Twenty Eight

21.9K 2.8K 1.3K
                                    

  Jungkook

Meu pequenino acordou bem melhor hoje, deu febre só uma vez e ela não passou de 38º, a febre dele ontem chegou a 41, meu Deus eu fiquei morrendo de medo de acontecer alguma coisa

Mas aí eu dei banho frio nele e ela abaixou mais, graças a Deus. Coloquei ele pra beber tanta água que meu bixinho já não aguentava mais

Chamei ele pra ir no shopping e finalmente ele aceitou e estou esperando ele arrumar meu cabelo para irmos

-Prontinho meu coelhinho, está perfeito -Você que é perfeito meu anjo

-Vamos? -Ele assentiu animado e nós descemos encontrando os meninos como sempre na sala, Jimin voltou a pedir colo, ele está com um pouco de medo de Jin e Tae

Ele me disse hoje cedo que está com um pouco de medo deles "E se eles me deixarem de novo coelhinho?" "E se o coelhinho não estiver perto pra ajudar o Jiminie?"

Eu conversei com ele, disse que foi um acidente e que eles não iriam fazer mais "Até porque deixar Jimin de novo com eles não é mais uma opção" e ele me entendeu, disse que desculpa eles mas ainda tem um pouquinho de medo

-Oi meu sobrinho -Dori falou sorrindo

-Oi tio Dori -Ele sorriu de volta -Jiminie vai no shopping -Ele se virou pra mim -Falei certo ?

-Falou meu anjo -Aí ele sorriu mais ainda

-Oi Hyungs -Os meninos até se assustaram mas logo tratam de responder

-Você está melhor pequeno? -Jin perguntou meio receoso, ele sabe do medo do Jimin

-Estou sim -Sorriu pra ele também -Vamos coelhinho

-Vamos meu amor -Dei um beijo na testa dele e sai rumo ao carro

Compramos mais roupas pra ele, ele fica bem entretido vendo roupa, principalmente colorida, e saia, ele ama, e até comprou mais uma, dessa vez preta que vinha junto uma meia arrastão, eu sai pra pegar cueca pra ele e quando eu voltei ele estava conversando com a atendente em cochichos

-Jimin? -Ele virou sorrindo sapeca

-Coelhinho, vamos pra casa?

-Vamos -A mulher sorria pra ele, era a mesma que deu a meia 7/8 pra ele da outra vez que viemos, aí tem coisa -Meu pequeno quer sorvete primeiro?

-Quero -Ele pulou no meu colo todo sorridente me dando beijinhos, tomara que isso não passe, que ele só melhore daqui em diante

[...]

Eu paguei, levei me anjo pra tomar o tão amado milkshake e já estamos em casa, ele me pediu água e eu desci pra buscar, quando voltei e entrei eu quase deixei o copo cair

Jimin estava de quatro vestido com uma meia até acima dos joelhos e só, nada mais, nuzinho enquanto passava as mãozinha na bunda farta e nas coxas

Ele colocou um travesseiro abaixo dele e começou a rebolar nele enquanto passava as mãozinhas no corpo eu não conseguia nem me mexer, só ficava olhando, sai do transe quando ele gemeu meu nome

Fui rápido até ele deixando o copo em qualquer superfície que eu encontrei e dei um tapa em sua bunda que estava empinadinha enquanto rebolava no travesseiro

-Hum -Ele levantou a bunda ficando de quatro de novo e mexendo pra lá e pra cá -Jiminie quer amorzinho Kookie

Me deitei na cama e ele veio rápido subindo encima de mim

-Rebola meu amor -E ele fez, começou a rebolar com vontade, ele tirou minha blusa e começou a arranhar minha barriga e depois desceu lambendo toda a marca das suas unhas

Ele tirou minha calça e começou a rebolar encima da marcação na cueca, Jesus eu vou enlouquecer, do nada ele saiu da cama e foi até o banheiro e voltou com um spray, ele sorriu pra mim e tirou minha cueca, borrifou o treco na boca e enfiou meu pau de uma vez na boca dele, começou a me chupar e eu notei que ele conseguia colocar mais de mim na boca agora

