Capítulo 37

696 78 32

Eu: Bom dia, Ryan Carter.- falo e ligo o meu computador.

Ryan: Bom dia, Aléxia Ortega.- fala e fecha a porta.- Queria saber sobre os projetos, já que saiu tarde ontem?

Eu: Só falta aquele grande que tive que pegar a descrição com o Colin.- falo e entrego os outros projetos. Na hora que entrego os projetos nossa mão se encostam e sinto um arrepio no corpo.

Ryan: Nossa bem rápida.- fala e vejo ele dando uma olhada nos projetos, me sento e olho pro rosto dele que parece um sorriso, não vou mentir bem sexy.- Que bom que eu contratei você, você trabalha muito bem.

Eu: Eu sei, eu sou demais pode fala.- falo e ele começa a rir.

Ryan: Convencida.- dou uma piscadela pra ele.- Bom agora vou indo. Quando estiver acabado vai na minha sala e entrega.- na hora que ele abaixa o olhar ele percebe o curativo.- O que que ouve aí?- vem pra perto de mim, coloca os projetos na mesa e começa a olhar o meu braço.- O que ouve aí Aléxia?- fala e percebo pelo tom de voz dele a preocupação.

Eu: Relaxa Ryan. Eu só cai da escada e bati num vaso de vidro. Acabando um pedaço do viro entrando no meu braço.- minto e vejo ele olha nos meus olhos, como se estivesse vendo a minha alma só num olhar.

Ryan: Você sabia que podia me ligar e dizer que não tinha como vim trabalhar hoje.

Eu: Relaxa Ryan, está tudo bem. E se eu ficasse em casa era capaz de eu fazer alguma merda pra piorar.- falo e vejo ele dá um sorriso.

Ryan: Bom vou indo.- pega os projetos da mesa e vai para direção da porta.- Qualquer problema me chama.

Eu: Relaxa Ryan.- falo e ele sai da minha sala.

Depois que ele sai, sento na minha cadeira e sinto a minha bochecha quente. Pego uma xícara de café pra eu beber e começo a fazer o projeto. Recebo a mensagem do meu irmão me chamando para almoça, mas logo nego. Derrepente só vejo o Matt e a Letícia mandando várias mensagem me chamando pra almoça.

Eu: O casalzinho chato, puta que pariu.- mando a mensagem dizendo que ia almoça com ele, logo eles pararam de mandar mensagem pra mim.

Estava descendo pra encontra o Matt, o Colin e a Letícia no hall de entrada pra almoça. Quando a porta do elevador de abre, já vejo os três conversando. Vou até eles e dou um tapa no Matt, mas a inteligente aqui usou o braço que tava com ponto.

Matt: Se ferrou.- olho pra ele.

Eu: Idiota.- saímos da empresa e vamos na direção do Bob's.

Letícia: O que que houve que eu estou mais perdida do que cego em tiroteio.

Colin: A louca aqui começou uma briga com a prima dela.

Letícia: A vagabunda.- concordo com a cabeça.

Matt: Então Aléxia vai ver seu sobrinho na sexta?- fala e vejo a Letícia para na hora.

Letícia: O Daryl tem filho?- eu e o Matt começamos a rir.

Eu: Eu tenho um irmão adotivo.- falo e entramos na fila.

Colin: É Aléxia você não vai poder comer seu x-tudo.

Eu: Ué por que?

Colin: Seu braço cabeça dura. Tem bacon e ovo.

Eu: Aí se encontro aquela vagabundo na rua eu mato ela. Aí que raiva eu vou ficar sem o meu bacon. Isso é uma sacanagem com a minha pessoa.- falo e chega a nossa vez.- Vou querer 2 porção de batata frita especial...sem bacon e uma h20.- pago e logo saio para ir atrás da mesa.

Is it love? RyanLeia esta história GRATUITAMENTE!