Capítulo 42

6.1K 873 454
                                    

— Ele está ali — Wheezie disse enquanto de longe vimos o garoto descalço e sem camisa jogando um futebol bem ruim.

— Garotos suados e cheios de areia, uma perdição está com sorte — Tentei ser otimista.

Eu passei quase três horas passando o vestido dela pra no fim ela assistir esse muleque chutar uma bola? Qual é, ele nem chuta bem.

— Você acha mesmo?

— Claro que eu acho, JJ Maybank é a prova viva disso — Eu disse vendo que o loiro se encontrava da mesma forma.

Ele realmente é o conjunto de tudo de bom.

— Pensei que você só se interessasse pelo meu irmão — Me acusou.

O grupo de garotos se separou saindo cada um para um lado, acenei para JJ que retribuiu gentil enquanto corria para alcançar os amigos.

— Vai, antes que ele pense que levou um bolo — Eu disse praticamente empurrando a garota para longe.

É claro que eu não vou deixa-la sozinha com o garoto, mas também não vou ficar grudada neles de vela o tempo todo.

Eles sorriram quando se encontraram, eu dei um sorriso de longe.

Mas lamentei quando percebi que ele a convidou pra caminhar na areia, romântico, entretanto eu não sou uma boa pessoa pra caminhar.

— Perdida?— Péssimo momento, Rafe.

— Os kooks não tem tipo, o seu próprio lado na ilha?

Perguntei de bom humor.

— Topper me arrastou pra cá, ele acha que minha irmã tem se envolvido com algum pogue.

— Então você tem muito o que fazer.

— Na verdade, ele pode descobrir isso por si só — O garoto disse sem se importar — Não era pra você estar tomando conta de Wheezie?

— Quem disse que eu não estou?

Olhei para a garota que tinha sua atenção no garoto que parecia não parar de falar.

— Você ficou louca? — Ele disse dando um passo mais rápido — Eu vou levar a minha irmã pra casa agora, Alina.

Puxei o braço do Cameron voltando a andar ao seu lado e entrelacei nossas mãos, mantendo a outra ainda em seu braço com a intenção de mantê-lo ali.

— Eles não estão fazendo nada demais, dá um tempo pra ela ser adolescente.

— Adolescente? Minha irmã é uma criança.

— Então deixa ela crescer.

— Só pode ser brincadeira — Rafe disse como um irmão nervoso.

Bom, ele precisa querer proteger ao menos uma de suas irmãs.

Já notei que ele não se importa nem um pouco com Sarah.

A prova disso é aprovar o relacionamento da garota com alguém como Topper.

Se bem que ele não precisa aprovar.

Aí, espero que tenham entendido porque eu já me perdi no raciocínio.

— Então a gente vai ficar aqui, olhando esse muleque se exibir pra ela?

— Sabendo que eu iria fazer isso sozinha — Olhei nos seus olhos — Fico feliz em ter você como companhia.

Baby Sister - Rafe CameronOnde as histórias ganham vida. Descobre agora