One

78.7K 6.5K 14.6K
                                    

Jungkook

Detesto gente incompetente, que tipo de pessoa não consegue cobrar uma dívida sem morrer?

Desci da porra do carro com dois de meus homens atrás de mim, Yoongi e Taehyung

Kim Taehyung trabalha com facas, tem várias delas e diz ser suas filhinhas

Min Yoongi trabalha com armas, das mais pesadas, ele não gosta das convencionais

Entrei na casa depois de quebrar a porta com um chute e me coloquei sentado no sofá, Taehyung como sempre pra frente começou a fuçar a adega de vinho de Park Seung e voltou reclamando que só tinha vinho barato, mas mesmo assim bebia de goladas direto da garrafa

-Quer amor? É ruim mais é bom -Yoongi assentiu rindo e tomou alguns goles -Quer Jungkook? Tem Uísque, não é do seu preferido, mas é do bom -Assenti e ele foi arrumar pra mim

Dois seguranças chegaram apontando as armas pra Taehyung que vinha com meu copo de cachaça, mas quando notou quem era abaixaram as armas e saíram de novo, que belos seguranças

-Frouxos -O acastanhado murmurou me entregando o copo e indo se sentar no colo do namorado

-Senhor Jeon -Ouvi a voz do futuro defunto que tentou me enganar -Que surpresa, é um prazer te receber em minha humilde residência

-Cadê meu dinheiro -Ele engoliu em seco me olhando apreensivo

-Rodolf traga a maleta -Logo apareceu um homem com a tal maleta em mãos e veio me entregar

-Abra -Park assentiu abrindo a maleta -Confere -Taehyung passou os olhos e negou, ele não era só bom com facas e cachaça, ele sabia perfeitamente quando tinha a quantidade correta somente olhando

-Errado -Voltou a olhar pra maleta -Falta no mínimo 300 mil dólares aí -Deu mais uma olhada tombando a cabeça -327 mil dólares estão faltando -Vi Park arregalar os olhos, provavelmente pela quantidade estar correta

Às vezes acho que esse garoto é um bruxo

Quando eu ia me pronunciar ou atravessar uma bala em sua testa para acabar logo com isso um garotinho apareceu no topo da escada, ele estava com a carinha amassada e os cabelos loiros bagunçados

Ele passou os olhos por todos da sala e veio em minha direção, fiquei olhando curioso pra ele, o garotinho parou na minha frente e sorriu lindamente

-Oi, como é seu nome? -Sua voz era linda

-Jeon Jungkook -Ele sorriu de novo pra mim -E o seu?

-Park Jimin -O sorriso sumiu, ele se aproximou deixando a boquinha bem rente a meu ouvido -Sou Park igual o homem mal -Voltou a posição inicial fazendo uma carinha de desgosto, ele é adorável

-Senta aqui -Dei duas batidinhas do meu lado no sofá e ele sentou

-Posso tocar? -Ele apontou para uma tatuagem de cobra que eu tenho no braço, assenti e ele tocou passando os dedinhos delicados pela tinta preta -Você é lindo moço -Suas lumes castanhas agora fitavam meu rosto

-Você também é lindo garotinho -Passei a mão bagunçando mais seu cabelo loirinho e ele fechou os olhinhos

Olhei pra os meninos e eles estavam me olhando estranho assim como o resto de meus amigos que eu nem notei chegarem, Seokjin intercalava os olhos entre mim e o loirinho ao meu lado ainda passando os dedinhos sobre meu braço que agora estavam sobre sua perna porque ele o puxou pra lá

-Jimin filho vem aqui no papai -Park chamou a atenção do menino que só fez agarrar meu braço

-Jimin não vai -Negou rapidinho com a cabeça -Jimin vai ficar aqui com o moço bonito -Sorri sugestivo para o homem que voltou a chamar a atenção do pequeno

Protegido do MafiosoOnde as histórias ganham vida. Descobre agora