Cap-22

2.5K 217 8

me desculpem por não ter postado ontem.

boa leitura, e espero que gostem.

xxxxxx

Cap- 22

Pov Gustavo

Um mês depois do acidente da Lorena, estamos aqui em meu apartamento, depois de semanas, ela volta aqui, já que seus pais voltaram para os EUA, então eu a trouxe pra cá, agora estou vendo ela fazendo nossa jantar, e usando somente uma camisa minha, tem coisa mais sexy do que isso? Se tiver, eu não conheço.

- o que tanto pensa?- ela se vira e me pergunta.

- em nada demais- falo, e sei que ela não acredita muito em mim, pega uma colher e continua me olhando.

- eu te conheço, e sei quando mente, ou omito- fala, se aproximando de mim, enlacando seus braços em meu pescoço.

- pelo jeito, você realmente me conhece bem. Eu estava pensando que não há nada mais sexy do que você usando uma camisa minha- falo e a beijo.

- bom saber disso – fala sorrindo- agora me deia terminar nosso jantar, ou iremos comer comida queimada- fala fazendo careta, e é impossível não sorrir disso. E amanhã será um grande dia, o dia em que irei levar a Lorena para conhecer meus pais, na verdade, eu queria que fosse algo só pra nós dois e meus pais, mas quando se tem sobrinhos como o Lucas e o Eduardo, segredos em família na existem.

Então ele abriu a boca para todo mundo, e advinha só, todo mundo resolveu visitar meus pais amanhã, já que é sábado e só iremos voltar no domingo a noite, Lorena está nervosa por conhecer meus pais, mas eu sei que eles irão gostar dela, é impossível alguém não gostar. Ela é perfeita.

Depois de alguns minutos estamos jantando, e devo dizer que a comida está maravilhosa como sempre, Lorena está calada, o que é uma grande novidade, e sei que está preocupada com o dia d amanhã;

- vai ficar tudo bem- digo pegando na mão dela e a beijando, e ela me olha surpresa.

- como você sabe?- pergunta deixando o garfo ao lado do prato.

- você me conhece e eu também te conheço, e sei que está preocupada com esse encontro de amanhã, mais eu te garanto que meus pais são pessoas maravilhosas, e vão gostar de você, confie em mim- falo.

- tudo bem, irei confiar em você, é ridículo isso. Eu sei, só que eu quero que eles gostem de mim.

- e vão gostar meu bem, não tem com o que se preocupar- falo a acalmando e depois de minutos ela vai se acalmando, e terminamos o jantar, depois disso, ela pega o bolo de chocolate que tinha feito, e nos serve.

E como a janta, esse bolo está maravilhoso.

Xxxxxxxx

E agora estamos deitados na minha cama, minhas mãos vão passando em seu corpo, e ela vai ficando arrepiada, sorrio com isso, pois é um sinal, um bom sinal, assim como meu corpo que reconhece seu toque, o seu também reconhece meu toque, e amo essa nossa conexão.

Não demora e logo estamos nos amando, e eu amo está asism com ela, essa intimidade que temos, que não é somente sexo, é mais que isso, eu sei e ela tamém sabe, e isso me enche de alegria. Depois de um tempo, caímos exaustos no colchão, ambos suados, mas felizes.

- cada vez que fazemos isso fica cada vez melhor- eu falo dando um beijo em seu ombro, e sinto ela sorrindo.

- concordo com você, isso cada vez fica melhor- fala, e lentamente se vira pra mim, e eu amo vê-la desse jeito, ela alisa meu rosto, e eu curto seu toque delicado, amo a atenção que ela tem comigo, sua pacuenccia e seu amor.

Minha tentação, meu amor ConcluídaLeia esta história GRATUITAMENTE!