Capítulo 40

5.3K 769 531
                                    

— Não acredito que ela morreu, isso tá errado, tá muito errado.

Wheezie disse indignada com os acontecimentos de A maldição da residência Hill.

Resolvemos inovar essa noite e assistir algo de "terror" aproveitando para ficar acordadas até tarde já que Ward iria passar a noite fora com a esposa e provavelmente os dois filhos mais velhos não iriam se incomodar.

No início eu achei uma péssima ideia com medo, eu não assisti aquela série e as possibilidades de Wheezie surtar de medo eram/são muito grandes.

Mas eu também fiz a garota passar o dia me fazendo perguntas sobre um assunto que não se interessa para me ajudar a ir bem no próximo trabalho que preciso enviar, então me dei por vencida e fiz pipoca.

— Espero que o Luke não morra — Falei puxando mais a coberta sentindo frio nos ombros, na minha cabeça outer banks era um lugar totalmente quente.

— Eu não duvido de mais nada —Wheezie disse de boca cheia — Essa menina tá morta.

— A Abigail? Também acho, como aquelas crianças de filme de terror — Comentei — De onde viria essa criança do nada?

— Alguém já teria visto ela — A garota disse e chamou minha atenção quando abaixou a tv — Ouviu isso?

— O que?— Perguntei a ela.

— Tá fazendo barulho lá embaixo.

— Enfia aumenta mais essa tv pra gente não ouvir nada enquanto tentamos dormir — Esse é o tipo de coisa que eu faço em situações de risco, fecho os olhos e fico torcendo pra dormir.

— Acha que deveríamos ir lá ver?

— Você tá vendo essas crianças curiosas de sono fraco vendo pessoas mortas e quer ir ver o que está acontecendo? Haja como alguém normal e finge que não ouviu.

Ouvi também barulho de porta batendo distante, provavelmente no andar debaixo.

— Não disse que não teria ninguém em casa?— Perguntei a ela, esse é o motivo de eu estar dormindo aqui.

— Será que são fantasmas?

— Ou ladrões o que é pior.

— Ladrões fantasmas? Como piratas?

Estava prestes a dizer que sim quando refleti sua pergunta.

— Não existem piratas fantasmas.

— E os dois separados existem?

Levantei os ombros em dúvida.

— Só vamos dormir.

— Eu não vou conseguir dormir de tanta curiosidade.

— A curiosidade mata, Whels, são as primeiras pessoas a morrerem nos filmes e eu não quero morrer primeiro.

— Por favor?

Provavelmente não tem nada.

— Nos vamos até a escada e se não tiver nada a gente volta pra cá, se tiver o plano continua o mesmo.

— Fechado — Ela concordou.

Descalças, descabeladas e sem nada para nós defendemos saímos do quarto.

Wheezie apertava minha mão um pouco mais a cada passo, parei de andar quando um som alto veio da escada.

Olhei para a garota que tinha os olhos arregalados.

O barulho ficou mais próximo como se estivessem subindo as escadas.

A gente vai morrer, Olivia clain veio atrás da gente — Olhei para ela como se implorasse por silêncio, mexi os lábios dizendo pra ela correr.

Mas ao invés dela correr para seu quarto a garota resolveu invadir o do irmão, fechei a porta assim que passei por ela.

Respirei aliviada quando vi Wheezie o acordando com dificuldade.

— Mas que porra, Wheezie — Ele disse irritado assim que abriu os olhos.

— Tem alguém em casa — Ela falou ao irmão.

— Alguém em casa?— O Cameron olhou para mim como se eu pudesse dar uma dica do que estamos fazendo.

— Sim, subindo as escadas, você precisa ir ver o que é — A mais nova insistiu com seu plano curioso.

Agora afim de mandar outra pessoa para se arriscar.

— Tá tarde, vai dormir — Ele disse voltando a se deitar — As duas.

Me afastei da porta quando ouvi um barulho mais alto e mais próximo.

— Não é nada — Dessa vez Rafe também ouviu, deve ser um esquilo ou um daqueles ratos idiotas.

Ratos? Tem ratos Aqui?

Me afastei da porta quando ele se aproximou, fiquei próxima o suficiente para ver o que é aquilo, mas também próxima o suficiente para correr caso seja um rato.

Apenas quando senti o perfume da pele de Rafe notei que ele não vestia nada mais que uma bermuda deixando o seu corpo bem, explícito.

Com tudo bem marcado se é que me entendem, mas não reparei por tempo o suficiente para detalhar.

Quando a porta foi aberta respirei aliviada.

Sarah Cameron parecia bêbada tentando destrancar a porta de seu quarto.

— Acordei vocês? — Ela deu risada com si mesma.

Encostei minha testa nas costas de Rafe sentindo meu coração voltar a bater.

Acho que nunca mais vou ver séries sobre mansões mal assombradas em um mansão que não sei se é ou não mal assombrada.

— Tá destrancada — Observei a mão de Wheezie tremer um pouco quando ela abriu o quarto da irmã — Vem, eu ajudo você a se deitar — Ela olhou na minha direção como se estivesse se desculpando pela situação, balancei a cabeça sorrindo como se estivesse dizendo que foi divertido.

Mas não foi.

Já que Wheezie fez sua escolha por Sarah também fiz a minha de ficar no quarto de Rafe por essa noite.

— Tá fazendo o que?— O garoto perguntou ainda da porta quando me viu caminhar até a sua cama.

— Você acha mesmo que eu vou dormir sozinha depois disso tudo? — Perguntei irônica — Qual seu lado na cama?

Rafe fechou a porta e coçou a cabeça aparentemente cansado.

— Tanto faz — Ele respondeu — Só não me acorda.

Baby Sister - Rafe CameronOnde as histórias ganham vida. Descobre agora