0.7

11.2K 1K 427
                                    

P.o.v Narrador

O Segundo filme devia estar perto do fim quando o som da porta fez todos na sala sacarem suas armas a direcionando para a entrada ,quase que no mesmo segundo

Por reflexo ou talvez por estarem muito entretidos no Filme de Terror que passava, a ponto de um som os fazerem segurar firmemente o coldre de suas armas de tamanho mediano.

Nenhum estranho se suicidaria entrando sem permissão na casa do Styles.

= Eita Caralho.- Josh havia entrado preso em seus planos, olhando para a pasta que trouxera a pedido de Styles, enquanto andava e se assustou ao Levar seus olhos para frente, deixou tudo cair levantando em sobressalto a mãos com tantas armas miradas em si.

= Porra, Não sabe bater? .- Liam foi o primeiro a se pronunciar, guardando sua arma, assim como Zayn que tinha seus olhos vermelhos, e pela primeira vez poderia ser sono ao invés de seus cigarros, mas não poria sua mão no fogo afirmando isso.

= Guarda a arma, Gazela. - Zayn estava um tanto rouco, ordenando Niall que demorou a baixar a guarda, sendo o único a mirar ainda em Josh.

= Mas e se ele não For Josh e for um Espírito? .- Horan sussurrou, ainda desconfiado ,para Liam, que estava ao seu lado e levou um tapa na cabeleira loira.

= Se quiser te provo que estou bem vivo. - Josh piscou maliciosamente para Niall que lhe mandou um dedo em forma ofensiva e esse sorriu.

Mas logo voltou a postura ao que Harry se levantou indo ao seu encontro, com uma carranca em seu rosto, o que já era normal quando se tratava de Styles.

Os que trabalham para Harry Styles podiam jurar que seu humor só era bom quando manda almas de presente para a morte mas este ano era diferente.

= Espero que tenha trago tudo. - Sua voz rude fez todo o alto astral de Josh sumir, então apenas assentiu o vendo ir para o escritório onde provavelmente teriam a discussão sobre os andamentos do recurso para a retirada de drogas ilícitas que iriam fazer.

Josh demorou um pouco desviando o olhar para o sofá onde todos haviam levantado,Agora percebendo que Louis se encontrava dormindo no sofá, mal percebendo quando o sono havia o levado,

Ambos acharam gracioso a forma que ele dormia no meio do sofá, tranquilamente, a ponto de Niall pedir para deixa - lo ali quieto, ao invés de Payne o levar para o quarto já que Zayn estava dormindo em pé e não o tinha condições confiáveis de subir o Lou para o segundo andar e acabar o acordando.

Os garotos estava desacostumados com alguém que não fosse agressivo,problematico,mal caráter ou prostituta(o), não tinham preconceitos em questão a sexualidade mas estavam temerosos pela situação ainda mais depois de tantos anos terem alguém tão frágil por perto.. Dentro da casa.

Isso era diferente de ter um animal de estimação apesar de quase o tratarem igual.

Todos esperavam não esta cometendo um erro ao serem gentis apesar da circunstâncias a qual Louis estava ali, mas isso não significava que a História de Sofie não se repetiria.

Por mais que não se passasse de oito da noite todos estavam um tanto cansados pois tiveram de varrer a cidade conferindo as centenas de bordéis, traficantes e hotéis de luxo, onde fluia o andamento do dinheiro.
Sempre se distraiam a mente antes de um dia de "ação", como seria a manhã seguinte.Os filmes foram uma boa saída já que teria de voltar sóbrios para suas respectivas casas e foram isso que fizeram.

Após irem até o escritório participando da reprogramação do que fariam, eles pegaram seus pertences e saírem, tentando não se questionarem entre si quando passaram pela sala e Horan deixou um afago singelo na testa de Louis ao que o viu abraçando seu próprio corpo ainda tomado pelo sono,

Um pequeno "Woooont" saiu da boca dele ao ver que um Zayn sonolento também se aproximar e beijar os cabelos do pequeno, como uma mãe faz para seu filho em ato de Boa noite, assim como Payne que refez o mesmo gesto um pouco mais rápido que Zayn e saíram Quietos, provavelmente colocando a desculpa em seus atos estranhamente carinhos no sono, para não ferir a masculinidade.

