Capítulo 24

686 57 5


Me chamo Sky Slaviero de Alencar, tenho 23 anos, meu pai era naturalizado brasileiro e minha mãe era espanhola, morava em Madri, meu pai trabalhava por lá quando a conheceu e se apaixonaram, então casaram-se e ela resolveu vir para o Brasil com meu pai, onde fundaram a clinica deles de fisioterapia, eram médicos, lindos, sorridentes, companheiros e foram maravilhosos comigo até onde eu recordo. Eu tinha 14 anos quando eles morreram num grave acidente de carro. Desde então, morei com meu avô, Otávio de Alencar, pai de meu pai. Eu estava trancada no quarto olhando uma foto deles que eu tinha, quando a porta se abriu e Bento me olhou rigidamente.

- Se arruma! Você vai sair com Mikhael para fazer um servicinho pra mim.

Olhei para ele com enorme nojo, ele pegou a foto de minhas mãos e riu freneticamente.

- Me devolve isso seu desgraçado! – tentei pegar a foto da mão dele, mas ele me empurrou.

- Ah Sky... Eles já estão mortos, enterrados. Pra que ficar olhando isso? Sua verdadeira família esta aqui! Agora arrume-se! Temos que encontrar uma pessoa que infelizmente marcou num lugar público até demais. Você precisa convence-lo a aliar-se a nós.

- Não vou fazer isso! - disse e cuspi na cara dele. Logo após isso, só senti o tapa em meu rosto e as mãos dele em minha garganta, apertando bem forte, vi Mikhael entrar no quarto correndo para tirar Bento de cima de mim. Eu já estava muito sufocada quando finalmente consegui respirar.

- Não faz isso Bento! Pô! – disse Mikhael acariciando meu pescoço com as marcas vermelhas das mãos de Bento.

- Ela cuspiu em mim! Uma hora ainda vou matar essa cretina de verdade! – disse e saiu.

Eu ainda tentava respirar, Mikhael pegou um copo com água e me deu.

- Acalme-se... Você sabe como ele é e ainda o provoca!

Peguei o copo com água e tomei um gole.

- Ele disse para eu me arrumar, mas não sei o que vestir. – disse com a respiração melhor.

Mikhael me olhou dos pés a cabeça, foi até onde estava uma pequena mala e de lá tirou um vestido curtíssimo.

- Vista isso! Você precisa impressionar o cliente de hoje. Precisamos do apoio dele.

Olhei o vestido com imenso ódio, Mikhael saiu do quarto e eu o vesti, eu estava parecendo uma prostituta, assim como eles queriam que eu parecesse. Maquiei-me, ajeitei meus longos cabelos loiros, e então saímos. O lugar era uma boate no centro, chegamos lá e sentamos próximo ao bar. Mikhael me olhava dos pés a cabeça com aquele olhar nojento que os homens dão as mulheres quando não tem boas intenções. Eu gritava por dentro, não queria fazer o trabalho sujo que estavam me obrigando. A boate estava lotada, eu olhava para os lados esperando o tal cliente, eu ainda não sabia quem era, só Mikhael estava a par sobre isso, fiquei tão distraída que quando dei por mim o desgraçado do Khael estava com as mãos na minha coxa, dei um tapa na cara dele e sai da boate furiosa. Ele veio atrás de mim.

- Pô Sky! Desculpa! É que você está muito gostosa!

Não olhei para a cara dele, ele pegou minhas mãos e fiz uma cara de quem não estava gostando de nada disso.

- Você ainda não esqueceu aquele aleijado não é? O que foi? Não gosta que eu te chame de gostosa? Antes na cama você gostava né?

- Ah pelo amor de Deus Khael! Não me lembre desse momento de loucura da minha vida! Não quero mais nada com você! Nunca mais você vai me tocar seu cretino! Ta entendendo? – falei secamente e ele me lançou um olhar nada bom, como se fosse me forçar a algo.

Sky [COMPLETO]Leia esta história GRATUITAMENTE!