35

5.8K 543 65
                                    

JENNY MILLER

Ops! Esta imagem não segue nossas diretrizes de conteúdo. Para continuar a publicação, tente removê-la ou carregar outra.

JENNY MILLER

Ainda travada no lugar eu sinto a pantera se esfregar em minha mão e ronronar.

— Ele gostou de você — Perséfone fala e assinto ainda com um friozinho na barriga.

Olho para o tigre que agora estava esparramado em seus pés.

— Você nunca me disse que tinha animais exóticos — digo mais calma.

— Eu nunca disse que tinha animais — fala e reviro os olhos.

— Perséfone! — escuto um gritinho fofo e olho vendo uma garotinha correndo em direção a Perséfone.

— Nesis! Minha menina! — Perséfone abre os abraços a recebendo com um abraço apertado.

— Pers! Você troxe os doces que tinha me prometido? — a garotinha a questiona com um sorriso travesso e Perséfone faz cara de ofendida.

— O que?! Eu não acredito! Era tudo interesse?! — exclama dramática e a menina gargalha.

Fico que nem uma estátua com um sorriso bobo às olhando, até que a menina percebe minha presença.

— Namorada da Pers! — ela solta um gritinho e sorrio nervosa.

— Namorada? — ela assentiu caminhando em minha direção pedindo colo.

Sem pensar direito, eu rapidamente a pego fazendo a mesma agarra meu pescoço.

Fico a encarando esperando a agonia vim, mas ela não vem. Por incrível que pareça ela não aparece.

Olho para Perséfone que está nos olhando com um sorriso.

— Você é muito bonita, seus filhinhos com a Pers serão bunitões.

— Filhinhos? — quase grito nervosa e ela concordou rápido.

Volto meu olhar para Perséfone que está com o olhar de paisagem.

– Você gota de bolo? Mamãe fez um de chocolate — ela diz alegre e assinto fazendo a mesma bater palminhas.

— Nesis, cadê a Athena? — Perséfone pergunta me fazendo a olhar com os olhos cerrados.

— Está lá em cima, o namolado dela a convidou para um encontro — ela diz baixinho como se contasse um segredo e por algum motivo eu suspiro aliviada.

Não. Eu não pensei que poderia ser alguma amiga de Perséfone.

Olho para o seu rostinho vendo a mesma para um momento e depois se vira pra mim com o maior sorriso do mundo.

— Como é seu nome? — perguntou curiosa.

— Jenny — digo e ela tombou a cabeça para o lado.

— Vou te chamar de Ny!

𝐌𝐘 𝐋𝐈𝐓𝐓𝐋𝐄 𝐆𝐈𝐑𝐋Onde histórias criam vida. Descubra agora