Thirty One

19K 2.6K 1.7K
                                    

  Jungkook

Jimin disse que queria deitar mas era só tática pra vir embora, ele mandou eu ficar sentado na cama que ele ia no banheiro se preparar

Domorou alguns minutos e meu bebê apareceu com uma roupa de gato, mas era um gato sexy pra caralho,nas pernas ele estava usando uma meia arrastão e um harness que é um arreio "feminino", meio cinta liga, parecia uma mistura de tudo e pra completar uma calcinha preta

Na parte de cima ele estava sem nada tirando o arreio ligado a cintura e uma orelhinha de gatinho, e pra fechar com chave de ouro ele estava com um chicote na mão

Ele ia vindo na minha direção

-Não meu amor, gatinhos andam sobre quatro patas, venha engatinhando -E ele se abaixou engatinhando lentamente, quando ele chegou perto o miserável começou a passar o rostinho em minha perna igual um gato mesmo

Eu vou morrer, sério

Antes que eu pudesse falar alguma coisa ele se afastou e deu duas voltas ficando com a bunda na minha direção e a mexendo

-Vem aqui gatinho -Ele se virou e veio fazendo uma cara bem sexy pra mim, malditozinho -Meu gatinho vai fazer amor com o coelhinho, mas lembre-se que gatinhos não falam -Ele arregalou os olhos -Não quero um pio, só aceito meu gatinho gemer, entendeu?

Ele assentiu com a cabeça

-Ótimo, vem felino -Porra ele estava muito sexy assim, ele se aproximou ainda mais e eu peguei ele subindo na cama -Gatinhos não precisam de preparação -Coloquei ele de quatro e rasguei a meia, depois tenho que comprar outra

Tirei meu pau da calça e enfiei com tudo

-Jun -Peguei o chicote jogado na cama e bati na bunda bonita

-Gatinhos falam? -Ele negou -Mia pra mim amor

-Miau -Eu falei brincando, mas ele fez tão manhoso que acho que descobri um fetiche, comecei a estocar ele e bater com o chicote, não tão forte porque não quero desencadear memórias ruins

-Mia gatinho, mia pro seu dono -E ele miou quase como um gemido, caralho, segurei o arreio e meti como nunca antes, eu estava queimando em tesão

Estava muito gostoso, se ele miar sempre que transarmos vou tomar o posto de ninfomaníaco dele pra mim

-Miau -E a entradinha se contraiu ao redor do meu pau, dei uma chicotada nas costas dele que chegou a arquear -Coelhinho

-Gatinhos não falam porra -E ele gemeu ainda mais alto, gosta de ouvir xingamento, isso está ficando cada vez melhor -Contrai Jimin

Ele olhou pra trás já que não "podia" falar

-Apertar o pipi do coelhinho -Ele contraiu e eu cheguei a jogar a cabeça pra trás -Merda -Dei um tapa forte em sua bunda ficando a marca dos meus dedos imadiatamente -Não goza, você vai gozar quando eu deixar

-Hum -Ele gemeu sôfrego, troquei de posição deitando ele de costas pro colchão

-Me arranha -Ele sorriu sapeca porque ele ama fazer isso, ele me puxou pelo cabelo e cravou as unhas nas minha costas cobertas pelo pano ainda, levantei tirando e voltei com tudo -Mia meu bem, mia e não para

Ele "miava" cada vez mais e eu já não estava mais aguentando, enfiei dois dos meus dedos em sua boca sentindo ele chupar e na hora eu gozei

-Coelhinho

-Qual é a parte que eu disse sobre falar que você não entendeu caralho? Está sendo um gatinho muito mal criado -Dei um tapinha fraco em seu rosto -Não acha? -Sempre que eu falo palavrão no sexo seus olhinhos chegam a brilhar já que é a única hora que eu falo isso diretamente pra ele

-Miau -Falou e concordou com a cabeça, segurei a mandíbula dele com um pouco de força, mas não o suficiente pra doer ou machucar

-Chupa gatinho -Coloquei a língua pra fora e ele foi rápido em pegar e começar a chupar, meu Deus isso estava maravilhoso

Pode ser estranho eu fazer ele miar mas o tesão que eu sinto nisso não está escrito

Lambi o rosto dele que retribuiu e mordeu minha boca, dei mais algumas estocadas e gozei de novo dentro dele

-Gostoso meu amor, muito gostoso -Ele sorriu pra mim -Pode falar vida

-Amo você -Vou infartar de fofura e amor

-Te amo ainda mais -Lhe dei um selar -Gatinho -E o miserável miou de novo, eu mexia devagarzinho

-Posso gozar? -Mais obediente não existe

-Pode meu amor -E logo pode ser visto a porra branquinha sobre a barriguinha dele que gemeu em alivio

-Obrigado -É tão lindo que chega a dar ódio

[...]

Dei um banho e cuidei do corpinho dele que estava todo vermelho e agora ele quer achar o tio dele pra fazer penteados, ele já fez em mim e depois encheu minha boca de beijos

-Ele saiu coelhinho? -Ele não estava em lugar nenhum da casa

-Dori, seu sobrinho quer você

-Quer eu? Tô aqui -Viu, fácil fazer ele aparecer

-Jiminie quer fazer penteado em você -Ele assentiu animado, eu acho uma gracinha a relação dos dois, até porque não é sempre que meu anjinho aceita contato físico com eles então eles sempre aproveitam ao máximo os chamados dele

Quando meu carrapato veio em minha direção tirando a blusa Dori fechou a cara

-Dá essa pro Jiminie -Ele olhava fixamente para costas do meu anjo que era onde eu deixei uma marca de chicote, eu não medi minha força nessa hora, tirei minha blusa e ele vestiu

-Quem te bateu Jimin?

-O coelhinho -Falou nem ligando e foi jogar água em um borrifador no cabelo do doido

-Como assim o coelhinho? -Agora ele estava confuso

-Estavamos fazendo amorzinho e ele bateu, porque?

-Por nada

-Tenho cara de quem bateria no Jimin Dori?

-Não senhor -Sorriu amarelo -Começa Minie, se seu noivo me matar pelo menos vou estar com o cabelo arrumado

Jimin fez Maria Chiquinha em Dori, está muito engraçado e quando terminou os meninos chegaram

-Eu não estou acreditando -Taehyung caiu na gargalhada e pegou o celular já tirando foto

Meu pequenino sentou no meu colo e puxou minhas mãos pra sua barriga

-Jiminie está com sono -Imaginei que logo ficaria, já que depois que dizemos amor nos só banhamos e ele quis virar cabeleireiro

Subi com meu bebe no colo e me deitei ao lado dele, nos beijamos e eu o abracei que logo dormiu

-Eu te amo meu carrapato -Dei um beijinho em sua testa e fechei os olhos também

Protegido do MafiosoOnde as histórias ganham vida. Descobre agora