Capítulo III

2.4K 184 54
                                              

   Quando Lizzie acordou, deu uma olhada em volta do quarto, estava tudo exatamente como antes. Então ela levantou como um raio e desceu as escadas gritando por Sirius, não seria possível que a noite anterior tivesse sido um sonho, seria?

_ Sirius!... Pai? _ ela diz entrando na cozinha e vendo Sirius, agora com os cabelos e barba feitos, sentado na mesa com um jornal nas mãos.

_ Elizabeth, minha filha, dormiu bem ?_ ele diz se levantando e a abraçando. Ela estava em tamanha estase pela confirmação de que seu pai estava realmente ali que só conseguiu balançar a cabeça em um sinal positivo.

   Em meio a esse abraço um homem surge a porta e diz “ela se parece muito com você.”

_ Ah! Lizzie, quero te apresentar um amigo que creio que não tenha conhecido pessoalmente, Remo Lupin.

_ É um prazer conhecê-la, Elizabeth Black. _ Remo diz estendendo a mão para ela.

_ Eu que o diga, Aluado. _ Lizzie diz apertando a mão de Lupin.

_ Como ela sabe?_ Ele questiona confuso.

_ Os diários dos marotos ficaram aqui, ela leu todos. _ Sirius lança um olhar de orgulho para a filha.

   Monstro chega no cômodo com uma travessa de comida.

 _ Enfim, coma alguma coisa, querida. Tive uma breve conversa com Monstro, ele me disse que você não tem uma varinha e que também nunca frequentou uma escola de magia _ Sirius lança um olhar contido de fúria para Monstro _ então como ainda sou procurado pelo ministério, pedi a Remo que te levasse ao beco diagonal para comprar sua primeira varinha e alguns outros objetos que pedi.

_ Eu vou estudar em uma escola de magia? Eu li sobre Hogwarts, em Hogwarts: uma história  _ Pergunta Lizzie animada.

_ Uma coisa de cada vez. _ Ele diz bagunçando o cabelo de Lizzie carinhosamente. _ Tenho algumas pendências a resolver enquanto você estiver fora, aproveite bastante o beco diagonal.

***

   Lizzie já tinha passado pela floreiros e borrões e admirado diversas vitrines exóticas, estava com sacolas cheias de ingredientes de poções e livros atualizados de magia.

_ Aqui é o Olivaras, nós vamos comprar sua varinha aqui. _ Remo diz abrindo a porta para ela.

_ Boa tarde. _ Diz um homem velho de trás do balcão.

_Viemos comprar uma varinha para ela.

O homem examinou bem Lizzie e disse “Meio grandinha pra comprar sua primeira varinha, não?”

_ Como o senhor sabe que é minha primeira vez aqui?

_ Primeiramente, me lembro de todas as varinhas que já vendi_ ele diz indo pro fundo da loja _ e segundo você está olhando de forma curiosa de mais para tudo, como se nunca tivesse visto antes.

   Alguns minutos depois ele volta com 2 caixinhas na mão.

_ Vamos, experimente esta. _ Olivaras diz entregando uma varinha na mão de Lizzie. Ela faz um movimento com a varinha no formato de “U” e as folhas de papel da mesa voam para todos os lados de forma agressiva _ acho que não, que tal essa? _ Elizabeth pega a varinha e aponta para a caixa próxima ao pé dela, que explode de forma simultânea. _ Interessante... acho que já sei... _ ele entrou novamente nos fundos da loja.

   Olivaras voltou com apenas uma caixa e entregou a varinha que estava dentro dela para Lizzie. Ela a pegou e balançou no formato espiral, um vento entrou pela loja a cobriu, mas não era um vento frio, era morno e aconchegante.

_ Muito bem, como se chama jovenzinha ?

   Lizzie olhou apreensiva para Remo mas ele a incentivou a dizer seu nome colocando a mão em seu ombro.

_ Elizabeth Black. Filha de..._ Ela olha novamente para Lupin em busca de aprovação.

_ Pode dizer despreocupada, o senhor Olivaras não entra em questões políticas. _ E sorriu.

_ Sou filha de Sirius Black. _ Ela diz com orgulho, mas ao mesmo tempo apreensão.

_ Imaginei que fosse, seu pai foi um dos poucos dos quais eu vendi uma varinha de cipestre, ainda mais com um núcleo poderoso como o de dragão. As varinhas de cipestre encontram suas almas gêmeas na bravura, na coragem e no auto-sacrifício, naqueles que não tem medo de enfrentar as sombras na alma dos outros ou na sua própria. As únicas diferenças entre a varinha de seu pai  e a sua é que a sua é mais flexível, com 27 centímetros. _ Ele diz enquanto guarda a varinha na caixa e entrega em uma sacola para Elizabeth.

***

   Chegando em casa ela encontra Sirius com uma grande caixa cheia de fotos, cartas, vídeos cassete e discos. Ele faz sinal para ela se sentar ao seu lado, Remo entende que é um momento familiar e vai discretamente para cozinha.

 Ele faz sinal para ela se sentar ao seu lado, Remo entende que é um momento familiar e vai discretamente para cozinha

Ops! Esta imagem não segue as nossas directrizes de conteúdo. Para continuares a publicar, por favor, remova-a ou carrega uma imagem diferente.

𝑶𝒊𝒊, 𝒑𝒆𝒔𝒔𝒐𝒂𝒍. 𝑪𝒐𝒍𝒐𝒒𝒖𝒆𝒊 𝒖𝒎𝒂 𝒇𝒐𝒕𝒐 𝒅𝒆 𝒄𝒐𝒎𝒐 𝒔𝒆𝒓𝒊𝒂 𝒂 𝒂𝒑𝒂𝒓𝒆̂𝒏𝒄𝒊𝒂 𝒅𝒂 𝒗𝒂𝒓𝒊𝒏𝒉𝒂 𝒅𝒂 𝑳𝒊𝒛𝒛𝒊𝒆. 𝑬𝒔𝒑𝒆𝒓𝒐 𝒒𝒖𝒆 𝒆𝒔𝒕𝒆𝒋𝒂𝒎 𝒈𝒐𝒔𝒕𝒂𝒏𝒅𝒐. 𝑿𝑿 ❣︎

Elizabeth Black - A herdeira BlackOnde as histórias ganham vida. Descobre agora