Thirty Four

25.4K 3.3K 2.3K
                                    

Jungkook

Uma semana se passou, a data do casamento já está marcada, vai ser daqui um mês e eu estou tão feliz

Finalmente meu carraparinho vai ser meu marido, meu Jeon Jimin no papel porque Jeon ele é desde que ele passou a morar comigo

No momento estou olhando ele dançar de frente a televisão e minha vontade e guardar ele em um potinho como diz Tae

Esconder ele de todos, longe da maldade do mundo, na altura dos meus olhos para que eu sempre possa protegê-lo

-Coelhinho seu Jiminie é dançarino -Ele falou eufórico

-Sim amor, meu Jiminie é tudo que ele quiser inclusive dançarino -Estava muito bonitinho ele tentando imitar o que passava na televisão

Continuei sentado vendo ele imitar tudo que via, ele ria por acertar ou errar e a cada sorriso meu coração que anchia mais de amor e felicidade

Logo a porta se abriu mas eu não dei moral, fiquei prestando atenção nele mexendo o corpinho pra lá e pra cá

Se passaram alguns minutos e eu ouvi uma tosse forçada, direcionei meu olhar pro local e Taehyung estava com o celular virado pro meu lado

-Que lindo, todos vão amar ver o maior gangster de todos tempos sorrindo igual besta só por ver o noivo dançar -Dei de ombros e voltei minha atenção pra Jimin -Vamos sair, só viemos pegar o cartão do Namjoon

-Nossa que grande novidade

-Bye bye -Eles saíram, acho que já pegaram o que queriam antes, e eu continuei vidrado no meu anjo

Jimin dançou mais um pouco e depois tirou a blusa se jogando encima de mim, ficamos um tempo assim e eu saí pra pegar meu celular, quando eu voltei meu anjinho tinha acabado de se deitar e eu fui rápido em subir nele prendendo seus braços pra cima

-Coelhinho -Não deixei ele terminar, ataquei sua boca em um beijo ardente -Hum -Ele gemeu quando eu mordi seus lábios

Segurei as duas mãos com só uma minha e comecei a apertar o corpinho dele que só sabia gemer, como eu estava sentado encima dele meu baixinho não conseguia se mexer direito, soltei a outra mão é fui um pouco pra trás, abri as pernas dele e meti o tapa no meio

-Oh -Ele arregalou os olhos

-Você é e porra de um gostoso -Se ele não está cansado o bastante eu vou ajudá-lo a ficar, quando eu olhei pra ele Jimin me deu um tapa no rosto

-Não, desculpa -Me puxou pela blusa me abraçando quando eu olhei fixamente pra ele, eu estava em choque -Desculpa coelhinho

Eu não estava conseguindo raciocinar direito o que aconteceu, meu anjo me bateu

-Desculpa coelhinho, foi em querer -Ele me apertava com força -Eu não queria te bater -A voz dele começou a vacilar

-Ei ei -Forcei meu corpo pra cima e sai do aperto dele -Está tudo bem meu amor -Ele estava prestes a chorar

Eu estava mais abismado ainda porque eu gostei, meu corpo todo formigou quando ele bateu, acho que não conheço direito as minhas vontades

-Coelhinho me desculpa, por favor me desculpa

-Eu desculpo -Ele relaxou -Se você miar -Olhei sujestivo para o baixinho que sorriu pra mim

-Miau -Puta que pariu, saiu mais manhoso que todos os outros, abaixei meu corpo beijando ele com vontade -Coelhinho Jiminie quer ficar por cima -Ele desgrudou nossas bocas pra falar

Eu me levantei e levantei ele também, tirei o restante de suas roupas e tirei as minhas jogando em qualquer lugar

Deitei no estofado e ele veio rápido subindo encima

Protegido do MafiosoOnde as histórias ganham vida. Descobre agora