0.0

24K 1.8K 1.2K
                                    


P.o.v Narrador

Tomlinson havia acabado de passar anestésico nos hematomas da fivela do cinto de Stanley,

Seu pai estava na casa do casal e pouco se importou quando Stan puxou Louis pelo cabelo levando pelas escadas a cima, após o pequeno ter acidentalmente derramado vinho na sua blusa, quando estava a tirar a rolha da garrafa para servir seu Marido ou como Stanley preferia dizer Dono.

E seu progenitor,

Que ligou e aumentou o volume do som para abafar o som dos Berros de Stan, e sons da cinta se fundindo contra a pele de Louis causando hematomas e arrancando gemidos dolorosos além de lágrimas já que tinha consciência de que gritar só seria pior.

Uma vez um vizinho ligou para a polícia, após escutar as suplicas de Louis para que Ele parace, e quando a polícia chegou, conversaram com Stanley que desmentiu dizendo ser algum filme, e eles foram embora da resistência. O som foi ligado o mais alto aquela noite e Louis levado a Emergência após ficar desmaiando por horas a fio no chão do sótão.

Sua resistência as agressões não eram nem mais necessárias já que não conseguia se defender, estava magro, abaixo de seu peso pois era proibido de comer, Stanley dizia que não queria alguém gordo para viver com ele

Ja tinha três dias que apenas bebia agua com açúca, já que a comida farta era contada a dedo pelo dono da casa, ainda mais quando ele anúncio que se mudariam em breve, ouviu ele dizer que os "negócios" não iam bem.

E para o azar de Louis, Mark anúnciou que iria morar com eles fora da cidade, também tinha negócios a tratar, essa foi sua desculpa.

Tomlinson não sabia o que ambos trabalhavam, mas não ousaria perguntar, nem nos dias de bom Humor de Lucas, o que não era frequente.

Depois de alguns minutos no canto do quarto, Louis andou sentindo todo o seu corpo arder a acada passo doloroso indo para o banheiro, era domingo a noite dia de jogo então provavelmente teria que satisfazer a tensão pós final campeonato, era assim a cada partida, e se ele voltasse ao quarto e encontrasse Louis daquele jeito iria ser novos hematomas por cimas desse que acabara de ganhar. Louis não ficou nem uma semana sem apanhar desde que foi morar com Stanley Lucas, bem os quatro primeiros dias de casado foi bom,

Ele realmente pensou que ele seria melhor que seu pai, que sua vida poderia mudar, mas não foi bem assim quando levou o primeiro tapa de Stan por fazer bolo de chocolate para a sobremesa, era um otimo bolo mas Lucas era alergico.

Não que Louis soubesse, mas não foi motivo evitar apanhar de Stan.

Os vizinhos estavam do lado de dentro e os que estavam fora entraram ao ver a movimentação dos homens em volta da casa violeta com um pequeno jardim a frente, dando um ar aconchegante ao local com uma pequena cerca ao redor, as casas eram proximas mas não coladas ao ponto de colocar um carro e quem sabe uma moto ao lado na divisória.

Harry estava sempre a frente das invasões por posse, sua satisfação era cumprir o que todos nem esperam dele, o terror em suas faces quando seus olhares se encontravam com a promessa de morte por onde quer que ele passasse, fazia unicamente a morte sorrir.

Ao longe Payne observava mandando as posições onde todos deveriam ficar, Harry havia escolhido a dedo quem estaria, uma divida milionária dessas não passaria impune assim.

Aos passos de Styles com Zayn na reta guarda todos foram se aproximando silenciosamente da casa, era possível ouvir os gritos como sussurros vindo do quarto de cima,por mais que uma música estivesse tocando em um volume plausível.

Logo depois viram Stanley descer as escadas, e a musica parou dando lugar a sons de buzinas de inicio de jogo, sete minutos se passaram quando o estrondo da porta rompendo soou pela casa, Mark que estava na sala derramou bebidas em cima de si mesmo pelo susto, seu espanto ao ver Harry entrar pela porta o fez perder a voz contida.

Liam entrou pela cozinha trazendo para sala Stanley que estava na parte de tras da casa fumando e pegando aperitivos para o jogo,
Lucas foi jogado ao sofa ao lado de seu sogro.

= Boa noite senhores. - a voz fria e irônica de Harry soou assim que ele se pois em frente ao sofa onde ambos estavam sentados.

= Senhor Styles, eu.. eu irei paga - lo eu lhe disse que..- Mark tentou falar mas foi cortado por Harry, que apenas olhou para Josh e esse sorriu ao prender entre a palma da mão a respiração de Mark, tapando sua boca e nariz.

= Não sejam mal educados, dei um mês para me devolverem meu dinheiro, e o que eu fiquei sabendo não me deixou nada contente.. - Styles se sentou na poltrona olhando para Mark ficar azul enquanto Stanley cerrava os dentes em nervosismo e raiva.

= Iam viajar Sr. Lucas? .- Harry se referiu a informação que conseguiu e também sobre as caixas que estavam ao redor da sala.

= Styles, iremos te pagar é que usei o dinheiro para pagar o tratamento do meu marido.- Stan disse tentando soar o mais verdadeiro perante a morte.

= S..sim, meu filho está doente e se mudariamos para seu tratamento, mas nunca deixaríamos de te pagar, eu iria justamente falar com o senhor que conseguiriamos o dinheiro até mês que vem.- Mark falou depois de tomar ar assim que as mãos de Josh sairam de sua boca.

O som que viera lá de cima chamou a atenção de Payne que comunicou a Styles, sobre o sons de passos no segundo andar.

= É apenas meu marido, ele não está se sentindo bem e esta dormindo. - Stanley falou ao que Harry se levantou dando alguns passos pela casa.

O barulho de água podia ser escutado do andar de baixo e guiado talvez por curiosidade Payne subiu as escadas deixando Styles e Malik se resolverem com eles.

X

Antes do fim do ano, um novo começo antigo, oh minhas batatas💜

Att duplo.

The never again l.sOnde histórias criam vida. Descubra agora