Capítulo 16

5.6K 771 301
                                    

Eu saí bem cedinho pra conseguir voltar antes que alguém notasse que eu não estive aqui durante parte da manhã, pelo visto ninguém notou já que do jeito que eu cheguei eu estou deitada sobre uma cadeira na sombra tirando fotos que pegam meus pés e a piscina.

Wheezie está fazendo alguns trabalhos do colégio ou algo desse tipo e por incrível que pareça o meu trabalho não é nada muito exato.

— Alina, cadê o Rafe? — Abaixei um pouco o meu celular, o suficiente para ver meu patrão com o seu no ouvido e com uma cara de poucos amigos.

— Eu não sei.

Eu fui contratada para tomar conta de qual dos filhos dele.

— Então encontra ele e o manda ir pro meu escritório.

Pergunta respondida?

— Tem alguma ideia de onde ele possa estar? — Perguntei a Wheezie que não tirou os olhos do notebook pra me responder.

— Academia.

Calcei o meu crocs antes de deixar a garota sozinha, eles tem uma academia em casa, que luxo.

Não vou dizer que fui rápida em encontrar, eu sou lenta e quando estou em um lugar que não conheço fico facilmente perdida.

— Uau, vocês tem um espaço bem legal aqui — Comentei olhando a minha volta até meus olhos chegarem nele, no Rafe de regata suado deitado enquanto levanta pesos.

Pensa em alguém bem feito e multiplica por cinco.

— Já sentiu saudades, Alina?

Cruzei os braços negando.

— Seu pai me mandou procurar você e dizer que você precisa encontrá-lo — Fui rápida em responder vendo ele se sentar e alcançar a garrafa d'água que estava ao seu lado — Já fiz isso então, vou indo.

— Se quiser podemos voltar juntos, você parece meio nervosa.

Nervosa? Não, eu estou constrangida e muito sem graça pelos acontecimentos que aconteceram.

Acontecimentos acontecem e eu não sei o que tá acontecendo com meu cérebro.

— Eu posso voltar sozinha e você está suado, eu não quero correr riscos desse cheiro impreguinar nos meus cabelos.

O vi tomar um pequeno gole d'água antes de se levantar, comecei a andar para a saída.

— Está dizendo que eu estou cheirando mal?

Senti meu coração acelerar um pouco sentido os passos dele atrás de mim.

— Estou dizendo que suor é suor.

— Na verdade você parece estar fugindo de mim — Tentei acelerar o passo quando ele ficou ao meu lado, mas ele interrompeu meu próximo passo ficando bem na minha frente.

— Talvez eu esteja — Mexi no cabelo desconfortável.

— E por que?

— Porque você faz isso, você me deixa encurralada e aquela situação do jantar foi totalmente irresponsável, foi uma situação horrível.

Rafe abriu um surto sorriso de canto.

— Foi horrível?

Joguei o pescoço um pouco para trás para encarar seu rosto tentando parecer uma pessoa séria e decidida.

— É, foi — Rafe girou um pouco o corpo e eu fiz o mesmo tentando não me aproximar mais do que já havia feito.

— Não parecia horrível quando você estava a um ponto de gemer o meu nome naquela sala lotada sem se importar com ninguém que estava próximo — Apertei os lábios sem acreditar no que ele está dizendo.

— Fala baixo idiota ou melhor não fala sobre isso, sobre nada disso — Eu disse voltando a andar rápido para longe dele.

Eu prestes a gemer o nome dele naquela sala lotada, ata.

Baby Sister - Rafe CameronOnde as histórias ganham vida. Descobre agora