9° capítulo

305 56 5
                                    

Interrogatório

- Levanta – Harry acorda meio sonolento ao sentir mãos pequenininhas contra as suas costas. – Levanta porra – Mas no instante em que ele decide ignorar aquela voz e as mãozinhas, ele sente seu corpo se chocar com algo duro e frio.

- Mas que merd- Louis por que caralhos você me jogou no chão? – Harry pergunta passando a mão em seu rosto que tinha ido direto contra o piso gelado.

O cacheado se levanta dolorido e mira os seus olhos raivosos para Louis que estava em sua frente com os braços cruzados e sorrindo.

- Me desculpa, docinho – Louis se virou de costas dando a Harry a bela visão de suas costas coberta apenas pela metade, visto que seu cropped ficava um pouco a cima da barriga, e a visão de sua bunda coberta pelo delicado tecido de seu shorts rosa. – Eu só te acordei porque a polícia está nesse extado momento no andar debaixo conversando com Gigi e Liam, Zayn acabou de passar aqui e disse que é pra descermos.

Por alguns segundos, Harry sentiu que seu estomago iria revirar.

Ele não estava preparado para esse momento.

Viu Louis andar calmamente até a porta e abrir a mesma.

- Você hm... vai... assim? – Ele perguntou meio sem jeito olhando para as roupas do menor.

Ele não queria proibir Louis de usar suas roupas, de forma alguma, só achava que os policiais não precisavam de boas-vindas tão... tentadoras.

Louis que já estava com metade do corpo para fora do quarto voltou. Ele encostou os seus ombros na porta, cruzou as pernas e os braços e sorriu cínico para Harry.

- Algum problema com as minhas roupas, Babycakes? – Ele perguntou ainda com o sorriso ladino.

- N-não – Harry tossiu. – Problema nenhum – Disse se virando para ir em direção ao banheiro.

- Que bom – Louis desencostou da porta e se virou de costas. – É só que eu senti uma ponta de ciúmes.

Harry parou de andar no mesmo instante.

- Quê? Só pode estar me zoando, por que eu sentiria ciúmes Louis? Ainda mais de você!? – Perguntou incrédulo.

- Calma docinho, não precisa se entregar tanto assim, eu só tive um pressentimento – Ele sorriu saindo do quarto, deixando Harry sozinho.

O mais novo bufou irritado e foi para dentro do banheiro escovar os dentes e trocar de roupa.

****

- Oh! Aí está ele – Liam falou assim que Harry apareceu na porta da sala.

O lugar que antes costumava ter só ele, os meninos, Niall e Gigi, agora estava tomado por cinco policiais e uma agente do FBI. Ele tentou manter a indiferença ao ver Niall no meio dos mesmos.

O loiro o olhava em um tom de rigor. Sua pose transmitia seriedade, as pernas separadas e as mãos dentro dos bolsos do uniforme que ele usava, e o distintivo pendurado em seu peito era a cereja do bolo.

Após fitar Niall, seus olhos percorreram a sala a procura do pequeno ser irritante que dividia o quarto com ele, e quando finalmente achou sentiu uma leve vontade de sair correndo daquele lugar no mesmo instante.

Louis estava sentado no braço do sofá, com um pirulito na boca para variar. A cena seria de pura doçura e inocência se ele não estivesse com aquele sorriso idiota encarando o policial que estava ao lado de Niall e o olhava com uma cara de babão.

"Mal sabe ele que depois disso Louis vai estar rindo da cara dele" – Pensou enquanto andava para o lado do menor e parando em sua frente, impedindo que o policial e Louis trocassem olhares.

Now You See MeOnde histórias criam vida. Descubra agora