47

7.7K 770 191
                                    

JENNY MILLER

Ops! Esta imagem não segue nossas diretrizes de conteúdo. Para continuar a publicação, tente removê-la ou carregar outra.

JENNY MILLER

Um mês depois...

- Jenny! Droga, isso doeu! - Perséfone reclama mais uma vez, enquanto eu gargalhei ainda mais alto.

Estamos no seu quarto, com ela deitada em meu colo, e já se passou meia hora desde que comecei a tentar remover a máscara de skincare do seu rosto.

‐ Você não me disse que isso ia doer tanto - diz ela, e sorrio, negando.

- Não está doendo tanto assim - respondo, observando seu bico manhoso.

Deixo um leve selinho em seus lábios avermelhados antes de retirar gentilmente a máscara de seu rosto.

Já se passou um mês desde que Perséfone e eu começamos a namorar, e estamos incrivelmente felizes. Nos vemos todos os dias, mas ainda reservamos tempo para nossos amigos, mesmo que ela queira estar comigo o tempo todo.

Ela trouxe uma nova felicidade para minha vida nos últimos dias, e eu estava errada em pensar que nunca mais conseguiria me envolver em um relacionamento. E foi Perséfone que mudou esse meu pensamento chegou e provou que eu estava enganada.

- Hmm, como foi que você percebeu que gostava de garotas? - Perséfone perguntou, e eu franzi o cenho.

- Bem, nunca me fizeram essa pergunta antes, mas foi aos dezesseis anos, no colegial - resumo para ela, e vejo sua careta.

- E quem foi a garota que despertou isso em você? - ela questiona, e percebo um leve tom de ciúmes em sua voz.

- Foi alguém completamente diferente de você, apenas uma paixão de escola - digo, dando de ombros.

Sim, foi só isso. Nem tive coragem de dizer à menina que gostava dela.

- E você? Como foi sua descoberta? - pergunto, enquanto lentamente tiro sua máscara, trazendo-a de volta de seus pensamentos.

- Hmm, na verdade eu sempre achei que era hetero. Sempre fiquei com meninos, mas, aos poucos, comecei a sentir uma vontade imensa de ficar com uma menina, especialmente quando as observava - ela responde, e eu mordo meus lábios, surpresa.

- Você já ficou com garotos? - pergunto, e ela sorri com a pergunta.

- Surpresa?

- Sim... não! Só é estranho, nunca te imaginei com um garoto - digo, e ela sorri.

- Sim, é um pouco estranho pensar que já gostei de garotos, sendo que hoje em dia só chupo boceta - diz, e dou um tapa no seu ombro, fazendo-a rir. Descarada.

- Não fala assim!

- O que, amor? Não gosta desse palavreado? Ontem você não agiu como se não gostasse - sinto minhas bochechas esquentarem quando ela termina.

- Nós estávamos em outra atmosfera ali, e não com comigo tirando uma máscara do seu rosto - digo, e ela bufa.

- Não sei por que passou isso no meu rosto, você mesmo falou que ele é perfeito - fala, e eu assinto.

𝐌𝐘 𝐋𝐈𝐓𝐓𝐋𝐄 𝐆𝐈𝐑𝐋Onde histórias criam vida. Descubra agora