Capítulo 13

5.7K 786 497
                                    

Euzinha estou vacinada com a sensação de que meu braço vai cair, então apreciem esses capítulos ❤️.

Tomei um gole de água enquanto dava um momento para que Sarah ajudasse Wheezie a se arrumar.

A garota ficou radiante quando a irmã  foi até seu quarto o que me faz refletir sobre o que Sarah disse sobre ela mesma cuidar da Cameron mais nova.

— Você não ganhou o dia de folga ou algo desse tipo?— Observei Rafe andar até a garrafa de whisky na cozinha.

— Na verdade o que eu ganhei foi um convite para jantar com vocês — Eu disse — Sabe, a trabalho.

Segurei meu copo com mais força quando ele andou na minha direção, sem entender o porquê dele estar fazendo isso senti minhas costas baterem contra o mármore gelado.

Rafe ficou bem próximo de mim quando esticou o braço para pegar um copo no armário de cima, quando ele colocou o copo sobre o balcão mantive meus olhos sobre o seu peitoral bem definido encurralada.

Cocei a garganta tentando não parecer afetada pela proximidade.

— Sabe, você poderia apenas pedir para que eu te desse licença — Me mexi um pouco, mas fui impedida de sair por seu braço.

Rafe Cameron me deixou encurralada entre ele e o balcão.

— Meu pai deve gostar muito de você para te deixar ir a esse jantar, eu espero que você saiba bem como se comportar.

Levantei a cabeça encarando o garoto alto que agora tem os olhos presos nos meus, olhei seus lábios bem finos e ainda assim bem marcados e para a perfeita curva de seu queixo.

Eu posso ser uma garota muito má se ele quiser que eu seja.

— Está com medo do seu papai gostar muito de mim e no futuro você precisar me chamar de mamãe?— Não consegui deixar passar a oportunidade.

Toquei seu abdômen com a ponta dos meus dedos.

— Eu não tenho medo de nada, Ali.

Dei um sorriso antes de passar por debaixo do seu braço saindo de toda aquela proximidade.

— Deveria ter, eu sou uma garota que se comporta muito mal.

Coloquei o copo sobre a pia antes de sair da cozinha sentindo o ar faltar em meus pulmões, joguei o cabelo um pouco para o lado e desejei que uma passagem de saída trouxesse um pouco de vento para refrescar todo o calor que eu estou sentindo.

Não calor de excitação, claro que não eu ando bem satisfeita.

Mas um daqueles calores que sentimos quando passamos por um momento inusitado e vergonhoso.

Rafe Cameron me parece ser cheio de momentos inusitados e dominadores, parece ser cheio dos momentos que eu aprendi a apreciar.

Baby Sister - Rafe CameronOnde as histórias ganham vida. Descobre agora