30

7.4K 547 67
                                    

PERSÉFONE SCOTT

Ops! Esta imagem não segue nossas diretrizes de conteúdo. Para continuar a publicação, tente removê-la ou carregar outra.

PERSÉFONE SCOTT

Solto um resmungo quando rasgo a folha de tão forte que estava forçando o lápis no papel.

Nada, não vinha nada na minha mente para desenhar. Em minha cabeça só se passa uma coisa, ou melhor uma pessoa que tem nome e sobrenome.

Jenny Miller.

Essa garota chegou me fazendo ficar rendida por ela, ao ponto de me fazer ficar pensando nela vinte quatro horas por dia

A todo momento eu quero saber se ela está bem, quero dormir agarrada ao seu corpo quente, quero tomar o meu leite que me fez ficar mais ainda viciada nela.

Muitas vezes eu acho que a Alisson, Thomas e Chloe estão certos.

Será mesmo que eu estou me apaixonando?

Isso é pura bobagem. Eu não aceito isso, me entregar para uma pessoa. Uma única pessoa.

Deixar a minha vida, pra me amarrar a alguém? Namorar, noivar e casar?

Isso é mais horripilante do que pensava. Eu nunca tive um relacionamento sério. E não será agora que irei ter um.

Isso só uma atração que sentimos uma na outra, e só será sexo, só isso.

Saio dos meus devaneios olhando para um novo papel em minha frente.

E sim, mais uma vez eu desenhei ela.

• • •

JENNY MILLER

— Ahhh que maravilha! Uma semana sem ir para a universidade — Issac exclama feliz.

Sim, uma semana sem ir para a universidade, eles disseram que vão precisar dessa semana para produzir a mesma no tema do baile e da festa fantasia.

— Espera... Sim! Isso é o universo conspirando a seu favor! — a olho confusa tentando entender o que ele está falando.

— Não entendi — digo colocando meu livro de lado.

— Garota! A sua semana com a Perséfone começa hoje! E vocês terão todo o tempo do mundo para ficarem juntas — diz e eu lentamente arregalo os olhos me lembrando.

Ficarem juntas.

Puta merda... eu acho que não estou preparada pra isso.

— Jenny Miller, não me diga que você esqueceu?! — assinto devagar fazendo o mesmo deixar o seu livro de lado.

— Eu só não lhe dou uma livrada porque esse é o meu precioso — diz voltando a agarrar o seu livro Vermelho, branco e sangue azul.

— Okay... vamos fingir que você não esqueceu esse evento — o mesmo fala em uma calmaria falsa.

𝐌𝐘 𝐋𝐈𝐓𝐓𝐋𝐄 𝐆𝐈𝐑𝐋Onde histórias criam vida. Descubra agora