Cap 22

19.4K 1.2K 109
                                    

M E L

O Italiano acabou de sair e agora está só eu e o Luca em casa.

Mel- Vem, bora fazer alguma coisa pra comer.- Falo indo em direção a cozinha e ele apenas me segue.
- Luca.- O mesmo me olha.- Você quer conversar sobre isso?- Ele pensa um pouco, mas depois me responde.

Luca- Na verdade sim.- Ele para.- Eu ainda estou um pouco confuso sabe, mas oque eu mais tenho pensado é em como ela foi cruel.- Ele suspira e muda a feição.- Quer eu saber eu vou xingar essa porra mesmo, essa puta, lambisgoia do caralho não saber arcar com as responsabilidades dela, ela vivia falando sobre maternidade, mas se ela não queria um filho porque não fechou as pernas? Essa buceta se faz de Katia a sonsa, como ela consegue viver sabendo que tem uma filha e a simplesmente abandonou com alguém aleatório? Ah vá se fuder também.- Ele fala se sentando na banqueta da cozinha.- A única coisa boa disso tudo foi a Isa.

Mel- Rapaz. Tenho certeza que falar isso foi bem libertador.- Falo pegando uma panela.

Luca- Foi sim.- Diz baixando a cabeça na bancada.- E se a senhora for falar sobre eu querer assumir a Isa mesmo ela não sendo minha filha de sangue, e que eu sou novo demais, mas eu tô nem aí, é minha filha e ponto final.

Mel- Eu nem sabia sobre isso homi.
Oque eu queria perguntar é sobre se você quer ir por fut que tem aqui no morro, o Italiano vai e ele quer te levar.- Ele levanta a cabeça e me encara.

Luca- Eu até gostaria, mas vou ficar com a Isa, ela é bem mais importante.- Cara como esse menino é maduro chega a ser preocupante.

Mel- Não se preocupa com a Isa, eu vou junto aí eu fico com ela.- Eke fica pensativo.- Demorou demais, você vai sim.- Falo e ele ri.

Luca- Eu realmente gosto muito de você mel.- Fala me abraçando.- É como a mãe que eu nunca tive.

I T A L I A N O

Xico bala- Descobrimos quem é o x9.- Graças a Deus. Gratidão.- A x9 na verdade, é uma mulher.

Italiano- Quem é a desprovida de Inteligência.- Pergunto já estressado.

HK- Uma mulher chamada Carla. Ela morava aqui como uma pessoa normal, mas do nada ela simplesmente sumiu.- Carla...

Italiano- Eu não começo nenhuma Carla.

??- Como você não conhece a própria favela? Um irresponsável.

HK- Primeiramente quem é você? E como você quer que todo conheça um lugar onde existe mais de 12.00 PESSOAS?- Ele fala indignado.

??- Eu sou o Zé, dono da boca 10 do morro do vidigal.- Grande bosta.

Alemão- E oque você, que é do vidigal tá fazendo aqui em?- O Alemão mesmo que seja meio doido é muito observador, e inteligente pra caralho.- Porque você viria pra uma reunião justamente falando do x9 daqui? Suspeito não?

- Eu- - O Alemão o interrompe.

Alemão- Tirem ele daqui e coloquem na salinha.- Ele nos observa.- Ué gente tava na cara que ele é um x9.

Italiano- Tu é fera irmão.- Falo rindo, mas depois ele se fecha.- Mas ainda temos que descobrir quem é essa tal de Carla.

HK- Temos que entrevistar o Zé, se é que esse é o nome dele.- Todos concordam. A Isinha começou a fazer uma cara de choro.

HK- Acho que ela tá com fome.-Assinto e pego a bolsa de borboleta começando a fazer o leite dela.

Xico Bala- Quem é a bebê? É tua cria Italiano?- Ele me pergunta. Eu considero o Luca meu filho então.

Italiano- Minha neta irmão.

Alemão- E tu tem filho é? Misericórdia, tão novo.- O olho com a sobrancelha arqueada?

Italiano- E oque é que tem se eu tiver? Tem nada haver com tu não, quem cria sou eu maluco.- Falo já puto dando a mamadeira na boca da Isa que logo começa a tomar o leite, bixinha tava com fome.

HK- Eita que ele tá brabo. Mas quem é o teu filho em?- Ele pergunta com uma dúvida sincera.

Italiano- O Luca.- Ele arregala o olho mas continua calado.- Bom reunião legal aí. Mas a minha neta quer o pai dela e ele já deve estar preocupado. Fé no corre.- Falo me levantando e indo em direção a porta e saindo.

[...]

Mel- VOCÊ FICOU MALUCO?- Abaixo a cabeça.- Italiano, como você levou uma bebê de seis meses PRA BOCA? A erva que você fumou tava estragado porque não é possível. Pera, ALGUÉM FUMOU PERTO DELA?

Italiano- Eu juro que ninguém fumou, eles estavam mas eu mandei parar.- Ela me encara.- Lá não tem perigo eu juro, foi só uma reunião rapidinha sabe, e ela ficou quietinha.

Mel- Ah foi mesmo?- Eu assinto mesmo com medo.- Três.

Italiano-Três oque?

Mel- Três dias sem mamar.- Oque? Tá de sacanagem.

Italiano- Não amor, isso é maldade, você tá jogando baixo demais.- Falo desesperado.- Amor por favor...

Mel- Não, você vai ficar sem. Pensa como isso foi perigoso Italiano, poxa, ela só tem 6 meses, ela ainda não pode ficar nesses ambientes. E a fumaça do cigarro faz mal, pensa um pouco.- A mesma sai do quarto e aqui estou eu, sozinho, desconsolado, e sem o meu amado tete.

Meu Morro Minha Vida Onde histórias criam vida. Descubra agora