*Psst* Notice anything different? 👀 Find out more about Wattpad's new look!

Learn More

⚠ Sixty-Five ⚠

15.7K 1.5K 680

Boa Leitura!

"Ele é diferente de todos que conheci... Ele é do tipo de pessoa que a gente acha que não existe mais. Ele tem um jeito todo carinhoso, romântico, atencioso, coisa que no mundo de hoje não é fácil de achar, mas eu sou um garoto de sorte, eu o achei. Ou será que foi ele que me achou? Não sei, só sei que hoje eu sou feliz ao lado dele."

Jungkook P.O.V's

     Acordar e ter aquela visão perfeita, mesmo estando exausto deveríamos seguir viagem até Busan, precisava entrar em contato com a família de meu pai, e isso implica ter respeito e cuidado, já que se trata de uma família tradicional e estritamente respeitada na cidade. Desde que meu pai morreu no acidente, dificilmente mantemos contato com eles, já que culpam minha mãe pela morte do homem, jamais acreditaram que ele a traia, e que em momento algum, desonrou o próprio matrimônio. Apesar de muito novo eu via, ela sofrendo com as dores em sua marca, mas não sabia o que tal sofrimento significava. Para os Jeon, meu pai era um santo.

     Jimin estava deitado, o edredom cobria suas pernas desnudas, já que a parte superior de seu corpo foi coberta por uma de minhas camisas, amava ver meu pequeno com algo meu sobre sua pele. O pequeno parecia cansado, e já me preparava para acordá-lo, sabendo que possivelmente seu estômago ainda estaria ruim, sem mencionar a dor de cabeça, a tonteira leve e a sensibilidade a luz. Fechei as cortinas, deixando apenas o abajur ligado sobre o criado mudo. O sol já havia aparecido, mas como qualquer dia de temperatura fria, servia apenas para iluminar.

     Fui até o banheiro, escovei meus dentes e coloquei a banheira para encher á uma temperatura morna. Voltei para o quarto, apenas com uma toalha envolta de meus quadris, e caminhei até a cama, retirando o edredom de seu corpo. Puxei o pé do mais novo lentamente, o que fez seu corpo sofrer um pequeno solavanco pelo susto. Esfregando os olhos como uma criança, ele me encarou confuso, então o peguei em meu colo, e segui em direção ao banheiro novamente. Deixei seu corpo sobre o balcão de mármore, e coloquei a escova de dente em suas mãos, apenas observando ele fazer o serviço preguiçosamente.

     Quando finalmente terminou, ainda em silêncio retirei as roupas de seu corpo, e fiz o mesmo com minha toalha. Estávamos mais que íntimos, a ponto de nem mesmo nos envergonhar de ficarmos nus um na frente do outro, até porque fazemos coisas bem piores que desfilar pelado dentro do quarto. Me sentei dentro da água, trazendo seu corpo para meu colo. Jimin suspirou de forma manhosa, enquanto esfregava sua pele na minha, seu corpo estava um pouco frio devido à temperatura ambiente.

     -Se sente bem? –Sussurrei próximo ao seu ouvido, enquanto passava o sabonete por seu corpo.

     -Sim. Só um pouco de dor de cabeça e sono. –Jimin suspirou. –Eu tenho mesmo que ir junto?

     -Não necessariamente, mas não queria pegar estrada, sozinho. –O virei de frente para mim. –Mas se quiser, pode ficar aqui. Está ruim por conta do porre de ontem.

     -Não me diga que eu fiz cena no meio da festa. –Sua expressão de desespero foi hilária.

     -Tirando o fato de chamar Sehun para dançar com você... Não, você estava apenas se divertindo. Mas estava bem alterado, te trouxe para casa antes de tudo piorar. –O abracei juntando nossos lábios. –Você me deu muito trabalho, bebê. E advinha, teremos de viajar em meu carro antigo.

     -O que houve com o nosso? –Jimin se separou para me encarar novamente.

     -Vou ter de lavar ele depois. Você, meio que... Despejou o jantar no tapete. –Vi suas bochechas ficarem vermelhas, mas naquele momento não consegui rir. –Foi bem nojento, mas está tudo bem.

Sweet Poison ⚠ Jikook ABO ⚠Leia esta história GRATUITAMENTE!