02

10K 798 87
                                    

JENNY MILLER 

Ops! Esta imagem não segue nossas diretrizes de conteúdo. Para continuar a publicação, tente removê-la ou carregar outra.

JENNY MILLER 

No outro dia...

— Ela não devolveu o seu gloss?

— Não, e ainda por cima pegou o número que a garçonete tinha me dado e amassou.

— Mas porque você acha que ela tenha feito isso? 

— Não sei, ela nem me conhece — dou de ombros e entramos na faculdade.

Ontem quando o Issac voltou do banheiro eu nem me toquei a conta a ele sobre o acontecimento de quando ele não estava.

Vou direto para a cantina pra comprar meu tão querido chips de batata, não tomei café da manhã e espero muito que papai não tenha descoberto.

Entro na cantina sentindo alguém me observando mas não vejo ninguém quando olho ao redor.

Dou de ombros e vou até a máquina de chips, vejo que só tinha um e sorrio, sorte minha.

— Você sabe que faz mau comer isso de manhã né? 

— Não! Isso daqui deveria dar de graça, isso é a melhor coisa do mundo — digo abrindo e sinto o aroma vim em minhas narinas.

— Okay, não está mais aqui quem falou — ele diz levantando os braços.

Sinto de novo que tem alguém me observando e olho ao redor capturando os olhos de Perséfone em mim, logo me lançando um sorrisinho travesso? abro a boca um pouco quando vejo ela pegar meu gloss e passar em seus lábios.

Franzo a testa vendo ela com mais uma garota e um garoto conversando.

— Aqueles ali são os outros amigos dela, mas eu não sei os nomes, eles aparecem muito quietos — Issac diz ao meu lado e volto meu olhar pra ele.

— Você parece conhecer todo mundo da escola.

— Quando você é quieto em seu lugar e não tem amigos é isso que acontece — ele diz dando de ombros.

Escuto o sinal tocar e vejo todo mundo indo para suas específicas salas.

Sinto alguém esbarrar em mim e vejo Perséfone me lança um outro sorrisinho. 

— Ela vai pega no seu pé 

— Porque acha isso? 

— Perséfone nunca fala com alguém sem ser seus amigos ou alguma pessoa que ela pegue mais mesmo assim ela deixa de falar logo em seguida.

— Não, acho que ela só esbarrou mesmo — digo dando de ombros.

— Mas e o seu gloss?

— Não sei, mas eu vou querer ele de volta...

• • •

Saio da faculdade com o Issac ao meu lado, as aulas já tinham acabado e eu estava feliz, o leite não vazou e os meus seios não doeram. 

𝐌𝐘 𝐋𝐈𝐓𝐓𝐋𝐄 𝐆𝐈𝐑𝐋Onde histórias criam vida. Descubra agora