#Cap-01

7.8K 365 34

espero que vocês gostem, curtam, comentem e recomendem. amo vocês.

xxxxxxxx

Pov

Gustavo Albuquerque

Meu nome é Gustavo, sou um promotor da 2° Vara Criminal, tenho 40 anos e até o presente momento não consegui me apaixonar. Acredito que sou imune a tal sentimento, que sempre ouço as pessoas falarem maravilhas. Mas isso não significa que não tenho meus momentos de diversão, estou sempre em companhia de uma bela mulher. É algo mútuo, sexo e mais nada, jamais prometi mais que isso a nenhuma delas, a maioria das pessoas fala que sou um pervertido, um safado e que não valorizo nenhuma mulher, bando de hipócritas, eu faço e não escondo isso de ninguém, ao contrário de muitos, que vivem uma enorme mentira.

Agora eu estou saindo do fórum e indo para minha casa. Meu segurança está me esperando e assim que me vê abre a porta do carro para que eu entre.

—para casa senhor?

— sim, pra casa. Hoje o dia foi horrível e só quero descansar.

O motorista e segurança não fala nada, apenas fecha a porta e vai para o lado do motorista, normalmente eu gosto de dirigir, e da a sensação de ser uma pessoa comum, não um promotor que só pode sair de casa com verdadeiro exército de seguranças.

Depois que o carro está em movimento eu começo a mexer no meu celular, já que não tive tempo de fazer isso durante o dia, levando em conta que agora são 21h00. E só agora que eu consegui terminar todas as minhas audiências, então isso justificativa o meu cansaço.

Assim que eu entro no WhatsApp tem várias mensagens e a maioria são da minha família, ou seja, sobrinhos, irmão, cunhada.

Eduardo: Tio, acho melhor o senhor da sinal de vida.

Victoria: ele deve está perdido no meio das pernas de alguma mulher.

Porra, como a Victoria fala isso, ela ainda é uma criança.

Lucas: isso mesmo tio, meu exemplo.

Essa família é louca, só pode ser. Mais eu amo todos eles e seria capaz de matar por eles. Meu irmão já tem 45 anos, é um excelente juiz, assim como sua esposa Valéria que é uma ótima pediatra, sinto um carinho enorme por eles dois e devo confessar que às vezes senti um pouquinho de inveja deles dois juntos. Do amor que construíram, souberam educar muito bem os três filhos. Eduardo é o mais velho de todos, é procurador do município, ele é casado com a Laura há três anos, mais ainda não tem nenhum filho, Lucas é o do meio, posso defini-lo como impulsivo, assim como eu, ele fugia de relacionamentos, até que se apaixonou por Isabela, e a Victoria é a caçula, e não tem namorado, o que eu acho muito bom, porque se eu souber que ela tem um. O coitado será se dá mal, muito mal.

Voltando ao grupo da família.

Valéria: Lucas, Eduardo e Victoria parem com isso.

Gustavo: pestes eu adoraria está fazendo o que estavam dizendo, mas eu estava no fórum até agora.

Miguel: Gustavo, amanhã tem um almoço aqui em casa e você é Obrigado a está presente.

Gustavo: e porque isso?- eu perguntei a ele.

Laura: porque a minha irmã está vindo para o Brasil e vamos fazer um almoço pra ela.

Que ótimo, era só o que faltava, eu conheci a irmã da Laura em seu casamento e já adianto que foi raiva a primeira vista, pela, parte de ambos, e agora ela está vindo pra cá... Eu mereço isso.

Minha tentação, meu amor ConcluídaLeia esta história GRATUITAMENTE!