Capítulo XXV

1K 103 34
                                              

   Depois que os convidados regressaram aos seus devidos lugares (os Weasley, Harry e Hermione para Hogwarts e o Sr. e a Sra. Weasley para Toca) Elizabeth estudou tanto que nem teve tempo de sentir saudades.

   Embora não tivesse prática em trato das criaturas mágicas, adivinhação e herbologia sabia a parte teórica com perfeição. Estava extremamente avançada em feitiços, transfiguração e defesa contra arte das Trevas (coisa que Sirius fazia questão que ela fosse a melhor). E era consideravelmente boa em poções e astronomia.

_ Elizabeth. _ chamou Remus chegando na sala a tirando da prática de Latim _ O que acha de tentarmos o feitiço do patrono na nossa prática de DCAT?

_ Jura? _ perguntou dando um salto do sofá deixando o livro de Latim de lado.

   Lupin acenou com a cabeça e foi para o jardim dos fundos. Lizzie o seguiu animada.

_ Você sabe qual o seu bicho papão? _ questionou Remus assim que Lizzie se acomodou no banco de mármore.

_ Não. _ respondeu apreensiva.

_ Antes de praticar o feitiço do patrono pode ser útil saber qual seu bicho papão, assim dependendo do que for podemos aproveita-lo. _ ele falou e logo em seguida arrastou um baú antigo até o meio do jardim. Lupin foi para atrás de Lizzie, que agora estava em pé em posição defensiva e continuou _ Está preparada? Se lembra do feitiço?

_ Sim _ Elizabeth disse decidida, mesmo se sentindo receosa por não fazer ideia do que irá encontrar.

   Então com um movimento da varinha de Lupin, o baú se abre.

   De dentro sai Sirius, o que fez com que Lizzie abaixasse a guarda.

Por que ela teria medo do próprio pai?

   Black caminha até ela com um semblante raivoso.

_ Você é minha maior decepção! Se eu soubesse que você seria uma garota ridiculamente estúpida não teria voltado _ Elizabeth sentiu os olhos arderem. Aquilo não era seu pai, mas se parecia tanto com ele... _ Você não é minha filha. _ Disse lhe lançando um olhar de nojo.

   A criatura se dobrou e desdobrou agora como seus amigos, e eles diziam sucessivamente:

_ Você é instável. _ falou Harry, depois mudou para a aparência de Gina.

_ Não podemos ser seus amigos. _ confessou Gina e em seguida se transformou em Ron.

_ E nem queremos ser. _ Completou Ron, novamente mudando de forma.

_ Você pode nos machucar a qualquer momento. _ Revelou Hermione em um tom de julgamento e se desdobrou em George.

_ Não é seguro estarmos ao seu lado. _ falou George.

    Elizabeth sentia lágrimas deslizarem pelo seu rosto.

_ Riddikulus! RIDDIKULUS! _ dizia desesperada por fazer aquilo parar.

   No momento que ela começou a reunir forças, o bicho papão se dobrou de novo e desdobrou como Fred.

_ Você é tão jovem e burra. Jamais poderia sentir algo por uma abominação como você _ cuspiu com um sorriso sádico. _ Nunca será boa o suficiente!

   Lizzie enfim reuniu a coragem necessária e se dispôs a lutar. Fred nunca diria isso, seus amigos sempre estiveram com ela e não iriam abandona-la, seu pai sempre deixou claro seu amor e orgulho por ela. Inibida nesses pensamentos Elizabeth revida.

_ Riddikulus! _ E os cabelos de Fred viram um montinho de várias pimentas vermelhas na cabeça.

   Lizzie não conteve a risada com a referência, até Lupin riu com a criatividade. E em segundos o bicho papão evaporou.

Elizabeth Black - A herdeira BlackOnde as histórias ganham vida. Descobre agora