45

8.3K 658 244
                                    

JENNY MILLER

Ops! Esta imagem não segue nossas diretrizes de conteúdo. Para continuar a publicação, tente removê-la ou carregar outra.

JENNY MILLER

No dia do baile
Ao anoitecer...

- Merda, eu vou sair daqui completamente louco - diz Isaac enquanto observamos a entrada do baile e da festa, inundada por luzes em todas as direções, com pessoas se agarrando e... bebendo álcool?

- Estão distribuindo álcool? - pergunto, o cenho franzido, e Ava explode em risadas.

- Com certeza não estão distribuindo nem um pingo de álcool, são os próprios alunos que trazem, e não duvido que haja drogas nessa mistura também.

Okay, em nenhuma hipótese eu coloco algo em minha boca.

- Onde está Perséfone, Jenny? - Ava pergunta, e eu dou de ombros.

- Na verdade, nem a vi hoje. Acordei e ela já não estava mais na cama comigo - digo, lembrando-me da mensagem marcada com batom no meu espelho:

Te amo, bravinha.

- Bom, vamos logo, tenho que encontrar a outra parte da minha fantasia - ele fala animado.

Isaac estava vestido de Van Gogh, e diz que a outra parte da fantasia já estava dentro da festa.

Entramos e continuo olhando para os lados à procura dela. Suspiro em frustração indo em direção aos doces da festa.

Todos estavam fantasiados, alguns de super-heróis, outros com fantasias engraçadas e outras sexy.

Avistei Thomas em um canto da festa e franzi o cenho ao perceber que ele estava com Alisson e Chloe, mas Perséfone não estava presente.

Encolhi os ombros, pegando um doce e colocando na boca. Estava nervosa. Será que ela vai aparecer? Não. Não há como ela me deixar sozinha aqui, considerando que foi ela quem me obrigou a vir.

Mordi o lábio inferior, sentindo o gosto metálico na minha boca.

Levei um pequeno susto quando senti um braço envolvendo meu pescoço. Virei meu rosto para o lado e vi Thomas.

- Espere só mais cinco minutos, ela vai chegar rápido - assenti suspirando fundo. Okay, ela logo chegará.

- Por que anjo? - ele perguntou curioso, e eu dei de ombros quando retira seu braço do meu pescoço.

- Meus amigos que compraram disseram que era para me lembrar dos velhos tempos em que eu não conhecia Perséfone - expliquei, e seu peito tremeluziu em risadas.

𝐌𝐘 𝐋𝐈𝐓𝐓𝐋𝐄 𝐆𝐈𝐑𝐋Onde histórias criam vida. Descubra agora