Capítulo 23

4.6K 434 376
                                    


Eu fiquei olhando estática para o meu celular sem conseguir acreditar no que eu havia acabado de ler.

Ela acabou mesmo de admitir que gosta de mim? Digo, da admiradora?

Acho que fiquei uns bons minutos relendo aquela mensagem.

Barbie: O que...

Barbie: Meu Deus, Chae, não brinque com uma coisa dessas!

Barbie Você está falando sério mesmo?

Barbie: Meu Deus, parece que meu coração vai sair pela boca de tão rápido que tá batendo.

Barbie: Você não tem noção de quanto tempo eu esperei você dizer isso.

Barbie: Minha ficha ainda não caiu.

Barbie: Você está bêbada, não deve saber o que tá dizendo.

Barbie: Depois conversamos, acho que é melhor.

Bloqueei meu celular e o deixei sobre o criado mudo, a única coisa que rodava em minha mente agora era a bendita frase "Eu gosto de você". Olhei para Rosé deitada sobre mim, ela parecia um anjo dormindo. Deslizei meus dedos pelo seu rosto delicado, coloquei uma mexa de cabelo caída em seu rosto para trás de sua orelha, podendo assim ter uma visão melhor de seu rosto angelical.

-Deus, Chae...o que você fez comigo? - Sussurrei ainda acariciando seu rosto. Me aproximei dando um beijo demorado em sua têmpora. Fechei meus olhos na tentativa de voltar a dormir, acabei me perdendo em meus pensamentos que mal percebi quando adormeci.

[...]

Acordei sentindo o incômodo da luz do sol entrando pelas frestas da cortina entreaberta, indo direto para o meu rosto. Meu braço direito estava todo dolorido, mas não me importei ao saber do motivo. Abri meus olhos com dificuldade, vendo Rosé ainda dormindo abraçada a mim. Ao olhar para ela, logo me lembrei do ocorrido de mais cedo, mal percebi quando havia dormido, divagando em meus pensamentos. Peguei meu celular vendo as horas, 8:32. Olhei de relance para o chão vendo que todos os colchões estavam vazios. Deduzi que o pessoal já haviam acordado, vendo que os cobertores ainda estavam bagunçados, mas o que me chamou a atenção foi um colchão que havia um cobertor dobrado sobre ele, parecia que nem havia sido tocado. Ou alguém é muito organizado ou alguém não dormiu aqui.

Tirei com delicadeza o braço de Rosé sobre minha cintura, e puxei meu braço debaixo dela sem acordá-la. Fui até o banheiro e fiz minha higiene, como eu praticamente vivia aqui, eu tinha minha própria escova de dentes na casa dela e algumas roupas que eu esquecia ou eu emprestava para ela. Ao sair do banheiro, olhei mais uma vez para Rosé que dormia abraçada ao travesseiro que eu havia usado. Sorri com a cena achando a coisa mais fofa do mundo.

Desci as escadas e dei de cara com a família Park e o pessoal, todos em volta da mesa tomando café da manhã.

-Olha quem decidiu acordar. - Ouvi Jennie murmurar.

-Bom dia. - Disse sonolenta.

-Chaeyoung ainda está dormindo? - Srta. Park perguntou e eu assenti. Me sentei ao lado de Jisoo e me servi. O café da manhã estava maravilhoso como sempre. Conversávamos coisas aleatórias, e também sobre a festa. Assim que terminamos de comer, ofereci para ajudar Srta. Park a arrumar a mesa. - Pode deixar aí Lalisa, quando a Chaeyoung acordar ela vai estar morrendo de fome. Depois ela arruma, quem mandou ser a última a acordar. - Sorri para ela então eu e o pessoal subimos para o quarto.

-Acho que eu já vou indo. - Disse Krystal.

-Eu te dou uma carona. - Ofereceu Kai e pude ver os sorrisinhos maliciosos de Jennie e Jisoo.

My secret admirer is my BFF?  (Chaelisa)Onde as histórias ganham vida. Descobre agora