Capítulo 38

859 61 15
                                    

Lalisa's Point Of View

Estiquei meu corpo sentindo meus músculos doloridos e alguns partes estralarem. Gemi manhosamente e virei meu corpo para o outro lado, sentindo um corpo nu ao meu lado. Automaticamente abri meus olhos encontrando aquelas orbes de chocolate me encarando com um pequeno sorriso plantado em seus lábios.

-Bom dia. - Sussurrou baixo o bastante para que eu ainda sim conseguisse ouvir.

Sorri timidamente para ela e escondi meu rosto no travesseiro, podendo logo em seguida sentir sua mão deslizar lentamente pela minha bochecha em um carinho gostoso.

-Está com fome?

Levantei meu rosto tendo o lado esquerdo dele amassado contra o travesseiro, podendo assim ver novamente seu rosto delicado. Fiquei a encarando por alguns segundos, gravando em minha mente aquela imagina maravilhosa de Chaeyoung deitada nua ao meu lado, de bruços, os cabelos bagunçados, o lençol cobrindo até a sua cintura deixando suas costas exposta e o lindo sorriso enfeitando sua boca.

-Eu só quero ficar te admirando mais um pouco e pensar o quão sortuda eu sou. - Observei seu sorriso se alargando e suas bochechas ficarem em um tom mais avermelhado. Sorri pela sua fofura. Me levantei e me pus sobre ela, apoiando meus braços ao lado de sua cabeça, beijei sua bochecha direita e em seguida a esquerda. - Linda. - Sussurrei.

-Pare. - Suas mãos repousaram em minha cintura me puxando para baixo para que assim ela pudesse esconder o rosto em meu pescoço, assim como ela sempre fazia quando estava envergonhada.

Dei uma risada fraca enquanto acariciava seus cabelos.

-Ok, eu já acordei, podemos levantar agora. - Fiz menção de que ia levantar mas seus braços me seguraram firmemente.

-Não, está tão bom assim...

-Hm, Chae...assim eu também não vou querer levantar tão cedo. - Falei ao sentir seus dedos subirem e descerem pelas minhas costas nuas.

-Ótimo, - Soltei um gritinho surpresa quando ela nos virou ficando agora por cima de mim. - porque eu não pretendo levantar daqui tão cedo.

Suas mãos desceram pela lateral de meu corpo até repousar em minha coxa onde ela deu um forte aperto.

-Ontem não foi o suficiente os três orgasmos que te dei? - Falei num tom de voz brincalhão.

-Foi, mas eu nunca me enjoo de você. E também dizem que sexo matinal é ótimo pro humor pro resto do dia. - Dei uma gargalhada gostosa.

-Certo... - Nos virei novamente voltando a ficar por cima. - Então que tal... - Aproximei lentamente minha boca da sua deixando meus lábios roçando nos dela enquanto eu falava. - você ir para o banheiro preparar nosso banho... - Entrelacei minha mão na sua a deixando acima de sua cabeça. - e logo me juntarei a você e deixarei você fazer o que quiser comigo.

-O que eu quiser? - Perguntou num fio de voz, entregando que minhas palavras a atingiram.

-O que quiser.

Abruptamente, ela nos virou ficando por cima.

-Então se prepare para mais uma rodada, Manoban. - Falou antes de sair de cima de mim e correr para o banheiro, me deixando com uma visão privilegiada de sua bunda.

-Ai, ai, essa australiana ainda me mata. - Pensei alto.

Me levantei da cama e procurei pelo meu celular, o achando no meio do amontoado de roupas pelo chão. Desbloqueei o mesmo e vi várias mensagens das meninas e algumas de minha mãe perguntando que horas eu iria voltar para casa. Decidi responder apenas minha mãe que era o mais importante no momento, os outros eu veria depois. Mandei para minha mãe dizendo que não voltaria muito tarde e que não era para ela se preocupar.

My secret admirer is my BFF?  (Chaelisa)Onde as histórias ganham vida. Descobre agora