[08] Eu vejo, eu gosto, eu quero.

52.2K 6.8K 7.9K
                                    

VOTEM E COMENTEM!!!


Eu havia o visto primeiro, gostei, e agora, o quero.


#JujubasEKingKong

Grande parte das vezes eu costumava chegar aqui, no meu diário que provavelmente ninguém lerá, a fim de gritar, xingar meio mundo e falar mal de Jungkook por ter roubado meu cargo e vários outros mi-mi-mi

Ops! Esta imagem não segue nossas diretrizes de conteúdo. Para continuar a publicação, tente removê-la ou carregar outra.

Grande parte das vezes eu costumava chegar aqui, no meu diário que provavelmente ninguém lerá, a fim de gritar, xingar meio mundo e falar mal de Jungkook por ter roubado meu cargo e vários outros mi-mi-mi. Todavia, hoje acordei e simplesmente fiquei na cama olhando para o teto, sentindo o ar da janela balançar meus fios loiros fazendo cosquinha em minha tez, mas mesmo assim não conseguia parar de refletir sobre ontem.

Na realidade nem sei como contar tudo que passou pela minha mente depois do que Jungkook me disse, formulo o pensamento e quando chega a vez de abrir a boca para verbalizar, não consigo. Fiquei exatamente do jeito que estou agora, parado e absorto em mil e um pensamentos desconexos que não conseguem nem se organizar em algo decente para explicar o quão chocado estou desde então.

Então sim, estou improvisando, querido leitor. Introdução nunca foi minha praia, entretanto, agora parecia um zilhão mais complexo. Porém, se tem algo que você precisa saber, é que não paro de pensar naquelas palavras nem por um segundo, o que é óbvio, sinto que não esquecerei tão cedo.

Tão veloz quanto o vento bate as águas, Jungkook conseguia mexer comigo, deixar-me pensativo e sem reação. Havia um diferencial em suas ações, algo que eu tentava afastar, mas como uma corrente magnética trazia ele cada vez mais próximo de mim. De fato, não era ruim, pelo contrário, me fazia sorrir e deixava o dia mais leve.

Atualmente, não existe palavra melhor para descrever o que se passa no meu coração do que confusão. Não sei se o odeio ainda, ou suspiro por seus sorrisos, que agora já não são mais sarcásticos. Cada atitude, por mínima que fosse, desde uma provocação ou um elogio, fazia diferença. 

A cada dia que passa, minha opinião sobre Jungkook ser o mesmo do passado, caí por terra e novas lembranças são criadas. Memórias onde ele me arranca os mais sinceros sorrisos e claro, as malditas provocações que se tornaram rotineiras. 

Suspirei olhando para a janela ao lado da mesa onde escrevia pelo computador, observando o sol nascer na cidade do amor, eu havia acordado bem cedo para atualizar os acontecimentos da noite passada, meus dedos pareceram formigar até que eu decidisse levantar de vez da cama e atualizar a minha história. 

Olhei a hora no celular, e se não me engano, o hotel logo serviria o café, por isso levantei da cadeira felpuda vermelha correndo para abrir minha mala e pegar roupas e uma boina, logo me vestindo e dando uma checada em frente ao espelho enquanto arrumava o cabelo. Catei o celular e conectei os fones, colocando Waves para tocar, já dentro do elevador. 

É estranho e clichê demais dizer que estou nervoso para ver Jungkook? 

Como eu falaria? Seria tipo, "Oi Jungkook, não dormi porque pensei no que me disse a noite inteira". Definitivamente, eu não vou falar isso. 

A COR MAIS QUENTE | JIKOOKOnde histórias criam vida. Descubra agora