7

1.6K 128 5

— Eu já estou indo.

Abri a porta da sala de Aaron que permanecia virado para trás enquanto observava a cidade pela grande vidraça que havia em sua sala. Os cabelos loiros estavam soltos e despenteados apesar de estar bagunçado ele ainda estava extremamente sexy.

— O que você deseja senhor Thompson?

— É tão excitante te ouvir falando assim.

— Você não consegue ficar sem fazer uma gracinha, até que durou tempo demais. — Me debrucei sobre sua mesa.

— Você sabe que consigo ver seu sutiã daqui, não é?

— Eu sei. — Sussurrei.

— Eu não conheço esse seu lado Campbell. Você é surpreendente.

— O que você queria?

— Temos uma reunião amanhã às dez. — Sorriu.

Aaron gostava desse joguinho de provocações que ele sabia que sempre ganhava, seus lábios estavam umedecidos seus olhos ainda percorriam meu corpo e voltavam para minha boca. Eu estava tentando com todas as minhas forças me controlar diante de Aaron mas eu queria beija-lo e ele sabia disso.

Aaron levantou da sua cadeira e fechou as persianas fazendo as secretárias daquele andar cochichassem umas com as outras. Sua mão me empurrou para a porta, seu corpo me prensava na madeira gelada. Nossas respirações estavam confusas, sua boca entreaberta passeava pelo meu pescoço e voltava para a direção dos meus lábios, estávamos a poucos centímetros de distância, seu corpo imobilizava o meu.

Céus! Como eu queria beijar Aaron.

Minhas mãos trouxeram seu rosto mais para perto fazendo nosso lábios se grudarem em um beijo prazeiroso, ele beijava tão bem, eu nunca me senti tão nervosa e ao mesmo tempo tão atraída. Sua língua invadia minha boca, Aaron me empurrou pra trás enquanto eu me apoiei na mesa que agora estava toda desarrumada, os relatórios estavam espalhados pelo chão. Aaron se posicionou entre as minhas pernas enquanto nos beijávamos intensamente.

— Eu não posso... — Sussurrei entre um beijo e outro.

— Mas você quer.

Por que com Aaron tudo era melhor? Eu não conseguia controlar meus instintos. Com um movimento brusco empurrei Aaron para trás, eu estava enlouquecendo.

Eu precisava correr para minha sala, eu já ultrapassei a cota de beijos para dar em meu chefe. Se Jane descobrisse provavelmente ela me botaria no topo de sua lista negra, isso se eu já não estivesse lá.

Respira Summer. Você é apenas isso para ele, uma aposta.

Uma aposta que o fez desistir do casamento?

— Você é tão esquisita. — Katrina bufou ao lado de Rocco.

— Me desculpa, eu não vi vocês entrando.

— Nós percebemos. Como foi a festa? — Rocco se debruçou sobre a minha mesa.

— Nós ouvimos dizer que Aaron saiu correndo da festa. Essa é a capa da maioria das revistas que eu recebi. — Katrina riu.

— Vocês estão falando sério? — Arregalei os olhos. — Foi um desastre, eu só sinto pena de Jane.

— Eve está uma fera e está doida para te esgoelar. Você teve algo a ver com isso, não é?

— Não sei se posso confiar em vocês, sinto muito.

Mordi o lábio nervosa, Rocco e Katrina me observavam cabisbaixa elas eram boas amigas mas eu ainda me sentia insegura devido aos anos de implicância, principalmente quando cheguei na empresa para estagiar há tanto tempo atrás.

Doce SeduçãoLeia esta história GRATUITAMENTE!