Capítulo 10

4.6K 614 295
                                    

Ninguém usa roupa de banho em uma festa na piscina.

Exceto, eu, que convivo com a decadência do meu país onde mal temos dinheiro pra comer, quem dirá comprar roupas.

Culpa de quem votou naquele bosta, eu vivo em Londres e fui ate a minha cidade de fim do mundo no interior do interior pra votar certo.

Mas sem noção tem em todos os lugares e merecem uma surra em cada um deles, sem ofensas, vocês já são a nossa vergonha.

A nossa ruína.

E assim identificamos eu bêbada, a pessoa que discute política com a própria cabeça.

Com todo mundo que falar sobre também, mas detalhes.

Obs: eu me mantenho atualizada sobre tudo o que acontece no mundo porque não gosto de estar do "lado" errado.

Isso se tiver um lado certo quando se trata de política.

Vestindo uma camisola de seda preta eu desço as escadas descalças voltando a animar o pessoal, mas ao invés de ir para a piscina segui para a coxinha.

— Mas que merda do caralho — Ofendi minha própria mão dolorida.

Entrei na cozinha já abrindo a geladeira, na minha cabeça naquele momento gente rica tinha forminhas de gelo.

— Precisando de ajuda?— Barry....

— Só se poder me ajudar — Eu disse com um sorriso me afastando — Oi, Rafe — Dei um sorriso pra ele que literalmente cheirava o seu bagulho sobre a mesa e me sentei nela para ficar mais " a vontade".

— Alina — Disse olhando na minha direção.

Aí tô nervosa não sei como agir.

Senti Barry segurar minha mão antes de colocar o gelo entre elas.

— Você é tão atencioso — Elogiei o traficante enquanto Rafe terminada o que fazia — Não acha, Rafe?

Quando o Rafe olhou na minha direção quase alcançando o seu objetivo com a cocaína segurei o sei rosto.

— Vocês são tão bonitos — Elogiei — Não querendo ser "o garanhão" da noite, mas eu super topo.

Um longo selinho na boca de Rafe, um longo selinho na boca do Barry e bingo está ali o meu beijo triplo.

Aí como eu amo a minha vida de solteira.

Mesmo não sendo a maior fã de três línguas se envolvendo, admito que estava bem envolvida nelas.

Principalmente quando Rafe desceu os seus beijos por meu pescoço, gemi baixinho contra os lábios de barri que apertou a minha cintura me levando até a beira da mesa.

O que aconteceu adiante, hahaha.

Wheezie empata chegou na área.

— Ali, não tô me sentindo bem — Ela disse antes de vomitar ali.

Joguei meu pescoço para trás percebendo que meu lance não iria acontecer, não ainda.

Baby Sister - Rafe CameronOnde as histórias ganham vida. Descobre agora