23

946 67 22

NARRADO POR AARON THOMPSON:

Oops! This image does not follow our content guidelines. To continue publishing, please remove it or upload a different image.

NARRADO POR AARON THOMPSON:

Eu odiava segundas-feiras, primeiro porque significa uma nova semana repleta de cansaço e dor mas o pior das novas segundas-feiras era ter que olhar Summer e não poder falar com ela.

Sem mentiras, foi o que dissemos no começo do nosso namoro mas parece que ela havia esquecido completamente disso. Porra, eu a amo.

— Senhor Thompson. – Stacy sorriu. — No que você está pensando? No nosso encontro eu espero.

Stacy Jones abriu um sorriso largo, provocar Summer era a única coisa que eu queria saindo com Stacy, eu não queria usá-la mas afinal foi ela quem provocou tudo isso e fez com que meu relacionamento com Summer caísse aos pedaços. Eu queria que não fosse verdade mas ficou claro principalmente quando ela implorou pelo emprego de Jake Rushell. Ela poderia perder tudo mas preferiu defende-lo, às vezes eu odiava sua postura perfeita e boazinha.

— Saia da minha sala, Stacy. Eu passo na sua casa ás oito, não se preocupe.

Sorri de lábios fechados não queria que ela achasse que aquilo daria certo que eu simplesmente esqueceria de Summer para viver com ela. Não daria certo.

Summer me traiu, era essa a verdade, me traiu esse tempo todo com Jake Rushell havia provas daquilo e nada disso seria perdoado.

— Eu agendei as reuniões para duas horas com os brasileiros, e eu trouxe os projetos que eu desenhei. Ainda é um esboço mas aliado com as minhas ideias talvez eles aceitem.

A voz de Summer soou calma como eu nunca havia ouvido, ela estava linda naquele vestido vermelho que deixava sua bunda maior e marcava cada parte daquele corpo que eu era viciado. Ela era a minha droga, o meu vicio mas apesar de toda aquela extravagância ela ainda era a inocente Summer que eu conhecia.

— Talvez? – Respirei fundo. — Eu preciso que você me der certeza, senhorita Campbell.

— Eu não posso afirmar algo que ainda não sei mas a probabilidade deles gostarem é grande.

— Era só isso? Se retire.

Continuei virado para as vidraças que deixavam New York na minha mira. Não estava sendo tão fácil quanto eu fazia parecer.

— Alguma novidade sobre William Benett? – Atendi Mike ao telefone.

— Ele ainda está Nova Jersey mas está sozinho.

— O que? Você não a viu? Eles fugiram juntos não é possível que...

— Não há sinal de Meiridi Campbell e eu receio que essa fuga não seja por amor.

Doce SeduçãoLeia esta história GRATUITAMENTE!