Capítulo 9

1.2K 118 5

Oops! This image does not follow our content guidelines. To continue publishing, please remove it or upload a different image.


Estacionamos o carro a uns metros de uma montanha na praia. Sky me levou o mais alto possível. Um lugar que tinha a vista parecida com a do restaurante.

Ela sentou-me na grama e logo sentou ao meu lado. Dava para ver o mar e as luzes da cidade de longe.

- Desculpe por aquilo. – ela disse.

- Pelo que? Por ter dado uns tapas na Alicia? Não esquenta Sky, ela mereceu.

- Não! Não por isso, por ter rasgado o vestido. Deve ter gastado uma fortuna nele.

Eu gargalhei.

- Tanta coisa pra se preocupar e você lembra logo do vestido? Aiai Sky, só você mesmo. Ela mereceu isso também. Nunca mais quero ver aquela garota na minha vida!

- Ela é estupida! Sinceramente. Estupida! – Sky falou com raiva.

Eu estava triste.

- Devia ter te conhecido antes. Você é especial. Apesar de tudo, a noite esta sendo boa.

Ela me olhou pelo canto dos olhos.

- Você também é. Por isso me importei tanto com um bêbado.

Sorri. Sky era engraçada sendo irônica.

Conversamos bastante. Ela me disse que tinha um casal de amigos adoráveis que me apresentaria na manhã seguinte. Eram 4h da manhã. Eu estava com dores. Não queria falar nada mais ela percebeu e me chamou para irmos embora. Observei um pouco a vista. Deitei no gramado e ela deitou junto. Disse que gostou da noite e que na verdade gostou de ter dado as tapas na Alicia e ter rasgado o vestido dela. Pensar na Alicia doía no meu coração mais eu ia superar isso também. Eu me sentia depressivo às vezes, mas não quando estava com Sky. Enquanto conversávamos olhando para o céu deitados na grama, minha mão encontrou a dela. Ficamos de mãos dadas.

- Durma em casa hoje. Amanha é domingo e dei folga para o Célio e os outros. Tudo bem pra você?

- Vou te pagar tudo isso.

- Não estou te cobrando nada Alexis. Só quero que fique bem. – Ela disse olhando pra mim.

- Obrigado Sky.

Ela levantou-se para sentar e me levantou também.

- Como faço? Vou para sua casa mesmo?

- Sim, não pode ficar só. O vovô já esta sabendo. Não se preocupe. A casa é grande. É bom que amanhã eu faço sua fisioterapia lá em casa.

- Tudo bem. Não quero incomodar. – Eu disse fazendo cara de dor.

- Vamos... Esta na hora. Acho que eu tirei suas energias demais por hoje.

- Sky... – eu me aproximei dela e dos seus lábios com batom vermelho. Ela olhava para os meus também.

- Eu gosto de você. – ela disse hipnotizada na minha boca.

Nos beijamos. Nos beijamos porque sabíamos que podíamos ajudar um ao outro. E foi bom. Foi intenso. Foi verdadeiro. Nunca havia me apaixonado antes. Nunca. Nem por Alicia. Mais ali, naquele primeiro beijo eu queria ter dito o que não tive nem um pingo de vontade de dizer a Alicia.

"Eu te amo Sky." Pensei enquanto ela me beijava.

Seguimos para o carro em silencio. Eu estava com vergonha. Acho que ela também. Fomos para a casa dela. Ela ligou o rádio e tocava Capital InicialDepois da meia noite. Cantamos juntos. Foi divertido.

Chegamos a casa dela. Alias casarão. Entramos e alguns seguranças de lá ajudaram a me tirar do carro. Entramos.

- Bonita casa. – eu disse.

- Obrigada. Você vai ficar aqui no andar de baixo. No quarto de hóspedes aqui de trás com vista para a piscina. O quarto já esta arrumado com tudo o que precisa. O segurança vai te ajuda a banhar-se e a trocar de roupa. Vou fazer o mesmo e já volto aqui para te dar bom dia, já que esta amanhecendo.

- Tudo bem. Obrigado. – disse e levaram-me para o quarto.

Meia hora depois ela veio com um pijama listrado que me fez rir, e meias coloridas. Eu já estava na cama.

- Pare de rir de mim! Seu palhaço. – ela disse sorrindo. E me abraçou.

- Tenha um Bom dia. Deve estar exausto. Tome seu remédio para dor. Pode acordar tarde. Não se preocupe.

Eu estava mesmo exausto. E com dor também. Peguei o remédio e tomei.

- Sky... Eu estou triste. Queria poder andar.

- Você vai andar. Nem que eu tenha que doar toda a minha parte do cérebro para que possa voltar a fazer isso.

Lagrimei porque ela parecia falar serio.

- Obrigado Sky. Estou invisível para o resto do mundo. – eu chorava.

- Pare de pensar no resto do mundo. Eu estou aqui ainda. – ela se aproximou. – Durmo com você esta noite se parar com essas coisas depressivas. Você vai andar Alexis!

Tentei sorrir. Ela me ajeitou para dormir e dormiu comigo. Adormeci rapidamente. Sonhando com o beijo que ela me deu.


Sky [COMPLETO]Leia esta história GRATUITAMENTE!