Capítulo 17

796 73 2


Me chamo Victória, e minha vida não é tão fácil, trabalho e estudo e chego cansada demais em casa

Oops! This image does not follow our content guidelines. To continue publishing, please remove it or upload a different image.

Me chamo Victória, e minha vida não é tão fácil, trabalho e estudo e chego cansada demais em casa. Ter Alexis morando comigo é algo que me deixa muito feliz, vamos aprender muito um com o outro. Com estes pensamentos, fiquei cantarolando no elevador até chegar à portaria com o saco do lixo na mão. Ia voltando quando vi Sky sair do carro, ela estava muito elegante, admito que aquela garota era extremamente linda, decidi esperar por ela na porta do elevador só que na hora que ela ia entrando alguém lá fora a segurou pelo braço e a puxou para longe. Meus olhos arregalaram-se e imediatamente fui até o portão de entrada, meu primeiro pensamento foi de que ela pudesse estar sendo assaltada. Vi um cara moreno arrasta-la para o lado do prédio chegando próximo a uma parada de ônibus, depois virou a esquerda num beco onde não havia quase ninguém. Lá pararam para conversar. Certamente eu achei aquilo muito estranho, os dois pareciam conversar, eu estava de moletom, coloquei-o com o capuz imediatamente na minha cabeça para tentar disfarçar, passei a parada de ônibus e fingir passar pelo beco, parei de canto a uma casa na entrada do beco tentando ouvir algo da conversa. Sky parecia impaciente.

- Me deixe em paz! – dizia ela.

- Não dá, eu ainda amo você. Nunca vou te deixar em paz. – dizia o cara.

- Eu tenho nojo de você! – ela cuspiu na cara dele.

Levei minhas mãos à boca. "Caraca!", pensei "Um ex-namorado louco!".

- NÃO ME TRATE ASSIM! VOCE VAI FICAR COMIGO! NEM QUE EU TENHA QUE MATAR AQUELE CARA! – disse o ex-louco apertando os pulsos de Sky.

- Aiii, me larga! Não encoste nele! Não vou permitir.

Fiquei olhando a cena surpresa, "matar aquele cara", ele disse isso, mas que cara? Se fosse o meu irmão. Estava na hora de entrar em cena. Mas a minha intuição não deixou. Ainda não.

- Afaste-se dele Sky, se não quiser que este final seja trágico, afaste-se dele. Não sei o que você viu num paraplégico! Ah por favor! Esse cara não serve pra nada. Tu ainda é minha mina ta ligada? – Disse e soltou Sky.

- Se você me seguir novamente, quem vai matar você sou eu. – Ela disse isso com tal voracidade que empurrou o cara e saiu rumo ao prédio novamente. Esperei o cara sair do beco para o lado oposto e sai atrás de Sky sem que ela percebe-se que eu a seguia. Tentei chegar em meio as pessoas na parada de ônibus primeiro a frente do portão do prédio. Cheguei junto com ela. Tirei o capuz do moletom da cabeça e quando ela me viu sorriu, mas ainda parecia nervosa.

- Victoria... – disse ela.

- Oi Sky, tudo bem? Vim deixar o lixo aqui fora. – disse tentando não demostrar tanto cansaço.

- Estou bem... É... Desculpe por ter sido grossa aquele dia com você, eu...

- Tudo bem... Relaxa. – a cortei, quem estava ficando nervosa era eu com bilhões de coisas na cabeça sobre o acontecido. – Vamos subir...

- Certo, Me ajuda a pegar umas coisas no carro que eu trouxe para vocês?

- Claro... – eu disse e fomos ao carro dela pegar umas sacolas, que por sinal eram muitas, tive que chamar Wilson para ajudar.

Entramos no elevador sem dar um pio, apenas Wilson assobiava uma musica qualquer, chegamos ao sétimo andar, pegamos as sacolas e entramos, Wilson deixou as compras em cima do balcão e saiu, Sky insistia em dar um Money para ele, mas ele recusou. Entramos no quarto do Alexis, ele ria de alguma coisa engraçada que estava vendo na internet. Sky entrou e beijou-o. Sentei perto dele e peguei o copo já vazio que continha o suco de laranja.

- Amor... Trouxe umas compras para vocês, incluindo uns remédios que você tem que tomar. Preciso trocar seu cateter agora, esta com dor? – ela disse.

- Estou bem, mas acho que preciso mesmo de um banho.

Eu olhava para os dois, eles se fitavam que nem aqueles adolescentes apaixonados. Peguei o copo e fui para a cozinha arrumar as compras no armário. Conto ou não conto o que vi para o Alexis? Que duvida, será melhor esperar mais um pouco? Essas perguntas dominavam a minha cabeça. Depois de arrumar as compras (que certamente davam para um mês ou mais), fui até o quarto novamente.

- Sky, já comeu algo? Quer que eu te prepare alguma coisa?

- Teu irmão disse que teu suco de laranja é bom, quero provar! – ela sorriu. Eu sorri de volta. Peguei um copo com suco e entreguei a ela.

- Precisa de ajuda com o Alexis?

- Sim, preciso sim, para coloca-lo na banheira e para tira-lo de lá também.

- Minha irmã vai me ver pelado? AH NEM! – reclamou Alexis.

- Cala a boca irmão. – eu disse sentando do lado dele. – Você precisa de mim.

- Eu sei... Mas, sei lá. Que estranho. – ele disse parecendo envergonhado.

Sky nos olhava e bebia o suco.

- hmmmm... é realmente muito bom. – ela disse sorrindo. – Bom... Vicky, Apenas me ajuda a colocar Alexis na banheira, o resto eu o faço.

Assenti e observei ela tirar as roupas de Alexis. Eu realmente não queria olhar aquela cena, meio que virei o rosto. Senti que meu irmão se sentia muito triste por depender de alguém dessa maneira, comecei a reavaliar a minha vida. Eu reclamo de tudo, E Alexis estava aos poucos aceitando a nova rotina dele, o sofrimento de depender de alguém até para trocar de roupa estava em seus olhos. Deu-me vontade de chorar. Não quero mais reclamar de nada. Alexis com certeza esta me ensinando muita coisa.

- Mana... – ele disse parecendo cansado. – Olhe para mim.

Eu estava com o rosto virado para baixo. Não queria olhar, fechei os olhos com força, às lagrimas caiam lentamente. Ouvi a voz dele suave outra vez.

- Victoria... Olhe para mim. Este sou eu agora. E é assim que eu estou.

Ergui a cabeça e abri os olhos devagar. Ele me olhava, seus lindos olhos esverdeados me olhavam com sofrimento, Sky mexia em algo que eu não conseguir ver, devia ser a solda ou algo assim, Alexis lagrimava e eu lagrimava junto. Ele devia estar sentindo dor.

- Não... – ele engoliu em seco.- Não me abandone.

Mordi os lábios chorando. – Nunca! – respondi e ajudei Sky a coloca-lo na banheira. Decidi não contar nada ainda para ele. Depois do banho e cateter trocado e remédios tomados, ele adormeceu. Sky saiu e disse que voltaria no dia seguinte à noite.

Eu com certeza vou investigar essa mulher. Dei mais uma olhada em Alexis antes de eu ir dormir. Depois que vi que estava tudo bem, adormeci.

Oops! This image does not follow our content guidelines. To continue publishing, please remove it or upload a different image.
Sky [COMPLETO]Leia esta história GRATUITAMENTE!