Cap-2

5.3K 301 32


espero que gostem, boa leitura

xxxxxxxx

Capítulo 02

Gustavo Albuquerque

Acordo com uma enorme dor de cabeça, parece que abriram minha cabeça e colocaram um liquidificar dentro dela. Eu pego o celular e vejo que são 9h30mim, eu deveria está dormindo mais um pouco, mais eu infelizmente deixei as cortinas abertas e o sol entrou com tudo e isso fez meu humor e para o espaço, levanto e nossa, meus olhos ardem, fecho a janela e volto para a cama, hoje eu só quero dormir e nada mais.

Mais assim que eu fecho os olhos, vem em minha cabeça aquele babaca com as mãos em Lorena, e a expressão dela me fez ir até eles e falar que ela estava comigo. Eu posso ser o que for, mais jamais deixaria um homem usar a força para conseguir alguma coisa com uma mulher, mesmo ela sendo a irritante Lorena.

Após remexer na cama, eu finalmente consegui dormir e acordei assustado pensando que tinha perdido a hora para ir para o fórum, ai que merda. Eu quase cai da cama com isso, pego o celular e vejo que são 13h15min, a minha cabeça não esta mais pesada como antes, levanto e vou para o banheiro, depois de fazer a minha higiene matinal eu vou tomar um banho gelado para que eu acordar de vez.

Após isso, eu levanto e vou para a cozinha, minha empregada está de folga e eu não estou afim de comer nada congelado, então pego meu carro e vou procurar algum restaurante que esteja aberto a esta hora, Douglas meu segurança vai com seu carro me seguindo em seu carro, após rodar quinze minutos encontro um restaurante ainda aberto, entro e a recepcionista falta me comer com os olhos, e eu ainda lhe dou um dos meus sorrisos que deixa qualquer uma de pernas mole e disponível em minha cama.

- boa tarde, mesa pra um- eu digo.

- claro, só um instante- fala e chama um garçom que me leva até a mesa, eu faço meu pedido e pego meu celular e começo a vê algumas conversas, não tem muita coisa interessante, no grupo dos loucos apenas as meninas falando da noitada de ontem, e adicionaram a Lorena também, era só o que me faltava, mais não posso reclamar porque não estou afim de ouvir sermões.

Deixo o celular no silencioso quando vejo o garçom com meu almoço, enquanto Douglas fica do lado de fora do restaurante observando o movimento e pronto para agir, caso necessário.

Xxxxx

Após o almoço eu decido ir até a casa do meu irmão, assim que eu chego desço do carro e vou para a aera da piscina onde sei que todos estão, afinal um dia quente como esse, e uma piscina é uma combinação perfeita.

- boa tarde= digo enquanto me aproximo de todos eles.

- boa tarde, senta ai= valeria fala e eu sento e em seguida pego um copo com suco.

- tio, porque o senhor não veio almoçar aqui?= Victoria me pergunta enquanto sai da piscina e vem me abraçar.

- porra Victoria, está me deixando todo molhado.

- agora sei com quem a Victoria aprendeu a falar tantos palavrões= Valeria diz enquanto me olha com cara feia.

- não tenho culpa se ela é assim= resmungo enquanto Victoria ainda está atracada a mim.

- é claro que tem. O senhor não sabe que as crianças falam o que ouvem? E o senhor sempre falou palavrão perto de mim, então a culpa é sua sim tio.

Fala petulante, me dá um beijo no rosto e em seguida senta em uma cadeira próxima e começa a comer alguma coisa, meu olhar vai para Lorena e eu me lembro do que aconteceu na noite passada, daquele babaca forçando uma barra com ela.

Minha tentação, meu amor ConcluídaLeia esta história GRATUITAMENTE!