Capítulo 32

494 50 2

Oops! This image does not follow our content guidelines. To continue publishing, please remove it or upload a different image.

Eram 4horas da madrugada, Sky dormia, Dimmy estava de olhos no volante.

- Ta fazendo horas que estamos na estrada, pra onde está nos levando?

- Para meu esconderijo, estamos chegando. – respondeu ele.

Cerca de alguns minutos depois, chegamos perto de uma boate.

- Henri, acorde Sky. Teremos que andar um pouco. Vou deixar esse carro aqui para despistar eles.

- Certo.

Olhei para Sky que dormia feito um anjo. Afastei uma mecha de seu cabelo que estava no rosto. Ela se mexeu um pouco.

- Sister, acorde. – sussurrei perto do ouvido dela. – Temos que ser rápidos.

Ela suspirou. Mexi o braço dela delicadamente. – Vamos Sky. Acorde. - Ela abriu os olhos com dificuldade, logo seu olhar encontrou o meu. Dimmy pegou umas coisas no carro e saiu. Logo sai também e fui pelo outro lado abrir a porta para Sky. – Venha... – Ainda um pouco atordoada, ela saiu do carro.

Havia muita movimentação em frente à boate. Dimmy fez sinal para que seguíssemos ele.

Andamos cerca de vinte minutos, até chegarmos a um beco. Havia uma porta estreita quase imperceptível bem no final. Só percebi a porta ali porque Dimmy parou em frente a ela. Ele tirou uma chave do bolso e destrancou a porta.

- Entrem... – ele disse. Entrei com Sky e deparamo-nos com um espaço amplo. Havia três computadores no canto. Um sofá em forma de L e uma grande TV. Logo mais adiante havia um balcão dividindo a sala da cozinha. E do lado esquerdo havia mais uma porta, talvez fosse o quarto dele.

- Uau. – eu disse e me virei para trás. Dimmy entrou e trancou a porta.

- Bem vindos ao meu esconderijo. Eu tenho um apartamento com a minha mãe. Mas é aqui que eu venho quando quero trabalhar em algo. Por favor, sentem-se. Precisamos conversar.

Sky sentou no sofá e eu sentei ao lado dela. Dimmy pegou uma cadeira e sentou de frente para nós.

- Temos umas pessoas para salvar. – ele disse olhando de um para outro.

- Alexis... – sussurrou Sky. – Meu avô.

- Vicky... – Falei.

- Nanda... Arthur. Será que eles já estão mortos? – Sky estremeceu ao falar isso.

- Acalmem-se. Ninguém está morto ainda. – falou Dimmy. – Querem alguma coisa? Tem comida e bebida na cozinha. Sintam-se a vontade.

Sky levantou-se ainda meio sonolenta. – Vou preparar um café para nós. – ela disse.

Assenti para ela que foi até a cozinha.

-Preciso de um telefone Dimmy, Bento deve ter pegado o meu quando eu estava desacordado. Preciso ligar para Irvin, ele está demorando a agir. E ele não é disso! To achando que algo aconteceu com ele.

Sky [COMPLETO]Leia esta história GRATUITAMENTE!