12 Capítulo

1K 67 21

"Pronto esse dia já foi pra água a baixo"- penso.

Cassidy: Senhorita Ortega- da um sorriso de desgosto- Parece que você conseguiu conquistar o senhor Carter para conseguir esse cargo.

Eu: Me desculpa meu amor, mas não sou você.

Cassidy: Grr. Além de oferevida é mal educada.

Eu: Tá me chamando de você, assim me ofende. Me dá logo o meu contrato pra eu assinar.

Cassidy: Sabia que eu consegui abaixa o seu salário, senhorita Ortega.- dá um sorriso de vitória.

Eu: Meu amor eu não sou gananciosa igual a você.-assino e dou o papel do contrato pra ela.

Cassidy: Você deveria vim com roupa adequada pro trabalho ou você só vem assim pra tentar imprecionar o senhor Carter.

"Ela quer que eu esculacho a cara dela, só pode ser"-penso.

Eu: Olha aqui. Eu pelo menos não venho vestida de puta igual a você e não sou oferecida aos meus superiores igual a você. Agora já vou falando que na próxima vez que você vinher tentar me abaixar, eu coloco um fim nesse seu cabelo de aplique e peito e bunda falsa ouviu.

Cassidy: Quem você pensa que é pra me ameaça. Eu posso te demiti-la.

Eu: E vai falar o quê? Há ela falou na minha cara que sou uma puta e vivo tentando abaixar os outros.

Cassidy: Grr.- sai da sala.

Eu: Se fodeu- falo em português.

             Sento na minha cadeira e começo a trabalhar, quando alguém me liga.

*Ligação on*

Eu: Alô?

Matt: Mana vamos almoçar juntos hoje?

Eu: Poxa eu ia almoçar com a Lisa.

Matt: Vai almoçar com ela aonde?

Eu: No restaurante de comida italiana. Vamos com a gente almoçar lá.

Matt: Eu ia almoçar com o Colin.

Eu: Se não forem, eu desço nos seus andares e pego vocês pela orelha pra ir no restaurante comigo.

Matt: Ok ok, só vou porquê eu te amo.

Eu: Sei, você está é com medo de eu fazer isso com você.

Matt: Mana você fez alguma coisa com a Cassidy?

Eu: Por que você acha isso?

Matt: Ela tá um pé no saco e ela só fica assim quando alguém não dá atenção pra ela ou quando você enfrenta ela.

Eu: kkkk eu acho que participei disso, bom tenho que ir, só no pique pra trabalhar.

Matt: Até mana.

*Ligação off*

"Será que é errado rir do sofrimento dos outros?"- penso no meio da risada.

            Continuo trabalhando até que vejo que são 11:53, pego minha bolsa e saio da minha sala. Entro no elevador, coloco pra eu escutar a música Monster, até que o elevador abre, pelo jeito que ainda não demorou não cheguei no Hall de entrada. Sinto alguém tirar meu fone, olho pra cima e vejo o meu querido irmão.

Is it love? RyanLeia esta história GRATUITAMENTE!