Capítulo 31

8K 512 1.3K
                                    

Oi galero, voltei :))) 

Esse é meu capítulo preferido, deem amor e carinho para o meu fav

(leiam as notas finais e avisem qualquer erro)

Boa leitura!

-----//-----

Pov Lalisa

Acordei com beijos molhados pelo meu pescoço me causando arrepios. Resmunguei baixinho e virei meu rosto para o outro lado e logo senti os mesmos beijos em minha bochecha descendo pela minha mandíbula. 

-Essa é uma ótima maneira de ser acordada. - Falei com minha voz meio rouca, Rosé deu uma risada. 

-Bom dia.

-Ótimo dia. - Ela sorriu e beijou minha bochecha.

-Sem querer ser chata, mas você precisa levantar, ainda temos que passar em casa. - Fiz manha. - Não adianta fazer esse bico.

-Me da um beijo então.

-Depois que você escovar os dentes. - Bateu em minha bunda e se afastou de mim. Só então pude ver que ela já estava pronta.

-Chata. - Esfreguei meus olhos e me levantei preguiçosamente da cama. Rosé ria de mim.

Entrei no banheiro e escovei meus dentes, joguei uma água no rosto para despertar e penteei meus cabelos os deixando soltos, o joguei um pouco para o lado os deixando com ar de bagunçado. Saí do banheiro encontrando Rosé sentada na ponta da cama em seu celular, ela fazia uma careta enquanto encarava o aparelho em suas mãos.

-Ugh, minha mãe vai cortar minha cabeça fora por ter dormido dois dias seguidos aqui. - Resmungou e jogou seu celular ao seu lado na cama, ela finalmente levantou seu olhar e me analisou para logo abrir um lindo sorriso. - Linda. - Pude sentir minhas bochechas começarem a esquentar. Rosé se levantou e veio em minha direção, rodeou meu pescoço com seus braços e aproximou nosso rostos. - Mais linda ainda corada. 

-Você adora me deixar sem jeito, né. - Sorri envergonhada e desviei meu olhar do seu.

-É o troco pelas vezes que você me deixou envergonhada com aquelas cantadas por mensagem. - Eu ri me lembrando das vezes que a deixei corada.

-Justo. Agora se me permite, eu quero o meu beijo de bom dia.

-Hm..eu não sei, não estou muito afim... - Ri negando com a cabeça e a puxei colando nossa bocas. Ela sorriu entre o beijo e arranhou minha nuca, abracei sua cintura colando nossos corpos. Era apenas um colar de lábios, sem língua. - Roubando um beijo de mim, que feio... 

-Bem que você gostou. - Rimos. - Você está me distraído, Park. Eu preciso me arrumar pra escola.

-Não estou te impedindo.

-Está sim, me provocando desse jeito, me chamando de linda. Sabe que eu não tenho autocontrole quando se trata de você.

-Não? - Ela sorriu maliciosa. Neguei com a cabeça. - Bom saber disso. - Ela mordia o lábio inferior enquanto se afastava de mim. Ela estava tramando algo, eu conhecia muito bem Rosé.

[...]

Assim que chegamos na escola, estacionei minha moto e Rosé desceu do mesmo. Desci logo depois e guardei os capacetes. Senti a mão de Rosé segurar a minha e entrelaçar nossos dedos. A olhei sorrindo o que foi retribuído.

Andamos até o pátio e avistamos de longe as meninas conversando.

-Olha só se não são as sapatas do meu coração. - Jennie se aproximou e colocou cada braço em nossos pescoços fazendo eu me separar de Rosé e ela ficar entre nós.

My secret admirer is my BFF?  (Chaelisa)Onde as histórias ganham vida. Descobre agora