Eu vou Ser Pai

3K 215 16

boa leitura e espero que gostem.

xxxxx

Eu vou ser pai

Pov Gustavo

Eu ainda não estou acreditando nisso, porra eu vou ser pai.

- porra, porra_ falo olhando o exame na minha mão, enquanto Lorena está quieta me olhando

- Gustavo, olha o palavrão _ ela reclama.

- mulher, me deixa – falo, é vejo o médico sorrir_ Dr. Isso é realmente verdade?

- sim! Com toda certeza o senhor será pai, e eu sugiro que você vá procurar seu médico, para começar a fazer o pré Natal _ fala olhando Lorena.

- pode deixar Dr. Que ela vai sim, e obrigado _ falo, me levantando, assim como Lorena.

- de nada, e mais uma vez, felicidades aos dois – fala enquanto aperto sua mão, Lorena faz o mesmo em seguida, e saímos da sala do médico, e caramba, eu vou ser pai, a minha vontade é a de sair gritando aos quatro cantos, que serei pai.

- você está bem? – pergunto a Lorena, assim que chegamos ao meu carro.

- estou sim, só estou.... Ainda não acredito que estou grávida, como isso foi acontecer? – me pergunta, e eu começo a sorrir.

- você quer mesmo saber como foi que você engravidou? – pergunto e em seguida abro a porta do carro para que ela entre e em seguida a fecho, e dou a volta, e entro no lado do motorista.

- é claro que eu sei como uma mulher fica grávida, o que eu estou falando é que, eu tomava o anticoncepcional corretamente, desde a nossa primeira vez que eu não esqueci de tomar, e agora eu estou.... Grávida.

- meu amor, do jeito que somos, talvez nem o anticoncepcional fez efeito, mas você não está feliz? – pergunto e um medo começa a tomar conta de mim.

- não é isso Gustavo. Eu só estou um pouco assustada, não estava esperando por isso, não agora_ ela fala e imediatamente as palavras da minha mãe vem a minha cabeça.

- você se lembra do que minha mãe falou na fazenda?

-é claro que sim, ela disse que a família iria aumentar.

- é, acho que ela tinha razão _ falo, e lhe dou um beijo, e em seguida, minha mão vai até seu ventre, onde agora meu filho está, e vai crescer até ficar forte.

Depois disso, saíamos do estacionamento do hospital, devido ao horário, o trânsito a essa hora está um pouco parado, mais hoje nada vai tirar minha alegria.

- é ao que parece, a minha pequena mentira virou verdade – falo assim que paro o carro em um sinal, e ela me olha.

- você está feliz com isso não é?

- porra Lorena, é um filho, - falo sem esconder minha emoção, e logo o sinal abre e eu começo a movimentar o carro.

- você quer ir pra casa agora?

- primeiro quero ir ver como a Julia está. Ela não quis ir pra casa dos pais.

- a maluca preferiu se virar sozinha.

- pois é, então eu vou até lá ver como ela está, depois podemos ir para seu apartamento.

Ela fala, e agora que iremos ter um filho, não podemos ficar assim um dia no meu apartamento, outro dia no apartamento dela precisamos de uma casa, quero que meu filho tenha uma infância como eu tive, de poder correr descalço, brincar com terra, ter contato com a natureza, é Gustavo, sua vida deu uma volta enorme, antes você não pensava em ter um relacionamento, agora tem uma mulher e em poucos meses terá um filho. Mais não estou reclamando, pelo contrário, estou feliz com a virada que minha vida deu.

Minha tentação, meu amor ConcluídaLeia esta história GRATUITAMENTE!