Capítulo 39

533 68 11

           Acordo de manhã com aquele ânimo marcado na cara. Saio da cama e vou andando até o banheiro, quando eu sem querer a tropeço na minha cachorra toda esparramada no chão.

Eu: Porra Atena! Tinha outros lugares para dormir.- falo e vejo ela me ignorar.

           Vou até o banheiro e faço a minha higiene pessoal. Quando saio do banheiro vou direto para o  closet e coloco uma roupa simples, mas confortável. O coisa maravilhosa é ir com calça larguinha pro trabalho, mas se ficarem falando do meu cropped eu juro que incorporou minha barraqueira interior e coloca essas pessoas no lugar.

 O coisa maravilhosa é ir com calça larguinha pro trabalho, mas se ficarem falando do meu cropped eu juro que incorporou minha barraqueira interior e coloca essas pessoas no lugar

Oops! This image does not follow our content guidelines. To continue publishing, please remove it or upload a different image.

          Vou para a cozinha e pego um iogurte que hoje estou fitness. Só que não, mas vamos disfarça que eu sou a pessoas mais fitness do mundo. Me despeço da minha cadela que estava no sofá com o meu casaco. Entro no meu carro e vou acelerando pro trabalho. Quando chego logo tiro o boné e vou entrando no hall de entrada. Vejo a Lisa me mandar uma piscadela e logo devolvo. Pego o elevador com uma mulher, que me olha torto e logo mando só a minha cara de deboche. Quando chega no meu andar ela desce junto comigo e vou direto pra minha sala.

Eu: Aí ninguém merece plena manhã receber olhar torto.- falo e coloco a minha bolsa na mesa.

Matt: Já reclamando plena manhã.- acabo dando um pulo de susto.- Tá devendo?

Eu: Sim tô devendo uma porrada no meio da sua cara. Porra que susto, cassete.- boto a mão no coração.

Matt: Bom dia irmã! Como você está um amor de pessoa hoje.- viro pra ele e mostro o dedo do meio pra ele.

Eu: O que quê houve pra você vinher aqui no último andar da empresa?- falo e me sento na mesa.

Matt: Primeiro que roupa é essa?

Eu: De tecido.- falo e ele logo revira o olho.

Matt: Segunda o Daryl me disse que estão te chamando de Gata Selvagem. Nossa que apelido bosta hein.

Eu: Nem falo nada.- desço da mesa e vou logo ligar o computador.

Matt: Terceiro, Aléxia...- logo me viro ao ver o tom de voz dele ficar sério, algo muito raro de acontecer.- O Daryl e o John estam achando o pessoal do seu tio está armando algo pra cima de você.- logo me viro pra ele e solto um suspiro longo.

Eu: Já era de se esperar.- falo e vejo o meu irmão olhar com uma olhar de pena. Algo que eu odeio é ter gente tendo pena de mim.- Relaxa que eu vou tentar resolver e tira essa cara de pena pelo amor de Beyoncé.- falo e vejo ele rir.

Matt: Você sempre consegue superar os obstáculos em maninha.

Eu: Dom de Ortega.- falo e sento na minha cadeira.- Como está indo o trabalho?- pergunto e já abro um projeto.

Matt: Tá indo bem. Só aquele babaca do Gabriel que fica dando em cima da Letícia, cara estou preste a dá um belo de um soco naquele rostinho perfeito dele.

Is it love? RyanLeia esta história GRATUITAMENTE!