empurra o Daryl e vim em cima de mim.

Homem: Eu amaria te entregar pro seu tio.- olho pro Daryl e vejo que ele se machucou um pouco.

Eu: Duvido muito.- olho pro Daryl nos olhos e ele joga a minha faca e aponta pro homem- Uma coisa que eu odeio é gente que machuca os meus irmãos e banca de dedo duro. Sabe o que eu faço com eles? - boto a faca na posição de enfiar nas partes íntimas dele.

Homem: E o que você vai fazer princesinha?- me olha me desafiando.

Eu: Isso- infio a faca com tudo nos países baixos e vejo ele cair no chão.- Isso pra você aprender a nunca mexer com um Ortega.- saio de perto dele puxando o Daryl.

Daryl: Eu acho que o Vinicius nunca mais vai ter filhos.- fica rindo e eu acompanho.

Eu: Daryl, agora falando sério. Você sabe o que você acabou de falar pra ele?- fecho a cara.

Daryl: Eu sei, eu sei. Mas se não falasse isso ele te machucaria. Eu estava com medo de perder minha única irmã, por isso que falei aquilo.- fala abaixando a cabeça.

Eu: Tá bom. Me desculpe é que estou...estou com medo de perder vocês.- vou e abraço ele.- Agora chega de abraço que eu não sou dessas.- desgrudo dele.

Daryl: Sempre seca.- fala dando um cascudo em mim.

Eu: Olha a minha juba não é fácil de domar, então para desgraça.- dou um tapa na mão dele.

Daryl: Você se importando com o seu cabelo?- levanta uma sobrancelha.

Eu: Eu sei, mas tenho que arrumar para o trabalho.- vou no armário de bebidas e pego de novo uma garrafa de vinho.- Safra de 2013, nova mas vai.

Daryl: Irmão vou pegar o seu vinho. Pode sim irmãzinha.- mostro o dedo do meio pra ele.

Eu: Me deixa. Preciso de vinho e não quero beber bebida pesada hoje, pois amanhã vou ter que trabalha duro.

Daryl: Ué por que? Eu tenho certeza que não vai atrapalhar nada.

Eu: Tenho que terminar dois projetos para amanhã. E como estou muito animada.- falo em tom de sarcasmo.

Daryl: Minha irmã certinha, está acontecendo o fim do mundo.- fala zombando da minha cara.

Eu: Por que tu não vai lá pra fora, pois a festa está lá.

Daryl: Vou deixa eles lá, vamos ter a nossa noite de irmão. Que tal?- olho o relógio.

Eu: Olha são 21:30 então daqui a um hora vou embora. Estou cansada e com sono, então só vou no pique de dormir cedo hoje.

Daryl: Só tu mesmo. Soube que você treinou ontem.

Eu: Há sim fui treinar, o Matt me acompanhou.- vejo ele fechar a cara- relaxa maninho na próxima eu te chamo pra me acompanhar. E pior que a noite de ontem tive que cantar e vou cantar de novo na quarta-feira já que eu perdi uma porra de uma aposta.

Is it love? RyanLeia esta história GRATUITAMENTE!