Capítulo XXI

1.1K 104 62
                                              


*Pergaminho on*

Lizzie: Eu não acredito que ela fez isso!

Fred: Pode acreditar! E ainda por cima expulsou eu, George e Harry do time de quadribol.

Lizzie: Vadia megera! Já não bastava impedir a sua banda de se reunir pra tocar e ainda tenho que atrapalhar o time de quadribol, uma coisa que você gosta tanto...

Fred: Pois é, Honey.
Umbrige me obrigou a escrever hoje " não devo brincar durante as aulas".
Agora estou escrevendo com uma mão e a outra mergulhada em mortisco.

Lizzie: Eu sinto muito, pimentinha.

Fred: Não se preocupe. Quando a gente se ver você pode me dar uns beijinhos pra sarar...

Lizzie: Mas é um abusado mesmo! Hahaha

Fred: tenho que ir, Honey. Essa semana é a das garotas ficarem com pergaminho, até ♡︎

Lizzie: Até, Freddie ♥︎

*Pergaminho off*

   Elizabeth ia para a cozinha, pegar alguma coisa pra comer. Se aproximando de lá, ouviu seu pai e Remus conversando, ela não entrou e preferiu ouvir a conversa do corredor.

_ Vamos lá, Remus, tenho certeza que Lizzie não se importa.

_ Não precisa, Sirius.

_ Por favor, vai ser só nós dois, como nos velhos tempos! E...

_ Sirius_ ele o interrompe _ Eu já combinei de passar a lua cheia com a Tonks... _ Disse Lupin parecendo sem graça.

_ Ah _ falou Sirius que pareceu ter murchado como um balão.

   Lizzie ouviu passos se aproximando e se escondeu. Depois que não pareceu ter mais ninguém por perto, ela saiu do esconderijo, próximo ao porta guarda-chuva de perna de Trasgo e entrou na cozinha para ver uma cena um tanto deplorável: Sirius estava com uma cara amassada, olhando para um ponto fixo na mesa e na sua mão direita um copo quase vazio de vinho.

   Elizabeth se sentou ao lado de Sirius, deitou a cabeça sob a mesa e encarou seu pai, mas o mesmo não desviou o olhar para ela.

_ Já chega, papai! _ falou batendo a mão na mesa, tirando Black da sua ilha.

_ O que foi, estrelinha?

_ Vamos melhorar seu ânimo. _ falou pegando a garrafa de vinho da mesa e puxou seu pai pela braço.

_ A onde pensa que vai com isso, mocinha? _ apontou para a garrafa.

_ Qual é, pai! Não vem dar uma de responsável agora. Eu sei o que você e James fizeram na véspera de natal em 75'. _ Ela levou o dedo do meio e indicador para os olhos e depois direcionou para Sirius, que bufou e revirou os olhos ao mesmo tempo.

_ Tô começando a me arrepender de te deixar com aqueles diários. _falou em voz baixa _ Pega um copo.

***

_ Eu não acredito que você disse pra ele te chamar de “senhor”! _ exclamou Lizzie um pouco alterada pela bebia.

_ Eu disse e ele ficou branco que nem papel, achei que fosse desmaiar. _ disse Black, confirmando sua informação.

   Eles estavam de pijamas listrados combinando com máscaras faciais no rosto (tratamento de pele recomendado por Hermione e aprovado por Gina) enquanto pintavam as unhas, ambos escolheram a cor preta para suas mãos.

_ Vou desenhar uma estrela no dedo anelar. Quer que eu desenhe algo na suas?

_ Quero _ ele falou esticando as mãos _ quero que desenhe um coração partido no dedo do meio, pra eu mostrar pro Remus amanhã. _ um silêncio se fez até eles explodirem de rir.

   Lizzie colocou “jailhouse rock” de Elvis Presley, enquanto as unhas secavam. Eles levantaram e dançaram; girando, jogando os cabelos, suados e risonhos, esse era o estado dos Black daquela casa.

_ Number forty-seven said to number three
O número 47 disse para o 3

You're the cutest jailbird I ever did see
Você é o prisioneiro mais gracioso que já vi

I sure would be delighted with your company
Estou certo de que sua companhia será agradável

Come on and do the Jailhouse Rock with me.
Venha e dance o Rock do Presídio comigo.
_ Eles entoavam juntos.

