Capítulo 16

825 72 6

Oops! This image does not follow our content guidelines. To continue publishing, please remove it or upload a different image.

Eu curto um bom e velho rock and roll, creio que Vicky percebeu isso, pois quando entrei no meu novo quarto tive uma grande surpresa. Pôsters espalhados pela parede com bandas que eu realmente curtia: Beatles, Aerosmith, Guns n' Roses, Nirvana, Oasis, entre outras... Frases motivadoras, fotos minhas (não sei como ela conseguiu), estava tudo muito aconchegante. O quarto tinha uma cama um pouco baixa, uma Tv na parede e em frente à cama havia um banheiro pequeno, porém amplo. O guarda roupa também era baixo.

Guiei a cadeira de rodas até o outro lado de modo que eu ficasse de frente para Vicky que estava encostada na porta. Ela lagrimava. Parecia estar emocionada.

- Mano... É que meio que adaptei isso aqui para você, deixei o guarda roupa baixo, este quarto tem o banheiro pequeno, mas amplo... A pia é baixa. Eu já estava esperando por isso há um mês... – Ela levou as mãos ao rosto. – Eu arrumei isso aqui para você faz tempo, eu já estava com o pedido para você morar aqui na minha cabeça, pensei que não ia aceitar, mas arrisquei e você esta aqui, isso não é maravilhoso?

- Você fez tudo isso por mim?

- Sim... Como eu disse, andei pesquisando a sua vida, o que fazia ou gostava de fazer e tudo o mais...

Ela aproximou-se de mim, abaixou-se e sorriu.

- Obrigado Vicky, de verdade. – Eu disse olhando para ela.

- O seu banheiro tem uma pequena banheira, quando a loira sem graça vier trocar seu cateter e tudo o mais, será melhor de banhar você lá. Eu deixei o meu quarto para ser o menor aqui. Você precisa mais que eu. Olha maninho... Tipo, amanhã começo a trabalhar e quando sair de lá vou direto pra faculdade, te verei apenas a noite, isso me preocupa...

- Não precisa se preocupar... Eu ficarei bem. Sério, amanhã terei que voltar a ativa. Tenho disciplina atrasada.

- Eu posso te deixar na sua faculdade sem problemas, sorte que é tudo perto. A sua é integral mano, vai passar o dia lá não é? Como vai fazer para almoçar? Podemos almoçar juntos, tenho tempo livre da lanchonete no horário de almoço. Passo lá e te pego.

- Okay. Nos dias que não puder ir posso almoçar pela faculdade mesmo. Vai dar tudo certo Vicky. Tenho que aprender a viver. Chega de moleza.

- Então... To esperando tu falar o porque da tua bad Vicky.

Ela suspirou.

- Complicado mano, vou resumir, o cara me largou por outra, namoramos 1 ano e meio e ele simplesmente mudou e eu desconfiei que ele estava gostando de outra pessoa, e então ele me largou, o pior de tudo é que estudamos na mesma faculdade, pelo menos não na mesma turma. Eu ainda gosto dele... É difícil... Mas to aprendendo a tirar ele aos poucos do meu cotidiano.

- Ele foi um idiota de ter deixado alguém tão maneiro como você. Você sabe que isso vai passar Vicky. Você sabe... Ergue essa cabeça ai que tu vai precisar estar firme pra me puxar junto, porque eu estou numa depressão que... Bem... Só basta olhar para mim.

Ela me abraçou e beijou minha testa.

- Você tem que descansar, a cama é baixa, achei mais fácil para deitar você nela. Venha... – Ela me tirou da cadeira de rodas cautelosamente e colocou-me na cama me deixando confortável, tirou as sandálias que eu estava (não sei para que, pois para mim tanto faz elas lá) e ajeitou os travesseiros para mim.

- Valeu.

- Vou preparar um lanche pra gente. Já coloquei a senha do wifi no seu celular, fique a vontade, já volto! – disse e saiu para a cozinha deixando a porta do quarto aberta.

Peguei o celular que ela deixou na cama e olhei o whatsapp. Havia muitas mensagens, eu tinha um grupo da turma de medicina, percebi que Adam e Alicia haviam saído dela. Olhei mais abaixo, mensagem de Sky:

Sky - Fletcher! Como tu ta?

Eu – Nada mal, e tu?

3 minutos depois (mensagem visualizada)

Sky – Eu vou ai no teu cafofo já já... Trocar o cateter.

Eu – Ainda está com raiva?

Sky – eu queria você aqui! Estou triste.

Eu – Ela esta me tratando muito bem Sky... Poxa, entenda. Ela até adaptou um quarto para mim.

Sky – Nuss! Que bom! Vou te levar umas compras... Umas frutas, uns remédios. Ok? Ou nem isso mais posso fazer por você?

Eu – (emoji revirando os olhos)

Sky– kkkkk palhaço! Te amo! To indo <3

Eu– Tb te amo demais Sky... Venha logo. <3

Fechei o aplicativo sorrindo. Vicky veio ao meu encontro, desconfiada, com pãezinhos franceses e um suco de laranja.

- Hmmmm tava bem falando com a loirona né? – disse me entregando o copo com o suco e um dos pães que tinha na sua mão.

Mordi o pão (estava gostoso) – uhummmm Eia ta vindhu.

- Que? – Ela perguntou sorrindo. – É feio falar de boca cheia garoto! Rum.

Eu sorri. – Ela esta vindo...

- Okay. Eu vou levar o lixo lá embaixo. Fique aqui...

- Nossa! Você jura que eu vou sair daqui! – Conseguir rir da minha própria piada sem graça.

Vi Vicky sair cantarolando porta afora com o saco do lixo.

Vi Vicky sair cantarolando porta afora com o saco do lixo

Oops! This image does not follow our content guidelines. To continue publishing, please remove it or upload a different image.
Sky [COMPLETO]Leia esta história GRATUITAMENTE!