Peguei sua cabeça deixando parada e dei uma estocada lenta e depois enfiei meu pau até o final, entrou tudo, senti a respiração dele tocar em mim, bem rente a minha pele

Tirei o pau da boca e fiquei olhando pra ele, pedi o spray e ele me deu, caralho era um líquido pra "anestesiar" a garganta, delícia, hoje eu posso foder a boca dele até o talo, nos tirei da cama e deixei ele de joelhos no chão sobre um travesseiro pra não ficar encomodo pro meu bebê

-Abre a boca amor e relaxa a garganta -Ele abriu bem e eu espirrei mais uma vez agora direto na garganta e coloquei meu pau na boca dele, comecei a estocar, no começo fui calmo e gentil depois eu ia tão rápido e tão fundo que me levava ao delírio

Segurei os cabelos loiros com força e fui estocando rapidamente enquanto gemia rouco, eu coloquei a mão em seu pescoço e sentia meu pau passando ali, no começo do pescoço e garganta, soltei pra não correr o risco de machuca-lo e só continuei estocando, quando ele gemeu no meu pau foi o fim, gozei direto na garganta dele que se assustou mais engoliu

Tirei calmamente e o levantei enchendo a boca bonita de beijos, coloquei o dorso da mão em seu pescoço e testa pre ter certeza que eu podia continuar, deixei ele em pé e fui me abaixando beijando o corpinho até estar cara a cara com seu pau, passei a língua na cabecinha sentindo ele se contorcer, enfiei até onde coube na boca e comecei a chupar, ele é bem grande e eu nunca consegui colocar tudo

Já tentei? Várias vezes! E agora é a hora, peguei o mesmo spray e borrifei na minha garganta e voltei a chupa-lo

Comecei devagar como eu sei que ele gosta e fui aumentando a velocidade até estar bem rápido, fui tentar fazer garganta profunda e dessa vez eu consegui, bendito seja esse spray, vou fazer estoque dele

Jimin começou a movimentar o quadril e eu deixei ele fazer do jeito dele, ele nunca estocava minha boca rápido, ele já disse ter medo de me machucar

-Pode ir amor -Tirei o pau da boca e falei pra ele -Se sentir vontade pode ir rápido

-E se eu machucar você?

-Eu machuquei você? -Ele negou -É só fazer igual, se machucar o coelhinho aperta sua coxa -Ele assentiu e pegou o pau colocando na minha boca

Eu relaxei a garganta e ele começou a estocar, ele ia devagar e logo aumentou a velocidade me olhando e eu só fechei os olhos, ele continuou aumentando até um certo ponto, estava rápido mas não quanto eu

Ele gemia bonito de mais puta que pariu, as pernas dele começaram a tremer depois de um tempo e ele gozou na minha boca enquanto gemia, depois se abaixou se jogando encima de mim, ficamos os dois ajoelhados e abraçados por um tempo até eu me levantar e levar ele junto

Coloquei ele na cama e fui subindo encima dele que já começou a sorrir, tirei o lubrificante da gaveta e lambuzei meus dedos e a entradinha dele e com muita calma fui forçando pra dentro

Depois de três dedos dentro dele e bastante preparação eu lambuzei meu pau e fiquei olhando apaixonado pro ser mais lindo do mundo jogado sobre minha cama

Porra eu sou muito boiolinha por ele, ele me completa de um jeito que nem se eu ficasse o dia todo falando eu ia conseguir explicar o suficiente

Abri mais as pernas dele e fiquei olhando a entradinha se contrair, até arrepiei olhando, me aproximei passando a cabeça do meu pau naquele lugarzinho apertado

-Coloca coelhinho, por favor -E como eu não nego nada a ele eu coloquei devagar, centímetro por centímetro meu estava dentro dele -Hum -Um gemidinho que acaba com minha sanidade

Comecei a estocar calmamente vendo ele gemer cada vez mais, com o tempo eu fui aumentando a velocidade e ele começou a gritar

-Isso meu amor, mostra pra todo mundo que seu homem está te dando prazer -E ele gritava, gritava pedindo por mais e gritava dizendo o quanto estava gostoso.

Protegido do MafiosoOnde as histórias ganham vida. Descobre agora