   Lizzie já ia encher novamente seu copo, mas Sirius a impediu.

_ Já chega por hoje. Vamos tirar isso das nossas caras e dormir, já passa de meia-noite.

   E assim fizeram, limparam os rostos e se deitaram exaustos. Porém antes de dormirem prometeram um ao outro que fariam isso mais vezes.

***

   Mesmo Elizabeth acordando com uma ressaca terrível, não podia negar que foi uma das melhores noites da sua vida. Só ela e o pai: fofocando, pintando as unhas, bebendo e dançando. Foi incrível e muito divertido.

   Passando pela escrivaninha, viu a letra de Hermione no pergaminho.

*Pergaminho on*

Hermione: Lizzie?

Lizzie: Estou aqui, Mione.

Hermione: Preciso que me ajude... bem não eu mas... queria que desce uns conselhos sobre quadribol para o Ron.

Lizzie: Eu? Dicas de quadribol? Hermione eu nunca subi em uma vassoura.

Hermione: Eu sei, mas você é boa com essas questões de autoconfiança _ realmente ela era boa nisso _ e esse é exatamente o problema dele. Pode fazer isso por nós, grifinórios?

Lizzie: Tudo bem, Mione. Ele está perto?

Hermione: Sim. Gina disse que mais tarde quer trocar umas palavras com você. Ela está pensando em entrar no time, no lugar do Harry.

Lizzie: Isso é ótimo! Pra ela, no caso _ ela disse depois de perceber como a frase pareceu egoísta _ sabe vai ser bom, ter uma ideia de como funciona as coisas.

...

*Pergaminho off*

  Os dias no Largo Grimmauld eram resumidos a isso. Se divertir com seu pai, estudar com ele e Lupin, praticar suas artes e conversar com os amigos pelo pergaminho.

   Fora que o prof. Dumbledore vinha frequentemente conversar com Lizzie, estava sempre pedindo para ela demonstrar seus poderes a ele e dando dicas pra ela praticar coisas novas em casa.

   Porém Elizabeth não poderia negar que sentia falta de cada um deles. Dos comentários importunos de George; da insaciável fome de Ron; das imitações de Gina; de discutir teorias da conspiração baseadas em "Hogwarts: uma história" com Hermione e dos seus amassos com Fred...

☁︎☁︎☁︎

𝑶𝒊 𝒑𝒆𝒔𝒔𝒐𝒂𝒍!!

𝑶𝒏𝒅𝒆 𝒄𝒐𝒎𝒑𝒓𝒂 𝒖𝒎 𝒑𝒂𝒊 𝒒𝒖𝒆 𝒏𝒆𝒎 𝒐 𝑺𝒊𝒓𝒊𝒖𝒔? 🤔

(𝒕𝒊𝒓𝒆𝒊 𝒂𝒔 𝒍𝒆𝒕𝒓𝒂𝒔 𝒅𝒊𝒇𝒆𝒓𝒆𝒏𝒕𝒆𝒔 𝒈𝒆𝒍𝒆𝒓𝒂, 𝒕𝒊𝒏𝒉𝒂 𝒄𝒆𝒍 𝒒 𝒏𝒂̃𝒐 𝒄𝒐𝒏𝒔𝒆𝒈𝒖𝒊𝒂 𝒗𝒊𝒔𝒖𝒂𝒍𝒊𝒛𝒂𝒓 𝒆𝒍𝒂𝒔, 𝒅𝒆𝒔𝒄𝒖𝒍𝒑𝒂)

𝑫𝒆𝒊𝒙𝒆𝒎 ⭐ 𝒔𝒆 𝒕𝒊𝒗𝒆𝒓𝒆𝒎 𝒈𝒐𝒔𝒕𝒂𝒏𝒅𝒐 𝒅𝒐𝒔 𝒄𝒂𝒑𝒔.
𝑨𝒎𝒐 𝒗𝒄𝒔
𝑿𝑿💕

Elizabeth Black - A herdeira BlackOnde as histórias ganham vida. Descobre agora