19

8K 643 78
                                    

JENNY MILLER

Ops! Esta imagem não segue nossas diretrizes de conteúdo. Para continuar a publicação, tente removê-la ou carregar outra.

JENNY MILLER

O quê? Pisco rápido ainda tentando raciocinar o que ela tinha acabado de me perguntar.

— Jenny?... oh droga eu não devia ter perguntado isso — diz com uma pontada de desespero em sua voz.

Ela acabou de pedir para experimentar o leite?

Avni nunca ligou para o leite... nunca pediu pra experimentar, às vezes ela tinha um pouco de nojo. Mas também era muito raro, também era muito difícil ela me dar prazer sugando os meus seios por causa do leite.

Mas... que porra, isso é muito... muito...

Não consigo achar uma palavra correta que se encaixe. Minha mente simplesmente parou.

— Jenny?

— Você... você quer experimentar o leite? — pergunto duvidosa.

— Sim.. não.. sim! — ela se embola com as palavras.

— Calma, está tudo bem... eu acho. É que nunca ninguém pediu pra tomar esse leite, e se for horrível? — pergunto cautelosa.

— Não tem problema, eu só quero experimentar, justamente para ver se é bom ou ruim — diz e eu solto um suspiro trêmulo.

Olho para os meus seios que estão cobertos pelo tecido de seda.

Só uma vez né? Só uma vez.

— Certo — digo me encostando no espelho da cama e ela arregala os olhos levemente.

— Isso é um sim? — questiona envergonhada.

— É... um sim — digo baixo e ela se aproxima tocando o meu rosto que logo fica quente.

— Não precisa fazer isso se não quiser — fala cuidadosa e lhe dou um sorriso mínimo.

— Não. Está tudo bem — digo e ela assentiu devagar.

Lentamente ela começa a abaixar a alça fina da blusa, revelando meu seio o deixando exposto.

— Tão lindo... — fico vermelha imediatamente quando ela diz baixo.

Ela lentamente encosta os lábios no meu seio, deixando um beijo no biquinho amarronzado.

Solto um suspiro quando ela o agarra com os lábios passando a língua em volta. Tudo isso ela faz olhando diretamente em meus olhos.

Oh merda!

Ela abocanhou meu seio rapidamente o sugando forte. Porra, um alivo passa por meu corpo e eu solto um suspiro profundo.

Olho pra ela que suga o meu seio avidamente com fome.

— Perséfone... devagar — digo baixo e ela resmunga se deitando no meu colo igual a uma criança.

𝐌𝐘 𝐋𝐈𝐓𝐓𝐋𝐄 𝐆𝐈𝐑𝐋Onde histórias criam vida. Descubra agora