Bônus

652 49 16

Eu tenho os meus problemas

E a certeza que você tem os seus

Quem sabe a gente aceita todos eles

Juntos, só dessa vez?

Se for pra tudo dar errado

Quero que seja com você.

(Se For Pra Tudo Dar Errado - TÓPAZ) Na mídia. (VEJAM ESSE VÍDEO).

Eu andava meio depressivo, havia chegado de viagem com a banda e resolvi ir do aeroporto direto para o apartamento em que eu e Vicky morávamos

Oops! This image does not follow our content guidelines. To continue publishing, please remove it or upload a different image.


Eu andava meio depressivo, havia chegado de viagem com a banda e resolvi ir do aeroporto direto para o apartamento em que eu e Vicky morávamos. Ninguém mais morava lá visto que Vicky ainda estava em Nova York e eu tinha minha casa com Sky e nossos filhos. Mas, eu ainda tinha a chave do apê e vez ou outra eu ia lá para refletir.

Os seguranças da banda me ajudaram a livra-se dos fãs me colocando na van. Assim que chegamos ao prédio fui "mancando" até a portaria com um segurança segurando uma pequena mala com minha cadeira de rodas atrás.

Wilson quando me viu teve um ataque de euforia.

- Sr. Fletcher! - ele me abraçou.

- Oi Wilson. - falei tímido. Logo ele olhou para trás e viu minha pequena mala e a cadeira que o segurança carregava.

- Brigou com a dona Sky? - ele perguntou assustado.

- Não... Eu só vim... Dar um tempo. - expliquei e me virei para trás. - Leve minha mala maior para minha casa e diga para minha esposa que eu estou bem. - pedi ao segurança. - Pode deixar a mala menor ai em cima da cadeira de rodas.

O segurança assim fez e saiu do prédio.

- Fico feliz em ver o senhor andando... - Wilson me disse pegando a pequena mala.

- Sabe a tartaruga Wilson? É mais rápida que eu. - ele sorriu e me sentei na cadeira de rodas. - Pode me guiar se quiser...

Wilson sorriu e me entregou a mala menor, coloquei em meu colo e ele me guiou até o elevador.

- Você não deveria estar aposentado Wilson?

- Gosto de trabalhar aqui senhor Fletcher... O trabalho não é pesado.

- Já falei para você me chamar de Alexis... Você é mais velho que eu e fica estranho te ouvindo me chamar de senhor.

Wilson soltou uma risada marota. Chegamos ao sétimo andar e seguimos pelo corredor até chegar ao apartamento. Peguei as chaves e abri.

- Se precisar de algo, é só chamar. - ele disse voltando para o elevador. Apenas sorri e entrei.

Estava tudo do mesmo jeitinho que deixamos. Judite às vezes vinha fazer umas faxinas por aqui.

Sky [COMPLETO]Leia esta história GRATUITAMENTE!