Ten

40.9K 4.4K 2.9K
                                    

  Jungkook

Busquei o milkshake pro meu carrapato e acabei de chegar em casa, estava tudo calado, até estranhei

-Carrapato? Seokjin? -Tirei a arma da cintura já com medo de ter acontecido algo com meu menino

-Tá no quarto, possivelmente chorando, mas não me deixa ficar com ele -Jin apareceu de avental

Subi o mais rápido que consegui enquanto guardava a arma de volta no lugar, abri a porta e ele estava encolhidinho abraçando o coelho, mas não estava chorando, estava dormindo

-Oh meu amor -Sentei do seu lado acariciando o rostinho vermelho de choro -Como dói te ver frágil assim -Deitei do seu lado o puxando pra cima de mim, enquanto meu coraçãozinho não se sentir mais confortável com tudo ele vai ser sempre frágil assim e me dói

-Dormiu? -Seok apareceu na porta

-Uhhum, coloca isso no freezer pra mim por favor -Apontei pro copo e ele pegou -Obrigado

-Ele sentiu sua falta, acho que se você tivesse avisado ele não teria essa reação

-É, eu sei -Deixei um beijo em sua testa -Eu precisava ir buscar o besta e ele estava tão bonitinho enquanto dormia

-Você é um boiola sabia -Olhei pra ele arqueando a sobrancelha -Eu também sou, mas não tanto -E saiu fechando a porta

Acabei dormindo com o tempo e acordei com um carinho no rosto, abri os olhos lentamente mas fechei de novo, meu bebê estava sentado do meu lado enquanto passava as mãos por meu rosto todo

-É tão lindo -Ele disse e logo suspirou -E só meu -Não aguentei e acabei rindo -Kookie

O baixinho pulou encima de mim me abraçando como dava, senti minha blusa molhada e só assim despertei por completo

-Meu bem?

-Não faz isso Kookie -Fungou -Kookie deixou o Jimin aqui dormindo e saiu, fiquei com medo -Meu coração até apertou agora, como eu já disse ele só confia totalmente em mim, então se vê sem ninguém no quarto e ainda saber que eu saí não é fácil pra ele ainda

-Desculpa meu amor, não queria deixar você aqui, mas eu tive que sair de última hora

-Eu te chamei e você não respondeu, ninguém respondeu, achei que tinha ido embora e me deixado igual a mãe do Jimin -Ele chorava compulsivamente, me sentei trazendo ele pro meu colo -Você não vai abandonar o Jimin também né?

-Não meu amor, nunca -Beijei a testa dele e limpei os olhinhos encharcados -Você pode me falar sobre sua mãe meu coração?

-So sei que ela não queria a aberração que fez a foi embora, ela que disse -Ele me abraçou apertado -Ela e o homem mal não gostavam do Jimin, os dois sempre me batiam e diziam que preferia que eu estivesse morto

Ficou um tempo em silêncio, eu estava tentando digerir aquilo até ele se pronunciar

-V-Você também preferia o Jimin mo

-Nem termine essa frase -Tampei a boca dele com os dedos -Não senhor, não fala isso nem brincando -Tirei os dedos e lhe dei um selinho -Eu te amo muito, nos ainda temos que noivar e casar, talvez adotar filhos e ficar velhinhos juntos, então não fala uma coisa dessas nem brincando

Ele assentiu voltando a me abraçar, meu neném sempre fala em terceira pessoa, principalmente comigo e eu acho tão fofo, sei que ele ainda fala assim porque não teve ninguém que se importasse realmente com ele disposto a ajudar meu anjinho nisso, mas eu não vou ficar forçando sua fala, se ele se sente confortável falando em terceira pessoa vai ser assim pra sempre sem problema algum

Protegido do MafiosoOnde as histórias ganham vida. Descobre agora