(Que quase não tinham)

Harry não o quis acordar, apreciava o quão calmo e sereno o pequeno parecia, enrolado em suas próprias pernas, que estavam contra o peito onde também descansava suas mãos, a posição fetal quase demostrava que ele sentia frio.

Harry aumentou o aquecedor um pouco depois que Josh dissera que talvez o menor estivesse dormindo assim pelo clima, pouco antes de sair dizendo que a repassaria os papéis para todos, já que estariam reunidos para verem o jogo no Casarão, pois se tratava do final das temporadas e isso era um costume.

Styles Mal percebeu quanto tempo demorou vendo os lábios rosados e finos de boca semi -aberta do pequeno tomar lufadas leves de ar, quando voltou a sala se sentando na poltrona.

Não se lembrava da ultima vez que dormirá assim, ele parecia tão confortável e tranqüilo e chegava a causar uma inveja no maior.

O gosto amentolado da nicotina que tragava em um vício antigo não foi o suficiente para relaxar seus nervos, sua mente pendia entre as tarefas de amanhã mas ao mesmo tempo começava a gravar cada jeito simples dele, até a forma que seu rosto formava as expressões ao que entre variáveis minutos falava, ainda sem consciência, frases desconexas.

Se absteve de continuar seu ritual com o cigarro enquanto trocava o canal da tv, por ver que a fumaça que foi de encontro ao Ser escolhido em seu sofá, o fizera tossir um pouco, quase o despertando.

E seus atos impulsivamente inusitados para com o garoto, estavam começando a o preocupar.

Louis tinha sua consciência longe mesmo no sono leve.

As imagens produzidas por seu subconsciente da língua dele passando entre seus próprios avermelhados lábios, os umedecendo, antes de terem sido repuxados em um sorriso majestoso em sua direção. Lou podia sentir as mais firmes em sua cintura, enquanto seu olhar se perdia no desejável verde escurecido de desejo , ao que foi pressionado contra a árvore.

= D..addy..- sua voz se arrastou em um gemido, com um pedido extenso a ser tomado por ele.

Sua mente traiçoeira, já muito magoada ,Trouxe a sensação de ser puxado pelo cabelo enquanto a silhueta de Styles se transformava em S.Lucas que o olhava com raiva negando com a cabeça enquanto com a mão livre levava a garrafa de cerveja até os lábios, se embebedando, antes de o socar.

Sua consciência voltou com tudo ao que escutou o som de rudes palavras sendo pronunciadas, mal abriu seus olhos vendo o Senhor Styles concentrado, seu olhar preso na Grande Tv de plasma presa na parede central, seu corpo tremeu ao lembrar que era dia de jogo, seus corpo se moveu sem permissão apenas programado sabendo o que teria de fazer, Já que o dono da casa estava visivelmente irritadiço, assim como Stanley sempre ficava nas finais .

Seu estômago apertou ao lembrar de como S. Lucas o tratava o obrigando, em dias de jogos como um ritual seguido a cada partida.

O Sinal da pausa do jogo entre os tempos era estampada na tela, Harry havia se concentrado no Jogo para tentar não pensa um pouco, Não evitou as reações ao que os lances da partida eram feitos e errados o irritando ainda mais,

Foi trazido de volta a realidade crua ao que mãos pequenas trêmulas levemente empurrou seu tronco para trás, Sendo surpreendido quando Tomlinson corado pós uma perna a cada lado de sua cintura encaixando seus joelhos no vão da poltrona enquanto se acomodava em seu colo e sem aviso começou a rebolar sua farta bunda certamente direcionada em cima de seu membro agora completamente ereto e rígido.

X

Vote

Comente

Pois Larry is real.

(mas Haylor não. )

The never again l.sOnde histórias criam vida. Descubra agora