Fifty Four

13.2K 2K 1.2K
                                    

Jungkook

Estávamos a caminho do hotel de novo, meu neném estava quietinho sempre me olhando e eu a cada minuto olhava pra ele

Assim que chegamos ele desceu rápido e veio correndo em minha direção e pulou em meus braços

-Está tudo bem carrapato?

-Sim, seu carrapato só quer ficar grudadinho em você -Sorri lhe dando um beijo

-Eu te amo anjo

-Jiminie ama mais -Beijou minha testa, olhos, nariz e enfim beijou minha boca com muito carinho -Meu amor

Porra como eu amo esse garoto, entrei com ele nos braços todo fofinho cheirando meu pescoço, passei pelo recepcionista que ficou só olhando como sempre

Entrei no elevador e já tinha gente dentro então fui pro fundo com meu neném, fiquei de costas para as pessoas para nenhum pervertido ficar olhando com um desejo sujo para seu corpo

Assim que abriu eu esperei as pessoas saírem e só ficou um homem e uma mulher, coloquei as mãos na bunda dele saindo rápido e fui em direção ao nosso quarto

[...]

Pedi comida morrendo de medo, assim que chegou eu cheirei e ainda comi primeiro pra depois deixar ele comer, acho que nossa viagem vai ser mais curta por causa disso

Agora ele está todo concentrado no filme enquanto as mãozinhas estão nos lugares de sempre

Eu só sabia olhar pra ele e admirar o quanto ele é perfeito e o quanto eu sou sortudo por tê-lo como marido, estava acariciando os cabelinhos dele, ele ama carinho

-Coelhinho

-Pode falar coração

-Vamos fazer amorzinho

-Hoje não minha vida, espera meu carrapato ficar melhorzinho primeiro -Ele me olhou e depois pra minha boca

-Tá bom, mas beijinho pode?

-Pode amor -Puxei ele pra cima de mim e dei vários selinhos logo começando um beijo lento, ele se aconchegou em meu corpo enquanto uma mãozinha dele tocava meu rosto

A falta de ar se fez presente e nos separamos, mas foi só o prazo dele respirar fundo e já colocou nossas bocas de novo, fiquei passando as mãos pelas costas e cintura dele suavemente

-Coelhinho o Jiminie te ama

-O coelhinho também ama o Jiminie meu amor -Beijei sua testa e ele ficou quietinho encima de mim

-O Jiminie quer fazer uma coisa depois

-Que coisa amor

-Não sei o nome, é um negócio que faz em um ferro

Fiquei tentando lembrar mas não se passava nada na minha cabeça

-O tio Dori que me mostrou, na verdade ele estava vendo e eu cheguei e vi também

-Eu não entendi ainda amor -Foi aí que eu lembrei, pole dance -O coelhinho sabe o que é

-Eu posso fazer?

-Pode neném, quando chegarmos em casa eu procuro um estúdio pra você fazer

-Eba -Ele sorriu e eu sorri só por ele estar feliz

-Mas como você sabe disso? Ele estava vendo um vídeo?

-Sim, tinha uma mulher fazendo, mas eu não gostei, ela estava quase sem roupa então eu não quis mais, mas o Jiminie achou interessante

-Isso lá é coisa do seu tio ver perto de você, se eu pego aquele magrelo eu quebro o nariz dele de novo -Jimin gargalhou

-Ele estava vendo na sala -Olha que desgraçado

-Quando foi isso amor?

-Um dia antes do Jiminie casar com o coelhinho -O desnaturado faz isso na sala da minha casa sabendo que Jimin pode aparecer a qualquer momento -Eu ia pedir pra fazer antes mas o Jiminie só lembrou agora

-Tá bom amor, meu neném vai fazer -Se eu pego Dori eu arrebento a cara dele, onde já se viu ver uma coisa dessas perto do Jimin -Anjo, você disse que ela estava sem roupa, mas assim, sem roupa como?

-Só de calcinha -Eu não acredito que ele fez isso

-Só? -Ele assentiu -Mais nadinha

-Não, quando Jiminie viu que não tinha nada encima, ele saiu correndo -Não tem mais duvidas, eu vou matar aquele desgraçado

Depois de respirar fundo cinquenta vezes eu consegui me acalmar e voltei a acariciar meu nenenzinho

[...]

Desmarquei a aula de pintura dele ontem, meu coração não quis sair então ficamos o dia todo juntinhos, achei melhor voltarmos pra casa, já ficamos tempo o bastante aqui, então viemos, o vôo foi tranquilo, Jimin dormiu quase toda a viagem

Já chegamos na Coreia e estamos perto de casa, meu anjinho está elétrico, ele disse que estava com muita saudade de casa e da nossa caminha

Estacionei e entramos em silêncio, assim que chegamos na sala Jimin fechou os olhos com força e veio pra minha frente pedindo colo, O capeta do Dori estava apertando o pau prestes a tirá-lo pra fora

-Se você fazer isso eu vou arrancar essa merda aí -Ele arregalou os olhos e começou a mexer no controle mas como é desajeitado deixou cair, peguei Jimin e me aproximei, ele estava assistindo o maldito vídeo do qual Jimin falava

-Chefe, eu posso explicar

-Explicar o que? Já é a segunda vez que Jimin te pega assistindo essas coisas, porque diabos você não faz isso na sua casa ou sei la, em um quarto

-Eu não sabia que vocês chegariam agora -Ele pegou o controle de volta e desligou a televisão -Como assim a segunda vez

-Um dia antes do casamento, sala, pole dance, isso te lembra algo?

-Lembro que eu deixei uma panela no fogo

-Você nem sabe cozinhar -Os meninos apareceram rindo

-Quem disse? Agora eu tenho que ir antes que minha casa pegue fogo

-Vai pegar fogo se eu sonhar que você fez isso de novo na minha casa

-Valeu chefia -E saiu correndo mas voltou pra pegar o fuzil -Fui

-Bem vindos de volta -Hoseok falou sorrindo

-Já posso olhar?

-Pode amor -Ele olhou meio desconfiado mas depois abriu por completo os olhos, os meninos vieram todos conversar conosco e meu neném ficou super feliz mas eu sei que ele queria outra coisa por isso ele me olhava tanto -Quer fazer amorzinho? -Sussurei no ouvido dele

-Já pode? -Perguntou animado e eu assenti -Então quero -Me levantei com ele em meu colo

-Se precisarem de mim lembrem-se, ainda estou em lua de mel -E sai levando meu ninfomaníacozinho comigo pro quarto

Entrei e assim que o deitei na cama ele suspirou passando a mão pelo colchão

-Eu estava com tanta saudade daqui -Falou com exagero na voz -Da nossa casinha

-Sim amor, nossa casinha -Fui subindo encima dele que já sorriu animado -E o que nós vamos fazer agora uh?

-Amorzinho -Falou com uma empolgação tão grande que me deixou ainda mais empolgado, abri as perninhas dele com os joelhos e comecei a esfregar meu pau no dele enquanto comecei a dar beijos pelo pescoço branquinho, no calor do momento eu lhe dei um chupão ficando imediatamente arroxeado

Fui com a mão na direção do seu pau já bastante duro e comecei a massagear enquanto ainda deixava beijos pelo pescoçinho dele

Meu anjo gemia manhosinho, ele merece sentir todas as sensações possíveis hoje por ter esperado seu tempo e ter sido um bom menino

Protegido do MafiosoOnde as histórias ganham vida. Descobre agora