Capítulo 41

5.8K 837 263
                                    

Rafe não mentiu.

Ele não mentiu quando disse que tem uma ótima cama.

Me mexi um pouco me espreguiçando pensando na possibilidade de ficar ali, senti o braço do garoto pesar sobre minha cintura e quase tive certeza de que deveria fazer isso.

Não pesar de um jeito dolorido ou desconfortável, mas pesar de um jeito que me prenderia na cama por horas e horas.

Mas pensando pelo lado de que eu não transei com essa pessoa isso me parece uma pessima ideia.

Me parece uma pessima ideia também ser vista com a cara toda amassada por alguém que se interessa sexualmente por mim, isso seria um dos motivos pro tesão diminuir.

Bom, até eu aparecer gostosa de novo.

Segurei a mão se Rafe enquanto saia da cama e a coloquei de volta sobre o colchão, observei os cabelos loiros do Cameron ainda mais caídos sobre o rosto e refleti por um segundo em como ele dorme bonitinho.

Quem dorme bonitinho? Eu costumo dormir me afogando nos meus próprios cabelos acordando agoniada sempre que babo um pouquinho sequer e abrindo os olhos para conferir o celular a cada duas horas como se alguém fosse se lembrar de mim.

Eu acordo mais cansada do que quando durmo.

Sai do quarto fechando a porta devagar e no mesmo ritmo andei até o quarto de Wheezie que não estava.

Aproveitei pra tomar um banho quente e eu vou parecer uma interesseira se deixar claro que usei as coisas caras da garota novamente? Pois que seja, eu usei.

— Eu fiz uma coisa, mas você não pode contar pra ninguém — Wheezie me assustou ao entrar no seu quarto.

— Matou alguém?

— Não?

— Então pode contar — Falei enquanto penteava meus cabelos.

— Se lembra do Brad?

— Quem é Brad?

— Aí, Alina, o garoto da minha escola.

— O bonitinho que você é super afim e me ameaçou para que eu não falasse com ele?

— Não foi uma ameaça.

— Foi sim, mas o que aconteceu?

— Ele me chamou pra sair.

— Isso é ótimo Wheezie, você precisa do que? Ajuda pra se arrumar? Quer que eu planeje algo?

— Eu não sei o que eu faço agora, a minha família não vai gostar disso.

— Você precisa crescer, sua família vai entender isso.

— Mas sair com um pogue vai fazer todo mundo me olhar estranho, a Sarah namora o Topper que é um kook de primeira classe.

— Olha, o Topper não presta então não baseie as suas metas de relacionamento de acordo com ele — Falei colocando a escova de lado — Se você não quer que as pessoas saibam tudo bem, mas você não precisa achar que a sua vida kook te impede de alguma coisa.

— Você diz isso porque é assim.

— Assim como?

— É decidida e não se importa com o que as pessoas vão falar ou pensar.

Me aproximei da garota e segurei suas mãos.

— Siga o meu exemplo e para de se preocupar com coisas superficiais, ninguém se importa com você ser rica ou não — Dei um sorriso animada — Agora vamos lá que eu vou deixar você ainda mais bonita se isso for possível.

Baby Sister - Rafe CameronOnde as histórias ganham vida. Descobre agora