Capítulo XXVII

949 85 43
                                              

*Pergaminho on*

Gina: Então eles disseram "infernize ela por nós, pirraça." e foram embora.

Lizzie: Eu sempre vou amar essa história.

Gina: Nenhum dos gêmeos entrou em contato com você?

Lizzie: Nenhuma carta... Porém essa semana me mandaram um pacote de feijões de todos os sabores, mas preferi que não tivessem mandado nada.

Gina: Porque?

Lizzie: Assim que eu acabei de comer, vi no fundo da caixa escrito:
"gostei do seu cabelo ruivo ;)"
Com uma carinha feliz ainda!

Gina: Mentira. Eu não acredito.

Lizzie: Imagine eu, tendo que explicar meu cabelo cor de cenoura pro meu pai?

Gina: Hahaha, eu tô rindo, mas é com respeito.
Mas tarde a gente se fala, tenho que almoçar agora. Um beijo.

Lizzie: Um beijo. Manda um abraço pro outros.

Gina: Claro!

*Pergaminho off*

Lizzie estava sozinha no seu quarto, sentada na sua cama. Quando de repente uma sonolência se apossou dela, sua visão ficou turva...

Elizabeth se encontra em uma espécie de poço. A sua frente, tem um arco de pedra com um véu, que flutua e balança calmamente.

Ela está hipnotizada pelos movimentos do véu. É tão lindo... E delicado... Black estende a mão para tocá-lo.

_ AAAAAAHH!! _ O grito de uma voz familiar a tira do transe.

Seu pai estava ajoelhado no chão de pedra com alguém, que Lizzie supôs ser Lorde Voldemort, mesmo não vendo o seu rosto, por ele estar de costas pra ela.

_ Entregue-a pra mim! _ disse Voldemort com uma voz ríspida e fria.

_ NUNCA!

_ Crucio!

_ AAAAAAH!! _ seu grito se misturou com o de seu pai.

Elizabeth percebeu que estava suada e ofegante e ainda permanecia sentada. Aquilo foi tão real. Não sabia quanto tempo tinha passado, estava um tanto desnorteada.

Black abaixa os olhos para o pergaminho nas suas pernas e percebe a letra de Harry.

*Pergaminho on*

Harry: Lizzie?
Lizzie?
Por favor, dê um sinal.

Lizzie: Estou aqui, Harry.

Harry: Seu pai está em casa?

Lizzie: Oi Lizzie, como está? Eu vou bem, Harry. Obrigada por perguntar.

Harry: Por favor, Elizabeth, estou sem tempo para brincadeiras. Sirius está ou não?

Lizzie: Não. Ele saiu ontem pela manhã para resolver assuntos da Ordem. Por que quer saber?

Um certo silêncio se estendeu, fazendo com que Lizzie ficasse apreensiva. Então Hermione toma as rédeas da situação.

Hermione: Harry teve uma visão de que Sirius está sendo torturado por Você-sabe-quem.

_ Não é possível _ disse voz alta.

Hermione: Você sabe como são as visões do Harry.

Sim. Não eram simples visões. Eram lampejos do que se passava com Voldemort._ pensou.

Elizabeth Black - A herdeira BlackOnde as histórias ganham vida. Descobre agora