Penúltimo Capítulo

2.4K 195 20


boa leitura

e espero que gostem.

xxxxxxx

Pov Lorena

Eu ainda não estou acreditando que vou me casar, eu nunca vou esquecer as palavras do Gustavo, ele a cada dia me surpreende mais e eu o amo cada vez mais por isso. E no dia seguinte ao pedido, fomos ao aeroporto nos despedir da Júlia, e o Ricardo também foi, assim como a Laura e o edu. E claro que a Laura fez suas piadas, ao falar pra ela tomar cuidado para não se apaixonar por um índio, e mesmo sem querer, eu tive que sorrir.

E os dias foram passando e como era de imaginar, a Júlia não deu sinal de vida, eu que mando algumas mensagens pra ela, e quando ela tiver em um local com internet irá ver, meus dias estão sendo todos dedicados aos meus bebês, estou organizando tudo, suas roupinhas, brinquedos, sim, eles já tem brinquedos Gustavo não pode ver nada de bebês que já está comprando, e eu duvido que eles irão usar pelo menos metade das roupinhas e sapatos que tem.

Manuela e o Rafael são bebês agitados, adoraram fazer minhas costelas de saco de luta, mais eu não me importo com isso, pois eu sei que eles estão muito bem, que são saudáveis, e que em poucas semanas estarão em meus braços, e eu adoro conversar com eles, e eu tenho a sensação que eles me entendem, pode parecer loucura, mais tenho essa sensação.

E graças ao Gustavo, eu já estou de licença maternidade, pois como Viviane já havia mencionado, eu não conseguirei levar a gravidez até os nove meses, e também porque já estava ficando cansativo pra mim, ficar sentada por muito tempo me deixa com dor nas costas, e também estou tendo falta de ar, então só por isso não impliquei tanto com o Gustavo quando ele veio me falar da licença maternidade, só que é entediante ficar aqui o dia todo sozinha, sem nada pra fazer.

Meu passatempo preferido agora, é ficar horas e horas conversando com meus bebês.

- então meus amores, como estão ai dentro? Deve está apertado não é? Um lugar pequeno como esse, mais não se preocupem pois logo voces estarão aqui com a mamãe e o papai, os quartinhos de voces ficou lindo, e eu espero que gostem, pois, a mamãe e o papai fizeram tudo com muito carinho e amor- falo alisando meu enorme barrigão, e sinto um leve chute, sorrio com isso.

- isso foi um sim não é?- pergunto sorrindo.

Mais eu espero que voces sejam bonzinhos com a mamãe e a deixem dormir um pouco, se voces fizerem isso, prometo dá voces chocolate, pois eu sei que voces adoram chocolate. Então, temos um trato?- fico conversando com eles mais um pouco, e depois vou me arrumar, para tentar dormir mais um pouco, pois a dor nas costas está me matando, depois de alguns minutos eu consigo encontrar uma posição que dá pra dormir.

Acordo horas depois sentindo um beijo em meu rosto, vou abrindo os olhos e vejo que é Gustavo, e ele está sorrindo.

- como você está?- pergunta ao sentar ao meu lado, e alisa meu rosto, depois se abaixa e dá um beijo em meu ventre, e os bebês fazem a festa, acho que eles serão apegados ao pai e olha que eu que estou sofrendo para que eles nasçam fortes, saudáveis e lindos, pra eles preferirem o pai? Isso não é justo.

- a dor nas costas está me matando- falo choramingando, e ele faz uma cara que não consigo decifrar.

- o que você acha de um banho relaxante de banheira?- pergunta.

- uma boa ideia, qualquer coisa pra passar essa dor, eu estou um caco Gustavo- reclamo.

- oh meu amor, não fique assim, lembre que em poucas semanas eles estarão com a gente, e tudo isso irá valer a pena- fala e só posso concordar com ele, e ele se levanta e vai para o banheiro, provavelmente encher a banheira, e depois volta para o quarto e se deita ao meu lado, tira suas roupas, ficando somente de boxer, e nossa, esse homem é um espetáculo, e todo meu, só meu, sorrio com isso.

Minha tentação, meu amor ConcluídaLeia esta história GRATUITAMENTE!