21

1K 74 24

Jane estava assando a terceira fornada de bolinhos de framboesa e eu estava prestes a vomitar só de sentir o cheiro deles

Oops! This image does not follow our content guidelines. To continue publishing, please remove it or upload a different image.

Jane estava assando a terceira fornada de bolinhos de framboesa e eu estava prestes a vomitar só de sentir o cheiro deles. Os hormônios dela estavam piores porque ela não conseguia ficar nenhum segundo parada, a barriga já estava enorme e em alguns momentos eu duvidei se era possível crescer tanto assim.

— Jane, eu acho que já está bom. É sério, a casa vai explodir com tantos bolinhos.

— Ah, me desculpe, eu só estou com saudades de Robert. E ficar aqui me deixa em completo tédio.

— Você deveria passear um pouco.

— Eu vou pensar nisso. Bom, você quer um bolinho?

— De jeito nenhum. Linda esta chegando e você pode encher ela com seus bolinhos.

Voltei a prestar atenção no filme que passava na televisão enquanto Jane devorava um de seus bolinhos recheados. Não demorou muito para que a companhia tocasse e Linda entrasse arrastando sua pequena bolsa.

— Você demorou. – Reclamei.

— Eu fiz bolinhos.

— Eu estava arrumando o meu ateliê. Eu pedi demissão da boutique.

— O que? Como assim? Linda! Aquele lugar era o seu sonho!

— Não, não era. O meu sonho é voltar para a faculdade de moda e é o que eu fiz. Eu voltei. Eu parei porque minha mãe me obrigou a fazer aquela maldita faculdade de arquitetura mas aquilo não era meu sonho. – Linda sorriu enquanto se jogava no sofá.

— Eu fico feliz. Você tem talento, Linda.

Linda me abraçou com força e se espalhou pelo sofá, jogou a pequena mala ao lado da poltrona e encarou Jane que segurava uma tigela cheia de bolinhos empurrando para ela enquanto sorria.

— Você está mesmo empenhada, não é?

— Prove um. – Jane sorriu.

— Eu preciso de um lugar pra ficar, temporariamente. O meu apartamento no Brooklyn está lotado de desenhos e roupas mal acabadas. Mal tem espaço pra mim.

— Você sabe que pode ficar aqui, o tempo que precisar. Jane pode ajudar você, quem sabe ela não goste de conhecer o Brooklyn. – Sorri.

~~

Abri a porta da minha sala e me arrastei para dentro, quando os olhos de águia de Stacy Jones me encararam e eu pulei para trás com a mão na boca.

— Você quer me matar de susto? – Rosnei.

— Ah, não, eu quero você bem viva para assistir a sua queda. Aliás, ontem eu e seu... como eu posso dizer? Parceiro saímos para jantar. É incrível como os homens depois de uns drinks começam a revelar a verdade. – Ela riu secamente e eu engoli em seco.

Doce SeduçãoLeia esta história GRATUITAMENTE!