Cap 21

20.2K 1.2K 68
                                    

I T A L I A N O

Mel- COMO QUE ELA PODE FAZER ISSO.- Fala em prantos.- Ela é só uma bebê, só uma bebê inocente.

Italiano- Eu sei amor, tem pessoas que não nasceram para ser boas mães.- Nós lemos a carta que a puta- vulgo Helena- deixou, a mel ficou muito magoada, e agora eu estou consolando ela. A puxo pra um abraço e a pego no colo. Misericórdia até parece que não come.

Mel- Eu gostava dela, gostava de verdade, eu sei que a maternidade não é nem um pouco fácil, mas sinceramente, isso foi muito desumano. Ela abandonou a própria filha.- Eu concordo com a cabeça fazendo no cabelo dela.

Italiano- Vamos ver o Luca.- A mesma assente saindo do meu colo.

Chegamos na sala e o Luca está com a Isa no colo assistindo desenho, ele está mais calado doque nunca e não desgruda mais da bebê.

Uma coisa que me preocupa muito nele é que ele só tem 14 anos e não age como um adolescente da idade dele, ele não sai com os amigos, ele não sai pra jogar bola, até parece um adulto.

Mel- Deixa eu falar com ele um pouquinho.

Italiano- Claro. Luca.- O chamo e ele me olha.- Quer me dar a Isa um pouquinho? Eu quero comprar um bagui pra ela.- Ele me olha com a sobrancelha arqueada.

Luca- Toma cuidado. Leva um guarda chuva caso chova, não deixe ela muito tempo no sol, a pele dela é bem sensível. Cuidado com muito barulho também, faz mal pros ouvidinhos dela e ela chora.
- O mesmo fala me entregando ela e a bolsa de borboleta.

Italiano- Fica de boas, né não piveta.- A Isa me encara com os olhos arregalados.- Bora passear com o tio.- Falo pegando a bolsa da mesma e colocando nas costas e saindo de casa.

Começo a descer no morro e recebo diversos olhares. Não sei se por causa da minha beleza, da bebê ou da bolsa com asas.

??- Ei Italiano.- Escuto uma voz feminina me chamar, MEU DEUS SERÁ QUE EU NÃO TENHO PAZ. Ignoro e continuo andando.- Italiano!- Ando mais rápido e entro em lojinha. Misericórdia.

Italiano- Bom dia dona Nelma, tem roupinha pra bebê aqui?- Falo chamando a senhora que está de costas abarrilando alguma coisa.

Nelma- Bom dia meu filho.- Ela fala com um sorriso.- Que bebê mais linda, é sua filha?- Ela pergunta e eu nego.

Italiano- É minha sobrinha.- Eu falo e a mesma vem na minha direção.

Nelma- Muito fofa mesmo, mas respondendo sua pergunta eu tenho sim.- Ela começa a andar e eu continuo parado.- Tá parado aí porque, venha.- Começo a seguir a velha. Chegamos em uma parte onde tem várias roupinhas uma mais fofa que outra.- Pra idade dela são essas aqui, fique a vontade, qualquer coisa me chame que eu tenho que olhar o meu feijão.

Italiano- Chamo sim, obrigado.- Ela fala um disponha já distante, uma coisa que eu cuido aqui na comunidade são os velhos e as crianças. Posso ser o pior que for, mas sempre faço de tudo pra melhorar a situação das pessoas que moram aqui.

Pego um vestidinho com um tutu a coisa mais linda do mundo.

Italiano- Gostou?- Pergunto e mesma resmunga.- Bora levar.- Vou pegando qualquer roupa que eu acho bonita pela frente. - O DONA NELMA.- Chamo a mesma que sai me olhando.

Nelma- Oque foi?- A mesma me pergunta.

Italiano- Oque a senhora achou desse macacão.- Fiquei realmente indeciso.

Nelma- Eu achei ó- - Quando ela vai falar o meu radinho toca.

Italiano- Só um minuto.- Pego o mesmo da minha cintura e atendo.- Não escuta.

Xico Bala- Você tem que subir aqui pra boca, e agora.- Mas eu já fui hoje, que saco.

Italiano- Marca 15 que eu tô aí.- Falo guardando o mesmo.- A senhora pega tudo oque tá cestinha e põe na minha conta por favor, quando eu voltar eu pago.- A mesma assente e saio da loja quando paro.

E a bebê?
Penso um pouco e decido levar a mesma, ela é bem quietinha e não atrapalha.

Começo a subir o morro o mais rápido que eu posso, quando finalmente chego na boca os vapores me olham confusos e começam a rir.

Italiano- Oque foi porra?- Eles continuam rindo.

Vapor- Gostei da bolsa Italiano.- Agora deu o caraí mesmo.- Quem é a bebê?- Os olho com a sobrancelha arqueada.

Italiano- Só no estilo irmão. Essa é a Isa.- Eles chegam perto pra ver ela.

Vapor- Vey que fofinha namoral.-o outro vapor concorda.

Italiano- Bom agora eu tenho que ir e voltem pro trabalho. Fé no corre.

Vapor- Fé no corre.- Entro na boca e ando pelos corredores até a minha sala. Quando entro vejo o TH, o HK, o Xico Bala, o Alemão e um cara que eu não conheço, e tem uma mulher sentada no colo dele.

Italiano- Parem de fumar.- Falo e vejo todos apagarem os cigarros, menos uma mulher que está sentada no colo do cara estranho.- Virou motel aqui foi? Você é esposa dele?- Ela assente.- Vaza.- Ela me olha incrédula.

??- Porquê cara? Ela é minha fiel, não vai sair não.- Mas que audácia.

Italiano- Pouco me importa, eu falei pra pararem de fumar e ela continuou, e por algum acaso eu trouxe a minha fiel?- Eu pergunto e todos ficam calados.- Pelo visto não né, então ela sai sim.

??- Eu não vou sair!- Ela grita com uma voz escandaliza.- E porque você trouxe uma criança de ela só vai atrapalhar? Nem fumar mais pode, se eu sair ela sai também.

Italiano- Tá pirando?! Fale baixo que ninguém aqui é surdo. Limpa essa sua boca pra falar da neném, eu trago ela quando eu quiser e ela vai ficar aqui até a reunião acabar, porque diferente de você ela não incomoda, sua puta de esquina. Vocês dois.- Falo pros vapores que estão na sala.- Tirem essa mulher daqui.- Eles a tiram da sala com ela gritando e esperneando.

HK- Tá maluco? Trouxe a mulher pra cá e ela ainda falou da bebê, pediu a morte.- O mesmo falou pro homem ao seu lado rindo.

Italiano- Fala baixo seu caralho, ela não gosta de barulho.- Sento na minha cadeira colocando a mochila em cima da mesa e aconchegando a Isa nos meus braços.- Podemos começar a reunião.

.............................................................

Gente eu tenho um negócio pra falar com vcs

Não sei se vocês já perceberam mas tem bem mais cap com a visão do italiano e não da mel, isso é porque eu prefiro escrever o ponto de vista do Italiano. Então vai acabar tendo bem mais caps do Italiano, Tudo bem pra vcs?

Bjos quengas💗🙈😭

Meu Morro Minha Vida Onde histórias criam vida. Descubra agora